Conecte-se agora

Virou casa de noca,  onde todo mundo manda e ninguém obedece 

Publicado

em

A escolha do deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) para a liderança do governo na Assembléia Legislativa, longe de unir, espatifou ainda mais a já espatifada base governista na casa. Se me pedirem para apontar os cinco melhores deputados da casa, por certo entre eles apontaria o Gerlen. Mas lhe falta equilíbrio emocional para tratar de problemas que precisam da paciência que agrega, lhe falta o perfil do conciliador e de alguém que não imponha, mas dialogue, qualidades essenciais para se exercer o papel de um líder de um espaço político, onde todos deputados têm o mesmo peso. Quando se esperava do deputado Gerlen o papel de aglutinador, agiu em sentido contrário. Fez um discurso desnecessário chamando o deputado Luiz Tchê (PDT) de “mentiroso” e de com mentiras ter levado os deputados a derrubar os vetos do governo. E fez ameaças veladas à oposição de que, quem daria o tom daqui em diante seria ele. Isso acirrou os ânimos e foi o típico feitiço que virou contra o feiticeiro, com deputados como Antônia Sales (MDB), Neném Almeida, Chico Viga (PHS) indo à tribuna negar que foram induzidos ao erro e que derrubaram os vetos porque havia um acordo com o governo. E os que não foram à tribuna, nas conversas, também negaram terem sido enganados e criticaram o tom duro do deputado Gerlen. O certo é que, o que se viu ontem foram cenas de confronto na base, lembrando o célebre filme cômico: “Apertem o cinto, o piloto sumiu”. O Gerlen já deveria ter aprendido que, o parlamento é uma casa do diálogo e que não se chega a um porto seguro com imposição. O Gerlen é qualificado, um bom tribuno, mas tem de deixar de lado o DNA da briga e da virulência se quiser ter sucesso na liderança. A base do governo está hoje no Legislativo, como o célebre ditado: “Igual a Casa de Noca, onde todos gritam e ninguém obedece”. Não sei como o Gerlen vai consertar o estrago que fez.

QUESTÃO DE ESCOLHA

O deputado Tchê (PDT) também não tem que ficar se lamentando pela perda da liderança do governo, porque está é uma função de livre nomeação de um governador. Você é líder até que quem chancelou não precise mais da sua presença no posto. Não cabe a figura de perseguido.

O LEITE FOI DERRAMADO

E a sua destituição da liderança não cabe discutir se é culpa do Chico ou do Chicó. Com vários mandatos o deputado Tchê (PDT) sabe perfeitamente que ninguém é líder de governo, mas está líder do governo e pode ser destituído a qualquer momento. E nisso não cabe discussão.

DEBATES DESCONECTADOS

Em meio aos debates virulentos e desconectados, os que bem se posicionaram foram os deputados Neném Almeida e Antônia Sales (MDB), ao colocar que ninguém os forçará a votar numa matéria só por vir do Executivo; “somos donos dos nossos votos”. E não mentiram

NÃO TEM DEPUTADO A E NEM DEPUTADO B

Quem vai liderar uma bancada tem que começar colocando na cabeça uma coisa: na Assembléia Legislativa não tem deputado de primeira categoria e nem de segunda categoria, os votos de todos são de peso igualitário. E não se conquista estes votos com murro na mesa.

NÃO CONHECIA A VEIA CÔMICA

Tinha até aqui o presidente do PT, Cesário Braga, como um ferrenho militante petista, alguém com quem se pode conversar sobre política, mas não conhecia a sua veia cômica. Foi uma peça de humor criticar o governador Gladson Cameli pela nomeação em cargos de confiança de pessoas indicadas pelo parlamento. Ninguém foi mais fisiológico que os governos petistas.

TERRA DE MURO BAIXO

A política no Acre é terra de muro baixo. A Frente Popular do Acre só existiu pela farta distribuição de cargos aos dirigentes e aos seus parentes. Cesário, aqui todo mundo conhece todo mundo. Todos os governadores petistas tiveram como critério para nomeações ser da FPA. Nenhum ex-governador do PT pode atirar a primeira pedra no Gladson neste ponto.

MENOS, MANO!

A Frente Popular do Acre nunca foi uma frente ideológica, foi montada e sobreviveu durante 20 anos porque era movida à distribuição de cargos. Você sabe disso, Cesário! Menos, mano!

COERENTE COM A CAMPANHA

O discurso do presidente Bolsonaro na ONU foi coerente com a sua campanha. Não disse nada que já não tivesse dito sobre a Amazônia, ONGS e terras indígenas. Os que protestam não caíram na real de que, o que interessa a ele é manter vivo o antagonismo com esquerda.

DISCURSO PARA O SEU PÚBLICO

O no seu discurso na ONU, capitalizou um ponto que extrapola o seu eleitorado: ao dizer que a Amazônia não é patrimônio da humanidade, mas patrimônio brasileiro e de soberania nacional. O Bolsonaro vai continuar fazendo discursos que confrontem os adversários, se trata de estratégia. Ou alguém imagina que, mudando o discurso a esquerda votaria nele em 2022?

NÃO TEM COMO DEFENDER

Foi denunciado ontem pela deputada Maria Antônia (PROS) que, falta comida para os pacientes nos hospitais de Brasiléia e Rodrigues Alves. A denúncia é de uma parlamentar equilibrada. A secretária Mônica Feres não pode nem fazer nada, já está viajando de novo.

PODERIA EXPLICAR

A secretária Mônica Feres poderia explicar o que faz tanto fora do Estado, mas não dá explicação. E os problemas no sistema de Saúde vão se acumulando a cada dia que passa.

CONTRA A IMAGEM

Quando se deixa faltar comida aos pacientes em hospitais é jogar contra a imagem do governador Gladson Cameli. Não há nada que venha justificar estar isso ocorrendo. E o Gladson não tem a obrigação de saber deste tipo de problema, para isso tem secretário.

SÓ ENTENDEM A PRESSÃO

O deputado Roberto Duarte (MDB), como o BLOG anunciou, entrou ontem com pedido na CPI da Energia, para que o MP e INMETRO fiscalizem os medidores digitais da ENERGISA, por suposta fraude. A CPI tem poder de polícia para convocar os diretores da ENERGISA.

ATO DE PROTESTO

Está sendo feita uma ampla mobilização popular pela rede social para que os consumidores prejudicados com o alto reajuste das suas contas de luz façam um protesto na frente da ENERGISA. O deputado Jenilson Lopes (PSB) convocou os diretores da ENERGISA para darem explicações na ALEAC. Tem que se fazer pressão, parece ser esta a linguagem que entendem.

CASO CONCRETO

Já há um caso concreto em que a ENERGISA foi proibida de fazer o corte de energia da residência de uma cliente que contesta o alto valor da sua conta. Quem ganhou a ação na justiça foi a senhora Maria Concebida Gadelha Fernandes. É um exemplo a ser seguido.

DIREITO DE RESPOSTA

Sobre NOTA do BLOG, O SINTEAC de Brasiléia esclarece que, a categoria não deixa de reconhecer os benefícios que porventura venha contemplar a classe, mas que não houve reajuste ao PCCR, mas a incorporação do auxílio alimentação. E que a categoria protesta pela diminuição de conquistas, entra elas o do valor do auxílio alimentação, que diminuiu. E indaga onde está o ganho do servidor. Deixamos de dar a NOTA completa por ser longa para o espaço.

DETONANDO

O ex-presidente do Rio Branco Futebol Clube, Natal Chaves, deu uma entrevista pesada na Rádio Difusora Acreana detonando os atuais dirigentes do clube. Não entro no mérito da sua gestão administrativa, mas no tempo do Natal o Rio Branco era respeitado. Hoje está falido.

OU MUDA TUDO OU ACABA

A sede desabou, o Rio Branco virou um time de várzea e isso só vai sair do buraco no dia em que toda a atual diretoria pedir para sair ou for afastada e deixar espaço para cabeças mais jovens, empreendedoras, soerguer o ex-poderoso e hoje falido e destroçado Estrelão.

VOLTANDO

Desde que os nomes indicados sejam competentes, que trabalhem, não vejo problema algum do governo aproveitar as pessoas apontados pelos parlamentares, porque se governa com os aliados. O que deve nortear as escolhas é a competência, não interessa quem indicou.

REI SEM COROA

O deputado Neném Almeida protestou por ser citado na imprensa como o “Rei os Cargos do IDAF. “Me apontem um dos dezoito nomeados agora, que é da minha indicação”, desafiou.

É QUEM PODE CESSAR A CRISE

Não tem líder do governo que dê jeito. Só quem pode contornar a crise entre a base do governo o Palácio Rio Branco, é o próprio governador Gladson Cameli.  E mais ninguém. Pelo forte motivo de ser dele a caneta que nomeia e que demite. O restante é mero complemento.

TREMENDA FARSA

O ex-senador Jorge Viana (PT) tem a cabeça nas estrelas, cesse então a farsa de que poderá ser candidato a prefeito de Rio Branco. O JV está de olho é como ficará o quadro de candidatos para o Senado na eleição de 2022. Sabe que o desgaste do PT ainda está muito forte no povão.

FOI UMA PAULADA!

Por tudo o que representa politicamente no Juruá, como ex-prefeito, com uma mulher deputada estadual e uma filha deputada federal, a demissão do filho Fagner Sales de uma diretoria do DERACRE, foi uma paulada no Vagner Sales. Não sei se aceitará nova nomeação.

NINGUÉM SE ADMIRE

Não conseguindo uma candidatura a prefeito de Cruzeiro do Sul em 2020, não é demais imaginar que, formal ou informalmente as lideranças petistas da região venham a apoiar a reeleição do prefeito Ilderlei Cordeiro. Apoiar o candidato do Vagner Sales é descartado.

 

Propaganda

Blog do Crica

Socorro Neri acusa Jorge Viana de usar vereadores do PT para lhe enquadrar e confirma rompimento

Publicado

em

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, na sua primeira declaração pública sobre a sucessão municipal, advertiu ontem ao BLOG DO CRICA de que não será enquadrada pelo PT para ser marionete na eleição municipal deste ano. A reação foi em relação ao encontro que teve esta semana com os vereadores da bancada petista, e na qual foi lhe dito que o PT terá candidato próprio à PMRB. E na bucha, ela respondeu que disputaria a reeleição. Ela viu na posição da bancada petista uma forma de pressão para que não saia candidata. “O que está acontecendo é uma tentativa do Jorge Viana de usar os vereadores do PT, para me enquadrar. Coisa explícita. O enquadramento passaria por eu não ser candidata, apoiar o candidato do PT e ainda deixar que o JV governe a prefeitura. É evidente que o tiro não atingiu o alvo e nem vai atingir. A chance disso acontecer é zero e já fui clara na reunião com os vereadores”, destacou a prefeita. Sobre uma aliança com o PT descarta, e ressalva de que não tinha dúvida de que o PT teria candidato próprio. “Mas isso, depois reunião, já não me diz mais respeito”, aduziu. Com isso se dá uma mexida na principal peça do tabuleiro de xadrez, já se sabendo que a prefeita Socorro Neri será candidata e descartando que dispute dentro de uma aliança petista.

SACRAMENTAR O DESMANCHE

A prefeita Socorro Neri espera apenas a chegada do presidente regional do PSB, César Messias, para que este sente com o PT para que a sua posição do desmanche da aliança fique oficial.

ANDANDO NA NAVALHA

O presidente do PT, Cesário Braga, disse que a partir desta decisão da prefeita Socorro Neri espera que ela chame para uma conversa os partidos que a elegeram, inclusive, o PT, para participar. E finalizou, no fechamento do comentário: – o partido espera a sua iniciativa.

PASSANDO AO LARGO

Acontece que as conversas mais fechadas sobre a candidatura própria para a prefeitura de Rio Branco estão sendo travadas ao largo da direção regional, ficando restritas ao Jorge Viana, Binho Marques, Marcus Alexandre e Raimundo Angelim, que estão dando estas cartas.

NÃO DESCOBRIU A PÓLVORA

Que o ex-senador Jorge Viana (PT) é o principal articulador para que o PT tenha candidato próprio não é nenhuma descoberta da pólvora pela prefeita Socorro Neri, e nem que o JV tinha aspiração de coordenar uma campanha do Angelim com o apoio da prefeita. Isso até o vendedor de picolé sabe. Só que com a negativa da Socorro esta estratégia fracassou.

SEGUE COM O PT

O líder da bancada da prefeita Socorro Neri na Câmara Municipal de Rio Branco, vereador Rodrigo Forneck (PT), não quis emitir juízo de valor sobre a decisão dela, preferindo esperar a posição da direção do PT. Mas ressalvou que, acompanha o PT se este tiver candidato á PMRB.

DANKAR QUER CANDIDATURA PRÓPRIA

Mesmo ressaltando estar afastado do PT, não sabendo nem se disputará a reeleição pelo partido, o vereador Mamed Dankar (PT) disse achar correto a sigla ter candidatura própria.

 PERSONALIDADE FORTE

Conheço a prefeita Socorro Neri há um bom tempo, fomos secretários municipais na mesma gestão da prefeitura de Rio Branco, conheço a sua personalidade forte e tinha certeza de que, não se deixaria ser manipulada. Se, ela quer ser candidata à reeleição, é direito seu e ponto.

O REI VAI NU

O PT perdeu o poder. E, é neste cenário que tem de disputar a eleição para a prefeitura de Rio Branco. Sem a Frente Popular e os partidos que foram seus puxadinhos, sem empresários ajudando na campanha, sem cargos para dar, enfim o ex-Rei tem de ir nu para a eleição.

NADA MAIS NATURAL

Mas, nada mais natural que o PT, que é disparado o maior partido da oposição no Acre, tenha candidato próprio a prefeito no maior colégio eleitoral, que é Rio Branco, até para dar palanque e maior visibilidade aos seus candidatos a vereadores. Faz parte do jogo político.

SEM COMPROMISSO PARA VICE

A prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem (PT), disse ontem ao BLOG que nunca convidou, fez acordo, discutiu com qualquer político ou partido, a indicação do vice na sua chapa para disputar a reeleição. Elogiou muito o seu vice Carlinhos do Pelado (PSB), em quem diz confiar.

NÃO FALA DE POLÍTICA

A prefeita Fernanda Hassem (PT) disse ainda estar focada no momento em melhorar ainda mais a sua administração, não comentou sobre possíveis adversários na campanha, e disse que falar de política terá o momento certo, que será após as convenções partidárias.

A VIOLÊNCIA CHEGOU AO PODER

Somente este mês de janeiro já foram registradas 20 execuções, a maioria esmagadora na capital, algumas com maior requinte de perversidade, como corte de cabeças e outros membros. Mas agora, esta violência abandonou a periferia e chegou ao âmago do poder, com a morte brutal a golpes de terçado da sogra da secretária de Fazenda, Semírames Dias. O companheiro da sua sogra foi inclusive degolado. Chega de dourar a pílula que vai tudo bem.

PASSOU DO SUPORTÁVEL

Todo mundo reconhece o esforço dos que comandam as forças policiais, mas nem por isso podemos deixar de registrar que vivemos numa cidade que a cada dia que passa se torna mais perigosa. Os assaltos são agora de dia e na cara limpa. O bandido perdeu o medo da polícia.

 TENTE PARA VER!

Agora, vá um policial usar de força extremada contra bandidos perversos, como estes que estão degolando pela cidade que, com certeza serão denunciados por tortura. Pela Lei do Abuso de Autoridade, mesmo um marginal com dez mortes violentas, não pode ter o seu rosto mostrado. A verdade nua e crua é que o Estado está perdendo a guerra contra a violência.

TUDO UMA GRANDE FARSA

Durante a campanha, com a maior cara lisa o que se via era candidato dizendo que ao chegar à Câmara Federal e ao Senado seriam baluartes contra o crime organizado endurecendo a lei. Tudo uma grande farsa. A Lei de Abuso de Autoridade foi criada e votada pelos políticos.

ANGELIM FORA

A fonte é boa, o ex-prefeito Angelim (PT) não disputará a prefeitura da capital por nenhum partido. Não está errado. Os que o querem candidato deveriam ter se lembrado que ele existe na última campanha a deputado federal, quando foi jogado às traças pelo PT, e perdeu.

CORTINA DE FUMAÇA

A história de que a oposição ao prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, ainda vai definir um candidato para lhe enfrentar é balela. A ex-prefeita Toinha Vieira (PSDB) será o nome.

CAIU NA REAL

Bom que a secretária de Turismo, Eliane Sinhasique, tenha caído na real de recuar na ideia de construir ao preço de 400 mil reais, dois dinossauros na entrada de Rio Branco. Era uma ideia estapafúrdia. Como fui um dos críticos registro que, o recuo dela é louvável e pragmático.

FORA DO MDB

Falando sobre a política, a secretária Eliane Sinhasique, está mesmo fora do MDB e não participa de nenhuma das atividades partidárias. Já tinha uma mágoa da campanha para prefeita de Rio Branco, quando esperava mais apoio do partido, e se acentuou quando seus dirigentes disseram que não representava o MDB no governo. Se recolheu em copas.

SEGURO MORREU DE VELHO

Sinhasique se afastou, mas não deixou o partido, ao qual continua filiada. A sua desfiliação lhe tiraria o direito de assumir uma vaga de deputada do MDB, já que é a primeira suplente.

SEM A MÃO AMIGA

Não é bom aos vereadores do PT, a ruptura com a prefeita Socorro Neri, porque significa que terão que disputar a reeleição com a cara e a coragem, já que ela apoiará outros candidatos.

 SIMPLES DE RESOLVER

Na reunião de ontem do governador Gladson Cameli com o secretariado este pediu que, secretários deixem de ficar um puxando o tapete do outro. Simples de acabar: demita os dois.

TODAS AS CONDIÇÕES

Num ponto o vice-governador Major Rocha não pode ter qualquer reclamação do governador Gladson Cameli: foi lhe dada carta branca e todo suporte material e financeiro para tocar a Segurança. Todos os que comandam o setor e os cargos periféricos foram indicados por ele.

MELHORAR MUITO

Há boa vontade, empenho, mas precisa melhorar muito para a população se sentir segura.

A PERGUNTA: VAI TER MÉDICO?

Moderna, bem intencionada, a medida da SESACRE de marcar consultas e exames por um aplicativo, mas vem a pergunta: vai ter médico para atender as consultas marcadas?

FRASE DO DIA

“Todo sapato bonito um dia se torna chinelo velho”. Ditado chileno

Continuar lendo

Blog do Crica

Pesquisas decidirão candidatura do Progressistas 

Publicado

em

O governador Gladson Cameli  disse ontem através da sua secretária de comunicação, Silvânia Pinheiro de que o PROGRESSISTAS, seu partido, ter candidato próprio a prefeito de Rio Branco este ano vai depender diretamente das várias pesquisas eleitorais que serão feitas durante o período antes das convenções. Se aparecer nas aferições um nome bem situado do partido, destacou que neste caso não terá como conter o lançamento de uma candidatura própria. No áudio enviado ontem ao BLOG DO CRICA, a secretária disse estar o secretário Thiago Caetano liberado para tentar viabilizar o seu nome e que, o governador o considera um de seus mais importantes auxiliares e com todas as condições de ser candidato a prefeito. Mas quem vai dizer se o Thiago será candidato a prefeito será como ele vir a aparecerá posicionado nas pesquisas de opinião pública, destacou Silvânia. O Gladson, ao que indicam as declarações da secretária, optou pela cautela antes de definir sobre seu apoio a uma candidatura à PMRB.

NÓ GÓRDIO

O problema do PROGRESSISTAS é que, mesmo o partido estando no comando do Estado com o filiado Gladson Cameli, não tem um nome de densidade eleitoral para se cacifar de pronto na disputa da PMRB. Por isso, o Thiago Caetano tem de correr contra o relógio para se viabilizar.

ERA PARA TER LARGADO

O comando do PROGRESSISTAS dormiu no ponto na questão da candidatura a prefeito de Rio Branco. Era para estar trabalhando um nome desde o ano passado e não entrar de afogadilho.

NEM COMO PENSAR

A corrida eleitoral chegou a um estágio em que não há nem como se pensar em uma candidatura única no campo dos partidos que integraram a aliança que elegeu o Gladson, porque o MDB, SOLIDARIEDADE e PSDB, estão com candidatos definidos e irreversíveis.

COLIGAÇÃO DOS NANICOS

A prefeita Socorro Neri vai ter como único escape para as alianças – se candidata à reeleição for – a companhia dos partidos nanicos, que na verdade são quase cartoriais e existem no nome. É o caso do PODEMOS, que gira  em torno dos irmãos Raimundinho e Railson Corrêa.

SONHO RECOLHIDO

O vereador Emerson Jarude recolheu o sonho de ser candidato a prefeito de Rio Branco, deve filiar-se ao MDB, mas para disputar a reeleição e apoiar o amigo Roberto Duarte à PMRB.

PARA DEFINIR A PARADA

Uma comissão de notáveis do MDB vai hoje à Brasiléia para ver se desata o nó da sonhada candidatura da ex-deputada Leila Galvão a prefeita do município, pelo partido. Terão uma conversa decisiva. O MDB sabe não ter nome nos atuais quadros da oposição para bater a bem avaliada prefeita Fernanda Hassem (PT), por isso o movimento para filiar a Leila no MDB.

“NADA A VER COM ESTA BESTEIRA”

O deputado federal Flaviano Melo (MDB) disse não ter “nada a ver com a besteira” de erguer dois dinossauros na entrada da cidade para atrair turistas, como quer a tagarela secretária de Turismo, Eliane Sinhasique. “Destinei uma emenda parlamentar para alavancar o turismo, não para fazer pórtico com estátuas de dinossauros. Quem é que vai vir ao Acre para ver replicas de dinossauros?” Foi a indagação que fez ontem irritado ao BLOG, o autor da emenda.

NENHUMA CONVERSA

O presidente do diretório municipal do MDB, deputado Roberto Duarte, descartou ontem ao BLOG qualquer iniciativa de aproximação política com o governador Gladson Cameli, que implique em o partido não ter candidato á PMRB e a independência de suas posições.

FORA DO CENÁRIO

O senador Petecão (PSD) admitiu ontem ao BLOG DO CRICA que está ciente de que a prefeita Socorro Neri não deixará o PSB para disputar a prefeitura pelo PSD. E acha difícil a vinda do ex-prefeito Angelim (PT), com quem terá uma última conversa dia 5 próximo, de entrar no PSD.

TODOS OS CAMINHOS LEVAM AO MDB

Neste contexto, Petecão admite que tudo caminha para fechar uma aliança do PSD com o MDB, para apoiar a candidatura do deputado Roberto Duarte (MDB) à prefeitura de Rio Branco. Neste contexto o PSD, por certo, poderá indicar Marfisa Galvão (PSD) de vice.

CANTO DA SEREIA

O prefeito do Bujari, Romualdo de Sousa, caiu no canto da sereia dos dirigentes regionais do PROGRESSISTAS para deixar o PCdoB , entrar no partido e se deu mal, porque a cúpula municipal se recusa a chancelar seu nome como candidato à reeleição da sigla.

EQUÍVOCO GRANDE

Os prefeitos que deixaram os seus partidos de origem para entrar no PROGRESSISTAS, cometeram um equívoco grande ao avaliar que estando no partido do governo terão facilidades para se reeleger. Vão ser avaliados pelo que fizeram ao longo dos mandatos.  

DECISÃO SEDIMENTADA

A candidatura do empresário Jarbas Soster (AVANTE) para a prefeitura de Rio Branco é decisão sedimentada, segundo o próprio. Será uma candidatura descolada do governo e da prefeitura.

NÃO DÁ PARA ENTENDER

Manuel Urbano é um município diminuto, de poucas ruas, poucas casas, onde todo mundo sabe quem é quem. Como é que a polícia deixa proliferar uma organização criminosa, ao ponto de se ter matança bárbara, como o esquartejamento de uma pessoa, manchete da mídia?

ELUCIDAÇÃO RÁPIDA

Pelo menos, o homicídio foi elucidado e os autores do barbarismo foram presos em seguida.

ADVERSÁRIO INTERNO

O colega de jornalismo Rogério Wenceslau entra no jogo da disputa pela prefeitura de capital. Um nome qualificado, o seu maior adversário está no seu próprio partido, o PSL, que não tem uma estrutura forte, que possa dar suporte á sua campanha. Este será o principal obstáculo.

NÃO FUNCIONOU

O jornalista Rogério Wenceslau (PSL) terá também de procurar outro mote de campanha que não seja centrado no presidente Jair Bolsonaro. Eleição municipal é regionalizada. Vide o Bolsonaro, que explodiu de votos no Acre e seu candidato ao governo, Ulysses Araújo, teve uma votação pífia. Mas deixando a observação de lado, sua candidatura melhora o debate.

CANDIDATO EM CADA ESQUINA

A eleição vem com um fato novo, o grande número de candidatos a prefeito. A saber, até aqui: Roberto Duarte (MDB), Socorro Neri (PSB), Vanda Milani (SD), Sanderson Moura, Jarbas Soster (AVANTE), Pedro Longo (PV), Minoru Kinpara (PSDB) e o nome a ser definido pelo PT.

PARA TODOS OS GOSTOS

 Ao todo poderemos ter oito candidatos disputando a prefeitura de Rio Branco, o que é salutar para a democracia, porque deixará ao eleitor maiores opções para dar o seu voto à PMRB.

DEVE ESTAR RADIANTE

Quem toda razão para estar radiante com o grande número de candidatos é a prefeita Socorro Neri, nada melhor para quem estar no poder a pulverização de votos com vários candidatos.

NÃO ENTENDI

Não deu para entender a razão pela qual o sindicato da Saúde está se posicionando contra a adoção do ponto eletrônico na SESACRE. Não é uma medida moralizadora para evitar a falta ao trabalho? É tudo simples: basta o servidor comparecer ao trabalho no horário estipulado.

A MESMA REGRA

A mesma regra se aplica aos médicos. Quando se tem um contrato de trabalho há uma carga horária a ser cumprida. O ponto eletrônico não trará problema algum ao bom profissional.

NÃO SE EMENDA

Tião Bocalom, pela votação obtida, teria ganhado uma vaga de deputado federal no campo político que apoiou o governador Gladson Cameli. E olhe que, não faltaram convites! Foi acreditar que o Bolsonaro ia transferir votos ao candidato ao governo do PSL e se ferrou. Agora acalenta que pode ser deputado pelo tapetão. Pode até ser, mas fica na base do “se”.

VAI DAR MERDA

Esta prática rotineira de secretário pegar carona em licitações vai dar merda. Aguardem!

NÃO SABE QUANTO CUSTA

O governo está dando fardamento de graça e ainda tem gente reclamando das cores do uniforme, como se fosse para participar de um desfile de moda e não para ter acesso às aulas. Quem reclama não sabe quanto custa a um pai de família pobre bancar a farda dos filhos.

EXTREMA CONFIANÇA

Não é de graça que o senador Márcio Bittar (MDB) vem sendo escalado para ser o Relator dos projetos mais importantes do governo Bolsonaro, a escolha se dá por ele ser confiável e estar afinado ideologicamente com a pauta econômica do governo. Está em alta no Planalto.

FRASE DO DIA

“Na política, os ódios comuns são a base das alianças”. Alexis de Tocqueville.

 

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas