Conecte-se agora

Chuva de granizo em Cruzeiro do Sul e vendaval em Guajará (AM)

Publicado

em

Depois de Porto Walter e Marechal, no fim da tarde desta quarta-feira, 9, choveu granizo em Cruzeiro do Sul. Fortes ventos, raios e trovões, acompanharam a chuva das pequenas pedras de gelo, que foi rápida.

Nas redes sociais, moradores de vários bairros, como do Saboeiro, postaram fotos das pedras de gelo, que não causaram prejuízos.

Na cidade Amazonense do Guajará, a 20 minutos de Cruzeiro do Sul, o vendaval destelhou 6 casas mas ninguém ficou desabrigados. A Defesa Civil se mobilizou no atendimento às famílias.

Propaganda

Na rede

Polícia não acredita que “Rambo” tente voltar para Cruzeiro do Sul

Publicado

em

O comandante interino da Polícia Militar de Cruzeiro do Sul, capitão Éber, não acredita que o assaltante cruzeirense José Valdenes Viana da Silva, o Rambo, que é um dos fugitivos do Presídio Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco, tente voltar para a cidade.

Éber cita que a Polícia Militar está atenta, mas que o foragido deve estar na região da capital. “Creio que ele não vem pra cá, pois aqui por ser menor fica mais fácil dele ser capturado. Mas estamos de prontidão”.

Outro fato que não favoreceria Rambo, é que a facção que atua no Juruá é rival à que ele pertence.

José Valdenes é considerado um dos líderes da fuga ocorrida na madrugada da última segunda-feira, 20, do Presídio Francisco D’ Oliveira Conde, onde ele cumpria pena de 47 anos pelo homicídio de um sargento da PM de Cruzeiro do Sul durante um assalto.

O latrocínio aconteceu em 2014. Durante o assalto de R$ 80 mil ao empresário João Gaspar, mais conhecido como Garapa, Rambo matou com um tiro nas costas o sargento, M. Araújo, que fazia a segurança do empresário Garapa.

Rambo foi preso em Rio Branco pra onde fugiu depois do crime. Foi capturado, levado para Cruzeiro do Sul, sentenciado a 47 anos de prisão e enviado pra cumprir sentença na capital por ser considerado de alta periculosidade.

Continuar lendo

Na rede

Advogada acusada de ligação com facção será solta novamente

Publicado

em

Deverá ser libertada nesta quinta-feira, 23, da sede do COE para cumprir prisão domiciliar, a advogada cruzeirense Josimeire Teixeira Pereira, presa sob acusação de tráfico e ligação com uma facão criminosa.

Com parecer favorável do Ministério Público, a decisão do juiz Flávio Mariano Mundi, de Cruzeiro do Sul, proferida no início da noite desta quarta-feira, 22, determina a prisão domiciliar da advogada com tornozeleira eletrônica e várias restrições.

Na decisão o juiz Mundi cita o estado precário de saúde em que se encontra Josimeire, que é diabética. A defesa dela alega a impossibilidade de medicação diária e de alimentação adequada na sede do COE, onde a advogada está detida pela segunda vez. Entre as exigências da justiça, está a apresentação de relatório médico mensal dela.

O advogado de Josimeiere é Sanderson Moura.

Josimeiere Teixeira Pereira foi presa pela primeira vez no dia 23 de outubro do ano passado pela Polícia Federal. Foi solta no dia 30 do mesmo mês com tornozeleira eletrônica. Voltou a ser presa pela Polícia Federal no dia 11 de dezembro. Agora será libertada novamente com monitoramento eletrônico.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas

welcome image