Conecte-se agora

Lotérica de Xapuri não consegue responder demanda e causa transtornos aos clientes

Publicado

em

Há algumas semanas a casa lotérica Globo da Sorte, única em funcionamento no município de Xapuri, vem recebendo críticas dos usuários por conta do atendimento precarizado pela quebra de um dos terminais. Um vídeo enviado por um usuário dos serviços mostra a lotérica lotada na manhã desta quarta-feira, 9, com a fila chegando à rua.

Há uma semana, o vereador Gessi Nascimento (MDB), solicitou via requerimento providências da Caixa com relação à situação da casa lotérica, inclusive pedindo da instituição bancária a instalação de um posto de atendimento com terminal de autoatendimento, o popular cash, em regime de urgência. Uma comissão de vereadores chegou a ir à Superintendência da Caixa em Rio Branco reclamar dos problemas.

A proprietária da casa lotérica, Maria Nilza de Oliveira, confirmou que a maior dificuldade para o atendimento ocorre em razão da quebra de um dos terminais. Segundo ela, a situação se agrava com o pagamento dos benefícios do programa Bolsa Família.

Sobre o problema da constante falta de dinheiro, que é também é uma reclamação dos clientes, Maria Nilza afirmou que a situação decorre de uma norma da própria Caixa. Segundo ela, não há repasse de dinheiro para a lotérica fazer pagamentos.

“O pessoal da Caixa me disse que todas as lotéricas têm esse problema. Não vem dinheiro para a lotérica, os pagamentos são feitos com o dinheiro que entra no movimento do dia. Se não entrar, não tem pagamento. Todos os lugares são assim”, explicou.

A gerente da agência da Caixa em Brasileia, Joquebede Herculano de Araújo, informou na manhã desta quarta-feira, 9, que a instituição já está direcionando equipamentos para normalizar o atendimento na casa lotérica de Xapuri.

Sobre a reivindicação do vereador para a instalação de um posto de atendimento, ela afirmou que não tem subsídios para responder, uma vez que é um processo que parte de diversas áreas a partir da Superintendência.

“É algo que necessita de estudos, de levantamentos de informações de maneira mais ampla”, explicou.

A respeito da informação prestada pela proprietária da casa lotérica, de que o problema da constante falta de dinheiro decorre de uma norma da Caixa, a gerente afirmou que a afirmação não procede tal qual foi repassado.

“De jeito nenhum. Existem algumas medidas de segurança que são tomadas mediante as normas internas, e trabalhamos sempre procurando oferecer o melhor atendimento, garantido segurança aos clientes e funcionários. Infelizmente ocorrem imprevistos, falhas sistêmicas e outros problemas que acarretam certo mal estar nos clientes”, finalizou.

Veja o vídeo:

 

Propaganda

Cidades

Prefeitura estreita rua no centro de Xapuri e desagrada moradores

Publicado

em

A ideia da prefeitura de Xapuri de estreitar a parte final da rua Floriano Peixoto, na área central da cidade, não está agradando aos moradores.

Recentemente asfaltada, a via está sendo delimitada por guias de concreto que a estão deixando apertada para o tráfego de veículos, segundo a opinião de alguns motoristas.

O centro de Xapuri é formado por ruas bem traçadas e bastante largas, o que dificulta o trabalho da prefeitura na hora de asfaltar as vias. De acordo com o secretário de Infraestrutura do município, José Cecílio Evangelista, a obra está sendo realizada em obediência ao projeto original.

“Devido ao meio-fio dá uma impressão que está estreita, mas é aquilo mesmo que está na planilha”, informou.

Um morador da rua, que pediu para não ter o nome publicado, não gostou da altura do meio-fio, mas considerou que a via, que estava em péssimas condições, agora está asfaltada.

“Não terá como estacionar fora da rua como ocorria antes. Falta a chamada área de escape. Mas o importante é que agora está asfaltada. Aqui já não estava dando de passar mais carros”, ponderou.

João Jorge Cosmo da Silva, morador do bairro da Sibéria, elogiou a ação da prefeitura em recuperar as ruas da cidade, mas protestou contra a alteração na estética da via.

“É louvável o esforço da prefeitura no melhoramento das vias públicas, mas quero protestar contra o encolhimento da parte final da rua Floriano Peixoto. Mesmo sem o asfalto suficiente, acho que a prefeitura não deveria ter modificado para pior a parte arquitetônica da rua. Xapuri é uma cidade turística, o que se faz deve sim ter como preocupação o bem-estar da população, mas não nos dá o direito de tirar seu embelezamento e seu avivamento”, afirmou.

O secretário José Cecílio Evangelista explicou ainda que a delimitação com os meios-fios não se restringirá àquela parte da rua, mas a todo o trecho que foi asfaltado.

Informado da insatisfação, o prefeito Ubiracy Vasconcelos informou que discutirá com o engenheiro responsável pela obra a possibilidade de alteração da parte relacionada ao descontentamento dos moradores.

Continuar lendo

Cidades

Rio Acre está em nível máximo de alerta por cota baixa em quase toda sua extensão

Publicado

em

Apesar da intensificação das chuvas em todo o Estado nos últimos dias, apenas as regiões da Aldeia dos Patos e de Xapuri apresentaram volume suficiente de água no Rio Acre para tirar o manancial do nível de “alerta máximo” estabelecido pela Unidade de Situação e Monitoramento Hidrometeorológico da Secretaria de Meio Ambiente.

Nas demais estações -Assis Brasil, Brasiléia, Capixaba, Riozinho do Rola, Espalha e Rio Branco -o Rio Acre está em alerta máximo porque nessas localidades o volume de água encontra-se abaixo do esperado para este período.

No entanto, em muitos pontos o manancial se aproxima do adequado para este fim de outubro. Nesta terça-feira (22), por exemplo, o rio está medindo 2,54 metros em Rio Branco enquanto o ideal seria 2,69m.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.

welcome image