Conecte-se agora

Gladson diz que tem 99% de certeza que decretará calamidade financeira

Publicado

em

Em Cruzeiro do Sul, na tarde desta terça feira, 12, o governador Gladson Cameli, disse que se confirmar a notícia de desistência do Tesouro Nacional e da instituição financeira, de negociar este ano a dívida do Estado, ele deverá decretar Estado de Calamidade Financeira do Acre.

“Soube agora dessa pior notícia de todas. A secretária de Fazenda está em Brasília se inteirando do caso. Mas se for verdade, é 99% de certeza de decretar sim, Calamidade. E a culpa não é minha da Reforma da previdência não ter sido aprovada. Se isso se concretizar aviso aos poderes, que terei que deixar de fazer muita coisa, inclusive deixar de empossar concursados “.

O governador destaca que a conta da previdência não fecha. Este ano o déficit é de R$ 560 milhões e R$1,2 bilhão em 2020.

Para o Chefe do Palácio Rio Branco é a “politicagem” dentro dos sindicatos que trava a negociação para a aprovação da Reforma. “Não estou fazendo nada escondido. A Reforma daqui é igual a do governo federal. E essa conta porque não cobraram do meu antecessor? “, questiona o governador, afirmando que vai esclarecer a população sobre a realidade dos fatos.

Ele concluiu afirmando que o pagamento do décimo terceiro está garantido, mas faz ressalvas com relação a salários e investimentos. “Podem fazer politicagem , mas se não tiver dinheiro, eu quero ver”, conclui.

Aprovado no final do mês de outubro na Assembleia Legislativa, o projeto de lei de autoria do poder executivo que autorizou a contratação de operação de crédito junto ao Banco Brasil Plural, com a garantia da União, até o valor de R$ 1 bilhão , com vistas ao alongamento da dívida pública estadual em contratos com garantia da União.

Os recursos decorrentes da operação seriam aplicados, exclusivamente, na liquidação de contratos de empréstimos com aval do governo federal, de forma a melhorar o perfil do endividamento do Estado do Acre. A proposta aprovada, segundo o governo, não se tratava de assunção de novas dívidas, mas sim de autorização para que o Governo do Estado renegocie junto a Instituição Financeira, o qual já sinalizou positivamente para a operação pretendida.

O ac24horas apurou na época que a aprovação da presente Lei permitirá a “troca” da dívida oriunda de empréstimos com aval da União por outra que possibilite ao Governo uma folga financeira em curto prazo, com juros pré-fixados e sem variação cambial. Além disso, a liquidação dos contratos selecionados permitirá uma melhora no perfil do endividamento do estado e uma diminuição do montante pago anualmente, com a possibilidade de economizar entre R$ 100 milhões a R$ 200 milhões por ano.

Anúncios

Acre

Governo é cobrado por abandonar a “Casa dos Povos da Floresta”

Publicado

em

Foto: Divulgação

Boa parte dos espaços de memória no Acre tem sofrido com a falta de cuidado por parte do poder público. Tentamen e Casa dos Povos da Floresta são dois exemplos. Ao constatar a situação do prédio conhecido como “Casa dos Povos da Floresta”, em Rio Branco, o Ministério Público Federal (MPF) decidiu questionar os motivos do abandono à Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM), órgão do
governo estadual responsável pela manutenção do local.

Segundo o procurador da República Lucas Costa Almeida Dias, que verificou o abandono do local pessoalmente, não há sequer no site da FEM qualquer menção à “Casa dos Povos da Floresta” como espaço cultural na cidade, o que demonstra ainda mais claramente o descaso com o bem público que tinha por missão a preservação e divulgação dos costumes, crenças e tradições dos povos da floresta (indígenas, ribeirinhos e seringueiros).

Além do abandono estatal, o prédio também tem sido ocupado e consequentemente depreciado por pessoas em situação de rua. Lucas Dias cobrou respostas da FEM sobre as razões para o abandono do local, bem como se há plano para revitalização ou manutenção do espaço e retorno das atividades e ainda a justificativa para não inclusão do museu no sítio eletrônico da Fundação.

