Conecte-se agora

Oswaldo acha que as boas práticas do MP lhe garantiram cargo no CNMP, em Brasília

Publicado

em

O procurador de justiça do Ministério Público do Acre, Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, acaba de ser escolhido para o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Na mesma semana em que tomou posse Oswaldo foi escolhido, por unanimidade do conselho para o cargo de ouvidor nacional do CNMP.

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) atua em prol do cidadão, executando a fiscalização administrativa, financeira e disciplinar do Ministério Público no Brasil e de seus membros, respeitando a autonomia da instituição.

Esta semana o procurador passou no Bar do Vaz e conversou com o jornalista Roberto Vaz, onde explicou o processo de sua escolha para o cargo. Veja a entrevista.

video




Propaganda

Destaque 2

Conselheiro do B13 é executado com 15 tiros por trair a facção

Publicado

em

A onda de violência não cessa e a vigésima segunda morte foi registrada nos primeiros 16 dias do ano no Acre. O Conselheiro do Bonde dos 13, Antônio José de Oliveira, vulgo “Japonês” foi executado com 15 tiros na noite desta quinta-feira (16) na porta de entrada da UPA da Cidade do Povo, em Rio Branco.

De acordo com informações da polícia, “Japonês” teria ido deixar um amigo para receber atendimento na UPA, ao chegar na frente da unidade de saúde, membros da própria facção Bonde dos 13, o abordaram e de posse de armas de fogo efetuaram vários tiros. Antônio foi atingido pelo projeteis na região do peito, abdômen, braço e nas costas. No momento da ação dos criminosos a porta da unidade de saúde foi quebrada e várias pessoas que estavam na recepção do hospital entraram em desespero e correram ao escutar os tiros. Nenhum paciente saiu ferido no ataque dos faccionários.

Populares ao verem o homem ferido, levaram a vítima para dentro da Unidade de Saúde para receber atendimentos. A ambulância do Samu foi acionada, mas quando os paramédicos ao chegaram ao local, Antônio já se encontrava morto.

Segundo informações repassadas a reportagem do ac24horas, “Japonês” era conselheiro da facção responsável de recolher as taxas que os comerciantes pagam a organização criminosa, ele teria se apropriado do dinheiro e não repassou aos outros líderes da facção. O conselho geral do B13 se reuniu e decidiu que “Japonês” seria executado por trair a organização.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos dos peritos em criminalística. O corpo de “Japonês” foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já iniciaram as investigações em busca de identificar os autores do crime.




Continuar lendo

Cidades

Prefeito de Xapuri diz que parceria com o Independência não terá repasse de dinheiro público

Publicado

em

O prefeito de Xapuri, Ubiracy Vasconcelos (PT), se viu diante de algumas críticas nas redes sociais depois que anunciou uma inusitada parceria com o Independência Futebol Clube para colocar na disputa do Campeonato Acreano de Futebol Profissional, em 2020, uma equipe formada por jogadores do município, vestindo a camisa do tricolor da capital acreana.

Oficialmente é o Independência quem estará em campo, mas com o elenco e a comissão técnica formados em Xapuri. O tradicional e falido time acreano apenas cederá o nome e a camisa, além de cuidar de toda a questão burocrática junto à Federação Acreana e CBF, cabendo à prefeitura a responsabilidade por todos os custos referentes a participação da equipe na competição.

O anúncio da parceria gerou questionamentos e dúvidas a respeito da iniciativa. Alguns condenando o envolvimento do ente municipal com o futebol profissional e outros criticando a destinação de recursos públicos para um fim não prioritário ao invés serem investidos em áreas consideradas essenciais. Houve até quem levasse o tema para a seara política partidária.

Em uma das postagens sobre o assunto, o advogado Gomercindo Rodrigues comentou:

“Não entendi o prefeito de Xapuri, fez acordo com um time cujo presidente e o diretor (técnico?) são duros críticos das administrações petistas, consideram TODOS/AS corruptos/as… (é só ver seus comentários nas redes sociais!) aí, na hora do aperreio, vão buscar apoio de uma prefeitura administrada pelo PT… vá entender esse pessoal… interessante, muito interessante os interesses”.

O professor xapuriense Carlos Estevão Ferreira Castelo completou:

“Cara, vc falou o mesmo que pensei quando vi essa notícia. Dois “bolsominions juramentados” – desculpem, não deu para segurar kkkk – na foto com o Prefeito de Xapuri, do PT. É por essas e outras que o PT tá pagando caro… sigamos”.

Atento às críticas, o prefeito Bira Vasconcelos optou por não polemizar o teor político dos comentários e explicou que a parceria feita com o clube não envolve repasse de dinheiro público para a instituição esportiva. Segundo ele, os custos se resumirão ao pagamento das taxas referentes às inscrições dos jogadores, transporte – a Fundação Municipal de Cultura e Desportos dispõe de ônibus próprio – e alimentação dos atletas nos dias de jogos.

“Essa é uma oportunidade para que os nossos atletas disputem uma competição em nível estadual e isso será uma espécie de vitrine para eles, que podem ter oportunidades futuras no próprio Independência, no Atlético Acreano, no Rio Branco ou em outros clubes”, disse ele.

O gestor afirmou ainda que os gastos referentes a participação dos atletas xapurienses no campeonato defendendo a equipe do Independência serão custeados “pela cidade de Xapuri, por meio de várias pessoas, amigos e amantes do futebol”. De acordo com ele, não há nenhum convênio firmado pela prefeitura e não haverá a destinação de dinheiro público para um time de futebol.

“Não se trata de aplicação de dinheiro público da prefeitura em um time de futebol. É uma parceria da cidade de Xapuri, por meio de várias pessoas, amigos e amantes do futebol, inclusive eu, que estou capitaneando isso na condição de prefeito, em uma gama de esforços de muita gente para que os jovens de Xapuri disputem o campeonato acreano com a tradição do Independência”, afirmou.

Outro detalhe explicado pelo prefeito é sobre os salários dos jogadores. Ubiracy diz que os atletas assinarão um termo de “doação” do seu trabalho, ou seja, não haverá pagamento mensal aos jogadores que atuarão apenas pelo amor ao ofício, o que não impede que eles venham a ser premiados por outros meios o resultantes do sucesso na participação no campeonato.




Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas