Conecte-se agora

Acordo entre Brasil e China pode privatizar a ZPE e gerar lucro de R$ 27 milhões

Publicado

em

O primeiro sinal de que a ida do governador Gladson Cameli a China foi uma viagem positiva, numa agenda com o presidente Jair Bolsonaro, é o aceno de uma possível venda da Zona de Processamento de Exportação do Acre (ZPE), situada na estrada do município de Senador Guiomard, avaliada em cerca de R$ 27 milhões. O governo do estado garante que os chineses estão, sim, interessados no negócio e o Acre mais ainda interessado em privatizar a estatal.

A princípio, os chineses teriam interesse de instalar uma nova estrutura no local, que corresponde a uma área de 119 hectares. Para isso, teriam que investir aproximadamente R$ 1 bilhão. E assim surgiriam os 20 mil empregos pretendidos e anunciados pelo governo federal.

Com o aval da Assembleia Legislativa do Estado (Aleac), a ZPE pode ser vendida ao governo chinês. Segundo Cameli, ele apresentou os possíveis negócios que podem se tornar reais entre o Acre e a China. “Com a assinatura de acordo de cooperação técnica para viabilidade da Zona de Processamento e Exportação (ZPE), pelo grupo Shandong Haiying”, disse Cameli.

O governador viajou para o país asiático no início desta semana e está com o retorno ao Acre marcado para este sábado (26). Na China, o governador Gladson Cameli representou o Acre na assinatura do acordo de interesses entre o presidente Bolsonaro e o presidente da china, Xi Jinping, que dará início a uma importante relação comercial entre ambos os países [Brasil e China], através da importação e exportação de produtos, passando pelo Acre e o Oceano Pacífico.

Antes disso, Gladson já se reuniu com empresários chineses, participou de uma audiência e um jantar promovidos pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, com a presença de comitiva de CEOs de empresas da China e também visitou a Muralha da China ao lado do presidente.

Propaganda

Cidades

Prefeito Mazinho Serafim prestigia formatura de cabos da Polícia Militar

Publicado

em

O prefeito de Sena Madureira Mazinho Serafim (MDB) participou da solenidade de promoção dos 14 militares da Polícia Militar que foram promovidos a cabo nessa terça-feira (21). A solenidade de formatura dos militares ocorreu no auditório do Instituto Federal do Acre (Ifac), no Campus do município, e, a convite do comandante do 8º Batalhão, Major M. Jorge, reuniu policiais, familiares e autoridades municipais.

Para Mazinho, a promoção dos militares se soma aos 208 cabos que o estado do Acre irá ganhar. “Um dia muito importante para nossa sociedade, pois esses militares são orgulho para Sena Madureira. A nossa Polícia Militar é de excelência e desenvolve um papel fundamental para a nossa segurança”, disse o prefeito.

Durante a solenidade de promoção dos Cabos da PM, o comandante do 8º Batalhão da PM da cidade, Major M Jorge, destacou a importância que a prefeitura de Sena vem dando para o trabalho da polícia. “Agradecemos imensamente ao prefeito Mazinho, primeiro por ter aceitado o convite para participar dessa formatura, e segundo pela parceria que o poder público municipal vem estreitando com a segurança pública”, afirmou.

De acordo com o comandante, parceria tem sido fundamental para a realização de ações de combate à criminalidade no município e o desenvolvimento de ações de prevenção e atuação nas ruas. Também participaram do evento a deputada estadual Meire Serafim (MDB) e demais autoridades do município e do Estado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Cidades

Governo implanta tubulação para resolver problema de água em bairro de Xapuri

Publicado

em

O Governo do Estado, por meio do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa), anunciou que iniciará nesta quarta-feira, 22, a implantação de uma nova rede para levar água ao bairro Sibéria, em Xapuri, que enfrenta uma crise de desabastecimento desde dezembro do ano passado.

Segundo informa a Agência de Notícias do Acre, a intervenção visa solucionar o problema causado por um rompimento da tubulação que passa sob o leito do rio Acre. Com o grande volume de água do rio no início das cheias, a antiga estrutura, que tem tinha quase 25 anos não suportou a pressão.

O problema fez com os moradores daquela região da cidade passassem o Natal e o Ano Novo sem água. As várias tentativas de conserto da rede feitas pelo Depasa resultaram em insucesso em razão da dificuldade imposta pelo rio. Durante os serviços, o órgão foi auxiliado pelo Deracre e pela própria população em uma verdadeira operação para restabelecer a rede.

“Temos ali uma tubulação submersa que rompeu, causando muito transtorno à população. No período do inverno, o reparo pelo rio foi inviável, mas com o esforço das equipes coordenadas pelo nosso diretor de operações, Enoque Pereira, com apoio do chefe de operações e distribuição, Filogênio Ribeiro, fizemos a ligação por cima, com cabos de aço e, agora, estamos de novo levando um nova tubulação para resolver o problema que tem afetado os moradores da Sibéria”, explicou o diretor-presidente do Depasa, Zenil Chaves.

Para a execução do serviços serão utilizados 200 metros de cabo de aço e 300 metros de rede com tubos de 85 mm. A operação mobiliza homens e máquinas do Depasa e conta com a parceria da prefeitura de Xapuri. O trabalho deve ser concluído em 48 horas, quando então o abastecimento da vila Sibéria será completamente normalizado, segundo afirmou Zenil.

“Sabemos da dificuldade que é para uma mãe, um pai de família quando falta água nos seus lares. Então procuramos resolver a situação o mais rápido possível. Agradeço às equipes pelo empenho e aos parceiros que nos apoiam pra resolver essa situação o quanto antes”.

*Com informações da repórter Cleide Elizabeth, da Agência de Notícias do Acre.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas