Conecte-se agora

Facções comandam 12 mil no Acre

Publicado

em

O acreano já se acostumou com notícias trágicas envolvendo, principalmente, jovens da capital e interior. O assunto facção, assusta e escancara de vez uma realidade difícil de ser controlada. Os números trazem à tona momentos de dor, tristeza e sentimento de insegurança que já é parte do dia a dia.

Seria até injustiça creditar à pobreza e a falta de oportunidade, essa onda de incertezas que nos ameaça a todo momento.

O grito de socorro vem de todos os lados e por mais que em algum momento o chamado sentimento de calma prevaleça, é apenas de relance, sem força para nos estimular a ir para um passeio tranquilo no centro ou em qualquer outro bairro.

Compreendendo esse difícil convívio, o ac24horas foi até o bairro São Francisco, numa Igreja simples, erguida no fundo de um quintal, onde também abriga seu pastor, Arnaldo Barros, sua família, e outros seis agregados, ex-faccionados que hoje ajudam a manter a obra.

O videomaker Kennedy Santos, conversou também com o cabeça de umas das maiores facções de nossa cidade, esteve frente a frente com um dos homens mais temidos do crime.

No Ministério Público, ouviu o Dr. Bernardo Fiterman Albano, do GAECO, Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado. Os dados são positivos, no que diz respeito ao número de mortes violentas, mas também evidencia necessidades de investimento e pessoal. De 2016 até agora já encaminhamos para o presídio mais de 1600 pessoas. Elas foram condenadas em tempo que varia de 9 a 12 anos de reclusão. É o que determina a lei, disse o promotor. Assista ao vídeo!

video

Propaganda

Kennedy Santos

Videomaker vive na pele o perigo de ser agepen

Publicado

em

O videomaker do ac24horas, Kennedy Santos, teve acesso exclusivo a parte interna do maior presídio do Estado do Acre, o Dr. Francisco D’Oliveira Conde, onde se encontra a maior parte dos presos da capital Rio Branco.

Nenhuma equipe de jornalistas do Acre teve permissão para filmar, fotografar ou entrevistar alguém. “Nossa missão foi mostrar a realidade de trabalho dos agentes penitenciários que atuam nos pavilhões masculino e feminino”, destaca o nosso repórter.

O ac24horas mostra nessa reportagem a vistoria que os apenados não esperavam, estratégia de segurança adotada pela atual diretoria e também os agentes denunciando falta de segurança aos profissionais que trabalham na casa de detenção. Além disso, eles também falam da falta de compromisso político e a necessidade de um efetivo maior.

Assista o vídeo na íntegra:

video

Continuar lendo

Kennedy Santos

O que você sabe sobre doação de órgãos?

Publicado

em

É difícil de admitir, mas o século XXI ainda não foi suficiente para quebrar o tabu e a falta de informação sobre doação de órgãos e de tecidos.

No Acre, apesar do esforço de um pequeno grupo, a realidade é ainda mais cruel. A fila aumenta na mesma proporção que a grava a situação de quem espera numa fila interminável. Desde abril desse ano, os profissionais de saúde não conseguem fazer uma captação de córnea, uma das mais comuns, levando em conta outros procedimentos.

O ac24horas acompanhou por alguns dias enfermeiros, médicos e outros envolvidos no assunto para tentar ajudar e sensibilizar a população sobre a o quanto é importante, fácil e simples tornar-se um doador.

Fomos conhecer história de pessoas transplantadas, é também de quem espera por anos um órgão compatível. Você vai saber o que as pessoas nas ruas pensam, a angústia de quem aguarda na fila. Vai ver a história do Sr. Alberino Dias, de 67 anos que está em contagem regressiva porque sua situação é cada dia mais grave. Assista ao vídeo e tire suas dúvidas.

video

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.