Continuar lendo

Acre

Governo alerta sobre risco de surto da dengue no Acre

Publicado

em

A aproximação do período de chuva no Acre fez com que a secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) emitisse um alerta à população nesta quarta-feira, 21, sobre a necessidade de manter os cuidados contra a proliferação do Aedes aegypti, o mosquito causador da dengue, zika e chikungunya. Neste período, principalmente, objetos que acumulam água devem ser constantemente observados e esvaziados.

A Saúde do Acre tem enviado notas de alerta aos municípios, solicitando a intensificação das ações de prevenção e controle. O governo diz que tem redobrado as visitas técnicas para intensificar as ações de prevenção e controle das doenças transmitidas pelo mosquito e evitar que o estado sofra com novo surto de dengue, por exemplo.

Ao portal Agência de Notícias do Acre, a chefe do Núcleo de Transmissão Vetorial, Márcia Andréa Morais, explicou que nestas ações, “começando pelo Juruá, os técnicos do Núcleo de Doenças de Transmissão Vetorial apresentaram a situação entomológica e epidemiológica dessas doenças em todo o estado, enfatizando os municípios que apresentam maior risco de ocorrência de surtos ou epidemias”.

Nesse momento, é necessário trabalho integrado entre atenção básica, vigilância epidemiológica, assistência à saúde, educação em saúde e controle vetorial. Os ovos do mosquito resistem até cerca de 450 dias em baixa umidade e eclodem ao entrar em contato com a água. Por isso, galões, caixas d’águas, tonéis, vasos de plantas, entre outros, os reservatórios, devem ser eliminados e passar por limpeza constantemente.

Continuar lendo

Acre

Militar baleado com tiro acidental é resgatado pelo Ciopaer

Publicado

em

Um resgate que duraria mais de 8 horas via estrada foi feito em cerca de 1h40 nessa semana no salvamento de um policial militar que se acidentou com um disparo de arma de fogo. A vítima estava com a arma na cintura lavando um carro à frente da residência onde mora e, ao se abaixar, aconteceu o disparo acidental.

O militar foi transladado de Assis Brasil para Rio Branco. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) da Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Acre (Sejusp) foi acionado para auxiliar na operação de resgate de paciente utilizando o Hárpia 02, avião modelo Sêneca.

O próprio Comando-Geral da Polícia Militar solicitou o resgate, uma vez que o paciente é lotado no batalhão da fronteira. Na Capital, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) auxiliou o paciente, que deu entrada no pronto-socorro, permanecendo internado.

Continuar lendo

Acre

Grupo vai realizar auditoria técnica no Programa Ruas do Povo

Publicado

em

Foto: Divulgação 

O programa Ruas do Povo, que foi apresentado na gestão do então governador Sebastião Viana como o maior programa de pavimentação da história do Acre, até hoje é contestado exatamente por muita gente que foi beneficiada. O principal motivo de reclamação sempre foi a qualidade do serviço executado. Em centenas de exemplo, o trabalho realizado se deteriorou em pouco tempo após a chegada do período de chuvas.

O governo Gladson Cameli vai fazer uma auditoria técnica especificamente âmbito do Departamento Estadual de Água e Saneamento – DEPASA, especificamente no Programa Ruas do Povo.

O decreto publicado na edição desta quarta-feira, 21, do Diário Oficial estabelece que o Grupo de Trabalho Interinstitucional é composto por dez servidores distribuídos entre as áreas contábil, jurídica, de auditoria e de engenharia, representantes dos seguintes órgãos e entidades: quatro da Controladoria-Geral do Estado – CGE, de onde um será escolhido para ser o coordenador, dois da Secretaria de Estado de Infraestrutura – SEINFRA, dois do Departamento Estadual de Água e Saneamento – DEPASA e dois do Departamento de Estradas de Rodagens, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária do Acre – DERACRE.

Os membros do Grupo de Trabalho Interinstitucional serão indicados pelos secretários ou presidentes dos órgãos que representam, no prazo de cinco dias, contado da data de publicação deste Decreto, e designados pelo Controlador-Geral do Estado.

O decreto estabelece que o Grupo de Trabalho Interinstitucional terá duração de cento e oitenta dias, contados da data de designação de seus representantes e poderá ser prorrogado uma vez por igual período, para a elaboração do relatório final.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas