Conecte-se agora

Mara Rocha pede apuração de abuso de autoridade do ICMBio contra produtores rurais

Publicado

em

O possível abuso de autoridade de servidores do Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade (ICMBio) contra pequenos produtores rurais acreanos ganhou mais um capítulo. A deputada federal Mara Rocha (PSDB) entregou ao Presidente do ICMBio, coronel Homero de Giorge Cerqueira, um documento relatando os abusos cometidos por servidores daquele Instituto na retirada de produtores da Reserva Extrativista Chico Mendes.

O documento, acompanhado de fotos e vídeos, relata que servidores do ICMBio tem agido com truculência. Há histórias de agressões e destruição de motos, antenas, alimentos e diversos objetos pessoais dos produtores.

“Compreendo que os servidores públicos têm poder de tutela, mas isso não dá a eles o poder de ferir o direito à ampla defesa e, principalmente, não dá o poder de ferir o princípio da dignidade humana, base da nossa Constituição. Ao nos depararmos com cenas de fogueiras feitas, por servidores públicos, com bens dos moradores da Resex Chico Mendes, não resta dúvidas de que abusos vêm sendo cometidos”, afirmou a parlamentar.

“Trouxe as denúncias para que sejam analisadas e, se os abusos forem comprovados, espero que sejam punidos, pois o povo da Resex Chico Mendes merece respeito do poder público”, finalizou Mara Rocha.

Propaganda

Destaque 7

Enquanto Danilo Gentili faz piada, governo Bolsonaro estuda aplicar projeto do senador Petecão

Publicado

em

Em 2017, o humorista a apresentador Danilo Gentili leu uma matéria sobre Projeto de Lei que prevê data de validade para as cédulas de papel-moeda, de autoria do senador Sérgio Petecão (PSD-AC)).

Mas o invés de dar importância ao projeto, que agora poderá se tornar realidade no governo de Jair Bolsonaro, sob os aplausos do ministro da Economia, Paulo Guedes para combater a sonegação e o dinheiro de caixa dois (guardado por corruptos em malas, cofres ou buracos), Gentili preferiu fazer piada no The Noite, talk-show exibido pelo SBT.

O projeto do senador Petecão, que é do Acre, sugere que o dinheiro brasileiro tenha prazo de validade impresso e em alto-relevo. Segundo o político, a medida vai fazer o dinheiro circular mais e evitar que os corruptos guardem mala cheia de grana.

“Eu apresentei uma proposta aqui nesta Casa que tratava da troca das cédulas de R$ 50 e de R$ 100. Meu projeto está tramitando, e eu fui vítima, no programa do humorista Danilo Gentili,… Ele falou exatamente desse projeto, mas distorceu completamente o nosso projeto. Ele falava de vencimento de nota, ele falava… Inclusive, Senador Jorge Viana, ele, de uma forma, tentou diminuir o nosso Estado, tentou fazer gracejos e desdenhou do nosso Estado.

O meu projeto é um projeto simples. Ele não fala de vencimento de nota. O meu projeto fala da troca de nota de R$ 50 e de R$ 100. O objetivo do projeto é para essas pessoas que todo dia a imprensa apresenta com dinheiro, dinheiro desviado da corrupção. E acabamos de ver o exemplo lá na Bahia, onde foram encontrados R$ 50 milhões. É para que esse dinheiro? Ou será que só tinha esse dinheiro escondido? Será que neste País continental só existiam aqueles R$ 50 milhões?

A minha preocupação, e o grande foco do nosso projeto, é para que esse dinheiro que está escondido aí possa vir para o mercado, porque, na hora em que nós trocarmos essa nota de R$ 50 e de R$ 100, essas pessoas vão ser obrigadas a botar esse dinheiro fora”, afirmou Petecão em discurso no plenário do Senado.

É uma excelente iniciativa do senador Sérgio Petecão que também é o Primeiro Secretário da Mesa Diretora do Senado Federal. Ele merece aplausos e não piadas protagonizadas por pessoas que de fato não se preocupam com o desenvolvimento do Brasil.

Por – Donny Silva

Continuar lendo

Destaque 7

Nomes de responsáveis pela fuga de 26 detentos serão divulgados

Publicado

em

FOTO: KENNEDY SANTOS - AC24HORAS

O secretário de segurança pública do Acre estava fora do estado – em tratamento de saúde do filho – quando aconteceu a fuga dos 26 detentos do presídio Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco, e também quando ocorreram os crimes que eclodiram imensa insatisfação da população quanto à sensação de insegurança na capital acreana. De volta ao estado, ele concedeu uma entrevista afirmando ser inadmissível uma fuga em massa como essa que ocorreu na capital, tendo em vista o aparato de policiais em serviço no presídio.

De acordo com o coronel, diversos inquéritos foram abertos para apurar como se deu a fuga dos presos. Essas investigações “estão sendo conduzidas de forma responsável”, disse Paulo Cézar. “Não admitimos uma fuga de tamanho porte no sistema [de segurança]”, completou o secretário.

Segundo a secretaria, os responsáveis vão ser apresentados em tempo hábil. “Não é admissível uma fuga desse porte e os culpados vão ser responsabilizados. Compete ao sistema realizar um inquérito e apurar dentro do seu tempo”, garantiu Cézar.

O objetivo da segurança pública, agora, é identificar as responsabilidades da fuga e a quem cabe ser penalizado. Durante a semana, algumas medidas foram tomadas na tentativa de investigar o paradeiro dos fugitivos e evitar novas fugas nos presídios. Até agora, somente oito detentos foram recapturados e 18 ainda seguem foragidos.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas