Conecte-se agora

Mailza comemora aprovação de projeto que obriga SUS a fazer exames de câncer em 30 dias

Publicado

em

A proposta segue para sanção presidencial e entrará em vigor 180 dias após o aval do presidente Jair Bolsonaro

A senadora Mailza Gomes (Progressistas-AC) comemorou a aprovação no Senado Federal do projeto que garante aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) com suspeita de câncer o direito a biópsia no prazo de 30 dias contados a partir do pedido médico. A senadora considerou “um importante ganho para a saúde” e qualificou como “medida concreta no combate a doença”.

A proposta estabelece que o limite valerá para os exames necessários nos casos em que o tumor maligno seja a principal suspeita do médico. O projeto aprovado segue agora para sanção presidencial. O objetivo é acelerar o acesso às medicações e cirurgias necessárias.

‘Tenho atuado em favor das mulheres. Essa aprovação mostra um avanço que vai permitir muitas mulheres serem diagnosticadas em fase inicial do câncer de mama, o que aumenta as chances de cura”, destacou a parlamentar. Mailza enfatizou que estamos no Outubro Rosa, mas a prevenção e exames devem ser feitos todos os dias.

Mailza promoveu Outubro Rosa no Quinari

A Senadora Mailza Gomes realizou em outubro uma palestra na Praça Central do Quinari, no intuito de conscientizar as mulheres sobre o câncer de mama e outras doenças.

A mobilização segue o calendário do Outubro Rosa, mês voltado a conscientização e importância do exame de mama, no intuito de prevenir o esse tipo de câncer que atinge a população feminina.

Propaganda

Destaque 5

Uma das últimas amigas de Anne Frank recebe carta conjunta de universitários do Acre

Publicado

em

O professor de psicologia Mychael Douglas Souza de Almeida, da Unimeta, sugeriu que seus 25 alunos realizassem a leitura do livro “Eu sobrevivi ao Holocausto: o comovente relato de uma das últimas amigas de Anne Frank”, da autora Nanette Blitz Konig, após a exibição do filme Escritores da Liberdade. O filme, baseado em fatos reais, conta a história de alunos de uma escola estadunidense que enfrenta sérias dificuldades com a violência e drogas e, ainda, o preconceito racial aliada a alta evasão escolar.

No entanto, com a chegada de uma professora recém-formada, a escola começa a ter mudanças benéficas a partir da sensibilização da turma com maiores problemas na escola para a questão do Holocausto, fato que até então era desconhecido para todos os alunos. Com isso, os alunos recebem de sua professora o livro “O diário de Anne Frank” e, a partir da leitura deste, percebem que suas vidas podem ter um caminho diferente do caminho da violência, que estavam acostumados. Ao final do filme, a turma envia cartas para a mulher que deu abrigo e esconderijo a famosa Anne Frank e, posteriormente, consegue trazê-la à escola para fazer uma palestra.

Inspirado na trama, o professor Mychael Douglas convidou os 25 alunos para que escrevessem uma “carta-conjunta”, na qual cada aluno escreveu um comentário, sucinto, sobre a experiência de ter lido o livro, bem como algumas perguntas que surgiram após a leitura.

Feito isso, decidiram enviar para autora do livro Nanette Blitz em forma de carta, por meio do e-mail de seu marido, John Konig, que para surpresa do professor respondeu, dia 30 de Outubro, informando ter lido as cartas junto com sua esposa (Nanette), a qual ficou emocionada e parabenizou pela iniciativa do docente e a mobilização dos alunos.

Em entrevista ao ac24horas, Mychael Douglas contou que os alunos ficaram tão eufóricos que não conseguiram acreditar e pediram a autora pra tirar uma foto com a imagem, em mãos, da carta conjunta dos alunos. “No dia 10 de novembro recebemos a foto da autora Nanette Blitz por meio do e-mail”.

“Eu e os meus alunos estamos eufóricos por nosso projeto ter alcançado nosso objetivo maior de ter um contato com uma sobrevivente do Holocausto e, ainda, amiga de Anne Frank. Apesar dela não ter respondido os questionamentos feitos na carta-conjunta, que deve ser respondida em breve, mas só de saber que ela leu já nos deixa muito felizes”, disse o professor.

Continuar lendo

Destaque 5

Pavimentação em estacionamento do 14 BIS por conta da Emurb gera confusão na Câmara de Vereadores

Publicado

em

FOTO: CEDIDA

O vereador João Marcos Luz (MDB), oposição a prefeita Socorro Neri (PSB), teve negado o seu requerimento pelo placar de 8 a 4, na manhã desta quarta-feira (13), no qual pede esclarecimentos a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Seinfra) pela realização da pavimentação no estacionamento do Complexo 14 BIS.

O vereador teria recebido denúncias de que a Seinfra autorizou a Emurb a realizar obras de pavimentação no estacionamento do 14 BIS.

De acordo com o emedebista, aquela área é de propriedade do setor privado.

O requerimento provocou discussões acaloradas entre Forneck, líder da prefeita, e o vereador Marcos Luz (MDB).

Forneck insinuou que Marcos Luz teria “relações com empresários da construção civil” e, por isso, estaria pedindo informações a Emurb sobre a obra.

Luz disparou contra Forneck . “Eu lamento muito, o vereador Rodrigo fez uma acusação grave contra a minha pessoa dizendo que tenho relações com empresários, por isso que estou denunciando? Ora, como se fosse uma ação obscura não é? Todo mundo sabe, eu sou apenas um representante público. Estou aqui para fiscalizar e tentando cumprir essa função. Rodrigo você envergonha o parlamento. Espero que a base não lhe siga, porque, se lhe seguir, eu lamento, será envergonhado junto com vossa excelência”, disparou.

“Quero saber porquê da Emurb está fazendo esta obra. Solicito no requerimento o contrato, com valores, porque deve ter contrato. Não podemos ficar inertes ao que está acontecendo em Rio Branco. Não posso aceitar uma coisa dessa. Se Rio Branco tivesse em perfeitas condições, não teria problema, mas não é o caso, pois agora que a Operação Verão chegou a Regional do Tancredo Neves”, concluiu o vereador João Marcos Luz.

O vereador Jarude (Sem partido) reforçou e disse “estamos diante de um possível ato de improbidade administrativa” e eu até parabenizo o vereador João Marcos pelo requerimento que pede uma simples informação.

Os vereadores que votaram a favor do requerimento foram: João Marcos, Jarude, Lene Petecão, N. Lima

Os que votaram contra foram: Railson Correia, Eduardo Farias, Elzinha Mendonça, Jakson Ramos, Juruna, Laércio, Raimundo Neném e Rodrigo Forneck.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.