fbpx
Conecte-se agora

Em Mâncio Lima, polícia investiga cooperativa de pastor

Publicado

em

A Polícia Civil de Mâncio Lima investiga a Cooperativa Compacta, liderada pelo pastor Gilmar Fortes, que teria enganado cerca de 80 associados, que esperavam a geração de emprego e renda a partir da produção rural. Desde a última segunda-feira, mais de 30 sócios procuraram a delegacia para denunciar o caso depois de constatar que nada do que foi prometido, aconteceu.

A cooperativa que começou a atuar em janeiro deste ano cobrava R$ 150 mensais de cada sócio com a proposta de arrendamento de parte das terras dos associados, onde seria feita a estrutura de açudes e tanques pra piscicultura. A renda seria distribuída entre todos, mas passados dez meses, nada se concretizou e o caso foi parar na polícia.

O diretor financeiro da cooperativa, Altair Ferrari, confirma que o pastor Gilmar pegou o dinheiro de sócios de vários ramais de Mâncio Lima e que nada foi concretizado. O homem disse à polícia e ao ac24horas que foi mais uma vítima do pastor Gilmar. “Também fui enganado e iludido por ele. Acreditei porque sabia que ele era pastor de uma igreja ali atrás do Multiuso, acho que é Paz no Vale ou Moriá. Ele disse que está em busca de aprovar um projeto, mas eu também não acredito mais nisso”.

O delegado José Obetanio, já ouviu várias pessoas que se dizem enganadas e também Gilmar Fontes e Altair Ferrari. E mandou periciar os computadores usados pelos dois. “Estamos investigando e aqui conversa de esperto não prospera. Culpado é preso e ponto!”.

A autoridade policial pôs um anúncio na rádio avisando a quem pagou à cooperativa, que procure a delegacia local, que funciona junto com o quartel da Polícia Militar.

Propaganda

Na rede

Chaguinha do Povo chora ao defender irmã de Ilderlei

Publicado

em

O vereador Chaguinha do Povo (PP) chorou na tribuna da Câmara de Cruzeiro do Sul nesta terça-feira, 18, ao defender a advogada Idelcleide Cordeiro, irmã do prefeito Ilderlei Cordeiro, presa pela Polícia Federal na última sexta-feira, 14, acusada de ser a operadora do suposto esquema de desvio de verbas federais por meio da CBCN e empresas sub contratadas.

Segundo o vereador, “ela não fez nada de errado e é a melhor pessoa que já conheci. É séria”, explanou.

João Keleo (PP) lembrou que muitas denúncias foram feitas contra a CBCN, mas alertou que pessoas inocentes já foram presas em Cruzeiro do Sul, acusadas injustamente. “Aqui mesmo já tivemos casos de vereadores acusados de estupro e outros crimes que não se provou a culpa”, disse.

Hoje, o vereador Antônio Cosmo apresentou requerimento de Instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o possível desvio de dinheiro público na cidade.

Continuar lendo

Na rede

Vereador quer instalar CPI na Câmara de Cruzeiro do Sul para apurar desvio de recursos

Publicado

em

Na primeira sessão da Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul depois da Operação Presságio, que prendeu seis acusados de desvio de dinheiro, o assunto não foi o mais comentado do dia na casa. Apenas três vereadores se manifestaram sobre o tema. O emedebista Antônio Cosmo apresentou requerimento de Instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o possível desvio de dinheiro público.

De acordo com o vereador, uma das empresas que era subcontratada da CBCN recebeu mais de R$ 5 milhões de agosto até este ano. “Não há comprovação do uso desse dinheiro e nós não podemos ser os patetas e sim fiscalizadores ” citou.

Para aprovar a CPI, são necessárias oito assinaturas. Cosmo conta com os cinco do MDB e mais o do vereador Onofre, do PDT. “Acredito que podemos conseguir mais duas assinaturas”, ponderou.

Ontem na reunião do prefeito Ilderlei Cordeiro com os servidores públicos municipais em praça publica, dos 14 vereadores de Cruzeiro do Sul, acompanharam o prefeito o presidente da Câmara, Clodoaldo Rodrigues ( PSDB), João Keleo e Leandro ( PP).

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas