Conecte-se agora

Após renúncia de Morales, Secretário pede para que acreanos evitem entrar em território boliviano

Publicado

em

O secretário de segurança pública do Estado do Acre, coronel Paulo Cezar, recomendou na na noite deste domingo, 10, ao ser questionado por ac24horas, que os acreanos e demais brasileiros que estudam ou trabalham em território boliviano evitem adentrá-lo. O posicionamento das autoridades do Acre ocorre após Evo Morales renunciar ao cargo de presidente da Bolívia, após uma escalada nas tensões no país. O anúncio foi feito em rede nacional, pela televisão na tarde deste domingo. O vice-presidente, Álvaro García Linera, também apresentou a renúncia. Evo ainda classificou a situação como um golpe.

O secretário do Acre, estado brasileiro que faz fronteira com Bolívia e que tem acesso direto com as cidades de Brasiléia e Epitaciolândia, afirmou o governo do Acre produziu dois relatórios de inteligência que foram encaminhados a União a respeito do assuntos nas últimas semanas. Cezar desta que um pelotão de choque está em Epitaciolândia prestando auxílio às forças de segurança na região.

“Eu acredito que diante dessas comunicações realizadas com o Comando de Operações Terrestres do Exército Brasileiro (Coter) e também com o Ministério da Justiça que a União deve adotar alguma providência no sentido de fortalecer a segurança na fronteira, mas de qualquer forma, as forças estaduais estão mobilizadas desde a semana passada no sentido de garantir o maior aporte de efetivo na região de fronteira”, destacou o secretário.

Sobre acreanos que trabalham ou estudam na fronteira, o secretário afirmou que “o ideal é evitar a entrada em território boliviano, tanto de estudantes ou como aqueles que trabalham nas cidades fronteiriças nos próximos dias até que essa situação volte a calma, volte ao estado de tranquilidade”

Cezar afirmou que acredita que o Itamaraty, através do serviço consular, vai estar conduzindo alguma tratativa no sentido de orientar brasileiros que moram realmente na Bolívia, haja vista que existe a possibilidade da decretação do Estado de Sítio e fechamento de fronteira.

Propaganda

Cotidiano

Ministério da Saúde amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe

Publicado

em

A partir de 2020, o Sistema Único de Saúde (SUS) passará a ofertar uma dose de reforço da vacina de febre amarela para crianças com 4 anos de idade. O Ministério da Saúde também ampliará, de forma gradativa, a vacinação contra febre amarela nos 1.101 municípios nordestinos que não faziam parte da área de recomendação de vacinação.

A pasta informou também que a campanha contra a gripe, realizada todos os anos entre abril e maio, contará com um novo público, os adultos de 55 a 59 anos. A medida tem por objetivo ampliar a vacinação dos grupos mais vulneráveis.

Segundo o ministério, as datas para início das campanhas serão definidas pelos estados, a partir do plano de implantação elaborado individualmente por eles. “O Ministério da Saúde conta com estoque suficiente para atender a demanda, a partir da solicitação de quantitativo dos estados, responsáveis por fazer a distribuição das doses aos municípios.”

Fonte: Ministério da Saúde

Continuar lendo

Cotidiano

Agendamento de exames laboratoriais realizados pela prefeitura volta ao normal

Publicado

em

A suspensão dos agendamentos de exames laboratoriais realizados pela prefeitura de Rio Branco retorna com os serviços nesta quinta-feira, dia 12. À priori, a suspensão dos agendamentos encerraria amanhã, mas a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) decidiu normalizar as coletas e agendamentos de exames laboratoriais ainda hoje.

A suspensão de um dia se deu porque o Centro de Apoio a Diagnóstico (CAD) mudou de endereço. Com isso, os serviços de agendamento dos exames tiveram que ser paralisados.

Segundo a prefeitura, o CAD é responsável pelo processamento dos exames coletados nas unidades básicas de saúde de Rio Branco. O novo centro vai funcionar na Rua Gavião, nº 296, no Conjunto Adalberto Sena.

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Mais lidas