Conecte-se agora

Pavimentação em estacionamento do 14 BIS por conta da Emurb gera confusão na Câmara de Vereadores

Publicado

em

FOTO: CEDIDA

O vereador João Marcos Luz (MDB), oposição a prefeita Socorro Neri (PSB), teve negado o seu requerimento pelo placar de 8 a 4, na manhã desta quarta-feira (13), no qual pede esclarecimentos a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Seinfra) pela realização da pavimentação no estacionamento do Complexo 14 BIS.

O vereador teria recebido denúncias de que a Seinfra autorizou a Emurb a realizar obras de pavimentação no estacionamento do 14 BIS.

De acordo com o emedebista, aquela área é de propriedade do setor privado.

O requerimento provocou discussões acaloradas entre Forneck, líder da prefeita, e o vereador Marcos Luz (MDB).

Forneck insinuou que Marcos Luz teria “relações com empresários da construção civil” e, por isso, estaria pedindo informações a Emurb sobre a obra.

Luz disparou contra Forneck . “Eu lamento muito, o vereador Rodrigo fez uma acusação grave contra a minha pessoa dizendo que tenho relações com empresários, por isso que estou denunciando? Ora, como se fosse uma ação obscura não é? Todo mundo sabe, eu sou apenas um representante público. Estou aqui para fiscalizar e tentando cumprir essa função. Rodrigo você envergonha o parlamento. Espero que a base não lhe siga, porque, se lhe seguir, eu lamento, será envergonhado junto com vossa excelência”, disparou.

“Quero saber porquê da Emurb está fazendo esta obra. Solicito no requerimento o contrato, com valores, porque deve ter contrato. Não podemos ficar inertes ao que está acontecendo em Rio Branco. Não posso aceitar uma coisa dessa. Se Rio Branco tivesse em perfeitas condições, não teria problema, mas não é o caso, pois agora que a Operação Verão chegou a Regional do Tancredo Neves”, concluiu o vereador João Marcos Luz.

O vereador Jarude (Sem partido) reforçou e disse “estamos diante de um possível ato de improbidade administrativa” e eu até parabenizo o vereador João Marcos pelo requerimento que pede uma simples informação.

Os vereadores que votaram a favor do requerimento foram: João Marcos, Jarude, Lene Petecão, N. Lima

Os que votaram contra foram: Railson Correia, Eduardo Farias, Elzinha Mendonça, Jakson Ramos, Juruna, Laércio, Raimundo Neném e Rodrigo Forneck.

Propaganda

Destaque 5

Morre Nino, professor da UFAC e ex-craque do futebol acreano

Publicado

em

Morreu na noite desta segunda-feira, 20, em Goiânia, o professor da Universidade Federal do Acre (UFAC), José Aparecido Pereira dos Santos.

O nome de batismo pouca gente conhece, mas basta dizer o apelido, Nino, para saber que se trata de uma figura que faz parte da história do futebol acreano e da UFAC, especialmente o curso de educação física.

Nino estava na capital goiana em tratamento de saúde acompanhado da esposa e da filha quanto teve um infarto no hotel onde estava hospedado. Levado à hospital, não resistiu e acabou morrendo.

Nino tinha 65 anos e era natural de Santo Expedito, interior de São Paulo. Como jogador de futebol teve passagens pelo Guarani de São Paulo, onde contava com orgulho ter enfrentado o Santos de Pelé, e também jogou no Londrina do Paraná.

Chegou ao Acre em 1979 contratado pelo Rio Branco, onde foi campeão do Copão da Amazônia. No ano seguinte, foi contratado pelo Juventus onde jogou mais duas temporadas, encerrando a carreira em 1982.

Depois de pendurar as chuteiras, foi treinador do Internacional, Independência e Rio Branco.

Após largar os gramados, Nino se tornou professor do curso de Educação Física da UFAC. Com sua voz rouca e mansa e a mesma ginga que o tornou um craque nos gramados era uma figura extremamente querida da universidade.

A família não informou ainda se o corpo será transladado para Rio Branco e horários e local de velório e sepultamento.

Continuar lendo

Destaque 5

Golpistas anunciam venda de vagas residuais da Ufac na internet

Publicado

em

Desde a semana passada um anúncio de origem, até então, desconhecida circula por meio das redes sociais informando supostas vendas de vagas residuais na Universidade Federal do Acre (Ufac). O informe destaca preços cobrados para quatro cursos: Nutrição, Jornalismo, Medicina e Engenharia Civil, cada um com um preço distinto e até com possibilidade de parcelamento.

O número que começou a divulgar a informação possui DDD de outro estado. Temendo que pessoas pudessem se atrair, o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da instituição procurou a Pró-reitora de graduação e recebeu a confirmação de que o caso se trata de um golpe.

“Não existe esse edital, não existe essa cobrança, não sabemos de onde partiu. Inclusive algumas pessoas da Ufac já estão perguntando”, afirma o presidente do DCE na Ufac, Richard Brilhante.

Procurada pelo ac24horas, a professora responsável pela Pró-Reitoria de graduação disse que a orientação é que as pessoas, ao verem esse tipo de publicação, denunciem imediatamente, uma vez que a Ufac não faz esse tipo de cobrança. “Com certeza se trata de um golpe. A única coisa a se fazer é denunciar para a Polícia Federal”, diz Ednaceli Damasceno, responsável pelos editais de residuais.

Esta não é a primeira vez que a Ufac se torna alvo desse tipo de publicação. “Sempre surge algum tipo de tentativa de ganho em cima dos processos da universidade por estelionatários alheios a universidade. No ano passado denunciamos a PF um caso de uma pessoa que cobrava por supostas vagas de estágio e enganava jovens”, destaca Brilhante.

Vagas residuais fazem parte de um processo seletivo destinado a alunos da própria Ufac, alunos de outras instituições de ensino superior e aos portadores de diploma de nível superior que queiram fazer um curso de graduação na Ufac. Porém, o processo só ocorre a partir da publicação de um Edital específico no qual constam todos os procedimentos, como os relativos às inscrições.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas