Conecte-se agora

Duarte suspeita que empréstimo de R$ 268 milhões seja para a Murano

Publicado

em

Antes mesmo de iniciar a sessão legislativa desta quarta-feira, 9, o deputado Roberto Duarte (MDB) afirmou ao ac24horas que suspeita que o pedido de empréstimo de R$ 268 milhões encaminhada a Aleac no final da tarde ontem seja para a Empreiteira Murano, que na gestão de Gladson Cameli tem fornecido ao Estado do “Alfinete ao Foguete”.

“Será que estamos tratando de mais dinheiro para a empresa Murano, que os deputados da base, barraram o requerimento para iniciarmos investigação”, disse o emedebista, enfatizando que a quantia solicitada é uma “valor muito alto”. “Não sou a favor de empréstimos uma vez que o Estado se endivida muito mais e compromete receitas futuras como o ICMS, FPE, que são receitas importantíssimas para a atividade financeira do Estado. Essas receitas servem de garantia para União em caso de não pagamento pelo Governo do Acre. Assim, caso isso ocorra o estado terá esses recursos bloqueados devido o inadimplemento com o Banco do Brasil”, justificou o deputado.

Duarte ponderou que para investir em infraestrutura entre outras áreas, “Realmente, o Estado não tem recursos próprios para investir e acaba tendo que se endividar”, disse. Ele destacou ainda que seria bom que o Governo demonstrasse quanto irá gastar em cada área e quanto tempo levará para concluir esses investimentos, “do contrário votarei contra o projeto de lei, vez que estaremos dando um cheque em branco ao governo sem saber onde esses recursos realmente serão investidos”.

O parlamentar ainda lembrou que o governador fundamentou sua proposta falando no PPA 2020/2023, “só que esse PPA não existe, eu como parlamentar não tive acesso a ele, estão colocando a carroça na frente dos bois. Primeiro faz o pedido de empréstimo fundamentado no PPA e depois que apresenta o PPA”, argumenta.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas