fbpx
Conecte-se agora

Candidatos prometem entrar com pedido de ação pública contra o certame do concurso do Depasa

Publicado

em

Indignados, os estudantes Alexandre Silva Santos e Joab de Souza, ambos de 22 anos, aprovados no processo seletivo simplificado do Departamento Estadual de Água e Saneamento (DEPASA) entraram em contato com a equipe do ac24horas na manhã desta sexta-feira (08), para relatar que irão entrar com uma ação civil pública contra o certame.

Alexandre e Joab alegaram que foram realizar a entrega da documentação exigida no edital do Ibade, na tarde desta quinta-feira (07), e, descobriram na hora que existe um requisito de cursos técnicos para todos os cargos do processo seletivo na área de ensino fundamental incompleto.

“A exigência do curso técnico foi publicado nesta terça-feira (06), no Diário Oficial do Estado (DOE), como que a gente iria saber? O edital que foi publicado do concurso dia 12 de Agosto não fala de nenhum curso técnico na área de ensino fundamental incompleto só diz que tem que ter ensino fundamental. Se a gente soubesse desse requisito de curso técnico pra área de nível fundamental não teríamos estudado e pago a inscrição do concurso”, desabafou Alexandre Santos.

Joab de Souza, primeiro colocado na área operador de estação de tratamento relatou que o edital não especificava nenhum curso técnico para a área.

“Os requisitos mínimos no edital, requeria apenas nível fundamental incompleto. Não podem, de forma arbitrária, cobrarem algo depois do edital e prova, isso é ilegal. Estudei, fiz o concurso e passei em primeiro. Não quero ser prejudicado por algo que não estava previsto” enfatizou.

Os dois relataram que foram na Defensoria Pública e, a defensora relatou para os candidatos que eles (organizadores do concurso) só poderiam mudar as regras do concurso antes da aplicação da prova.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas