Conecte-se agora

Policial Civil é acusado de invadir casa e agredir odontólogo e a esposa grávida

Publicado

em

Uma confusão na noite do último domingo entre o policial civil Elton Gurgel e um odontólogo foi acabar na Delegacia de Polícia.

Segundo conta no Boletim de Ocorrência registrado pelo odontólogo Cassius Clay Hassem Maciel, era domingo por volta das 20 horas quando chegada em sua residência vindo com a esposa grávida de cinco meses, Daisiane Dutra Hassem e dois filhos menores E.H.D. e Y.H.D. quando um grupo de pessoas bebia na casa de frente a sua. Entre elas dois policiais civis (um deles não identificado) que foram tomar satisfação quando ele colocou o seu cachorro para dentro dando umas “sandalhadas”.

Ao presenciar o fato, o policial civil se incomodou e afirmou: “ei vagabundo, vem bater em mim ao invés de bater no cachorro”.

Cassius afirmou que explicou que apenas estava disciplinando o animal. A esposa, ao tentar intervir, foi empurrada pelo policial Elton Gurgel a empurrou e afirmou que o odontólogo estava preso. Ao afirmar que estava em uma gravidez de risco, o policial teria dito: “pra mim não importa se você tá grávida sua vagabundo, você está sendo conivente”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Não se dando por satisfeito, segundo a denúncia, Elton Rangel ao saber que a vítima disse que iria até a delegacia agrediu Cassius com vários socos.

O odontólogo afirma no BO que foi agredido e humilhado na frente da esposa grávida e dos dois filhos.

Um vídeo enviado ao ac24horas mostra parte da confusão. Nas imagens é possível ver o Policial Civil com um copo de cerveja e discutindo com a esposa de Cassius.

O caso vai ser conduzido pelo delegado José Luis Tonini.

Veja o vídeo:

 

Propaganda

Acre

Motoristas de ônibus paralisam serviços por uma hora no Terminal

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE - AC24HORAS

Nesta sexta-feira (17) trabalhadores do transporte público em Rio Branco interromperam os serviços por volta de uma hora no Terminal Urbano. A paralisação ocorreu por volta das 14h, em demonstração de protesto de funcionários pela atraso no pagamento.

Segundo informações repassadas ao ac24horas, a manifestação ocorreu pela falta de compromisso da empresa e pelo temor de novos atrasos nos salários e a falta de fiscalização no transporte clandestino.

Essa já é a segunda manifestação em menos de três meses, em Dezembro de 2019, o presidente do Sindpac, Marinho, disse que a manifestação que tinha ocorrido na época foi por falta compromisso da empresa.

A promessa é de que o salário dos trabalhadores seja quitado até a próxima segunda-feira, dia 20. Caso não ocorra, a categoria promete um novo movimento no centro de Rio Branco.

FOTO: SÉRGIO VALE – AC24HORAS

Continuar lendo

Destaque 6

Operação Gota começa vacinação em 4,9 mil pessoas no Acre

Publicado

em

Pelo menos 4.903‬ pessoas já estão sendo vacinadas em Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Tarauacá na Operação Gota, deflagrada nesta sexta-feira (17) pelo Ministério da Saúde para atender as comunidades isoladas, indígenas e ribeirinhos.

A Operação tem o apoio das secretarias estaduais e municipais, Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI) e oficiais da Força Aérea Brasileira (FAB), para as vacinas chegarem aos brasileiros que vivem em áreas rurais e ribeirinhas, como a população indígena, nos estados do Amazonas (Médio Solimões e Alto do Rio Negro), Acre (Alto do Rio Juruá e Alto Rio Purus) e Pará (Oriximiná).

A estratégia contempla todas as vacinas previstas no Calendário Nacional de Vacinação do Programa Nacional de Imunizações e previne a população contra o sarampo, febre amarela, meningite, entre outras doenças. A Operação Gota visa controlar e manter a eliminação ou erradicação de doenças imunopreveníveis em todo o território brasileiro, contribuindo para a qualidade de vida da população.

A ação de multivacinação visa beneficiar a população que vive em regiões de difícil acesso do país, como área rurais, ribeirinhas e indígenas. No total, mais de 20 mil pessoas serão atendidas. A estratégia teve início em 1993, como iniciativa isolada no estado do Amazonas, após a notificação de surtos de sarampo em populações indígenas da região do Rio Juruá. Desde então, se consolidou no país como uma ação imprescindível para a realização de multivacinação em áreas mais isoladas. Atualmente, abrange os estados do Amazonas, Acre, Amapá e Pará.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas