Conecte-se agora

Acordão garante a volta dos demitidos

Publicado

em

Um acordo político entre representantes do governador Gladson Cameli e deputados da base do governo fechado ontem, garantiu a volta dos ocupantes de cargos de confiança indicados pelos parlamentares, que foram demitidos no último final de semana. Foi a condição principal para que o deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) aceitasse a voltar ocupar a liderança do governador na Assembléia Legislativa. Sem isso não teria como tentar aglutinar a destroçada base de apoio no Legislativo. O pacote da volta dos que não foram deve começar a ser publicado no Diário Oficial do Estado até o fim de semana. Voltar as demissões foi a única maneira do governo de garantir votos para a aprovação do Orçamento e da autorização para a negociação da dívida do Estado, matérias que devem ser votadas até o término deste período legislativo. Sem o acordo pelo retorno dos demitidos o governador Gladson Cameli voltaria a ser derrotado na votação em plenário, como aconteceu com os vetos que apresentou na LDO.

DINIZ FICA ATÉ DEZEMBRO

O deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) condicionou aceitar voltar a ser líder do governo na ALEAC, ficando no cargo até dezembro. É que em 2020, vai cuidar da sua campanha a prefeito de Sena Madureira. Diniz não é um conciliador, é competente, mas belicoso com os colegas.

COMO SÃO TOMÉ

Conversei ontem com vários deputados da base do governo e todos céticos quanto ao cumprimento do acordo. O argumento é que o posicionamento do governador é tão instável, que só vão acreditar quando os nomes dos demitidos forem publicados no Diário Oficial. “Quem é que me garante que, quando ele retornar não mude de idéia”? Indagou um deles.

TIRO NO PÉ

Quem conhece um pouco de política sabia que as demissões foram jogo para a platéia. Não havia como o governo sustentar, tendo projetos importantes para serem votados. Não aprovar a negociação da dívida do Estado, que vai garantir uma economia de mais de 100 milhões ao  tesouro; e correr o risco de ver a peça orçamentária mutilada, seria um prejuízo imenso.

AO NÃO SER PARA ENQUADRAR

À luz da lógica política não havia nada que sustentasse as demissões, ao não ser como uma forma de mostrar aos deputados que o governo tem em mãos a arma das demissões.

ESCANCARAR OS NOMES

O deputado Roberto Duarte (MDB) ainda está com um pé atrás sobre a volta dos demitidos, mas avisou que se isso ocorrer não abrirá mão de ler nome por nome de quem for nomeado. E se diz cômodo para agir desta maneira, já que não tem nenhum cargo no governo.

PORTAS ABERTAS

O vice-governador Major Rocha revelou  amigos de que, o que vier do PSDB de Brasiléia sobre o ingresso da ex-deputada Leila Galvão (PT) será acatado e, ela terá as portas do PSDB abertas.

ROUBANDO O POVO

A energia virou a vilã da população. O aumento na última conta de energia revoltou os consumidores contra a ENERGISA. O deputado Roberto Duarte (MDB) foi duro: “Estão roubando a população”. Vai ao MP e INMETRO pedir uma aferição nos medidores digitais de consumo. Pretende liderar um movimento para que todos acionem a ENERGISA na justiça.

CAIRIA BEM 

Uma mobilização que cairia bem seria o escritório de advocacia do deputado Roberto Duarte (MDB) mobilizar uma Ação Popular contra a ENERGISA com milhares de consumidores, porque isso causaria um grande prejuízo à empresa e seus dirigentes teriam que sentar para negociar.

CPI DA ENERGIA

Mais do que nunca agora a CPI DA ENERGIA tem que buscar meios para impetrar uma ação coletiva na justiça contra os abusos da ENERGISA. E assim justificar a sua instalação.

FORA DE COGITAÇÃO

A prefeita Socorro Neri disse ontem ao BLOG DO CRICA desconhecer qualquer acordo para abrir mão de disputar a prefeitura da capital em favor de uma candidatura do deputado Jenilson Lopes (PSB). E voltou a reafirmar que só conversará sobre política no próximo ano.

CUMPRINDO AGENDA

É mesmo para valer a candidatura do empresário Jarbas Soster (AVANTE) a prefeito de Rio Branco, e já cumpre até agenda nos bairros. Quantos mais candidatos qualificados melhor.

GANHAM OS SERVIDORES

Com a correção do Plano de Cargos Carreiras e Remunerações da prefeitura de Brasiléia, e a garantia do pagamento do Piso Salarial Nacional aos servidores da Educação, a prefeita Fernanda Hassem atendeu a uma reivindicação dos funcionários que se arrastava por 11 anos.

REFLEXO SALARIAL

A Lei sancionada pela prefeita Fernanda Hassem também terá reflexos no aumento salarial em provimento de férias, 13º salário e FGTS. Ou seja, é uma conquista da Educação a comemorar.

ACORDA, PRESIDENTE!

A presidente do PT, Selma Neves, ainda vive a o sonho da onda vermelha e não acordou para a realidade que seu partido foi arrasado nas urnas. E também não disseram a ela que a FPA acabou na última eleição, para ficar dizendo que a FPA escolherá o candidato à PMRB.

SEM CARGOS PARA DAR

A presidente Selma Neves tem um fantasma para conviver na eleição municipal: o PT, fora do poder, não terá mais cargos de confiança, secretarias, para distribuir e apoiar seus candidatos.

COM COMPETÊNCIA

Com a saída do deputado Luiz Tchê (PDT) da liderança do governo, este perde um parlamentar hábil nas negociações, tarimbado, e que desempenhou a função com muita competência.

LAMPEJO DE HABILIDADE

Se o governador Gladson Cameli tiver um lampejo de habilidade política destina ao presidente da ALEAC, deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS), um papel de relevância nas relações entre o Legislativo e o Executivo. Não se conhece um governo forte com uma base política fraca.

MUITO PRODUTIVA

A Agência de Notícias do governo; registre-se, cumpre com agilidade e textos bem elaborados a cobertura dos atos governamentais. A secretária Silvânia Pinheiro acertou a mão na equipe.

DIGA AO POVO QUE FICO

Em NOTA assinada pela senadora Mailza Gomes (PROGRESISTA) foi descartada a ida do governador Gladson Cameli para o PSDB, considerado como boato sem fundamento. Também, acho que não sai. Ir para o colo do governador João Dória seria romper com o Bolsonaro.

APENAS ENSAIO

Vejo muita movimentação de candidaturas a prefeito. Natural num período pré-eleitoral. Mas as grandes decisões estão guardadas para 2020. Por exemplo, quem será o candidato apoiado pelo governador Gladson Cameli à PMRB? Qual será a aliança da prefeita Socorro Neri?

CONTANDO COM NOVO AFASTAMENTO

O grupo do vereador Gilson da Funerária (PROGRESSISTAS) está jogando as suas fichas num novo afastamento do prefeito de Senador Guiomard, André Maia, e faz planos para o retornou à prefeitura do município. Estou para ver município com mais confusão política.

CHAPA FORTE

Depois de forçar a saída dos vereadores Clésio  Moreira e Célio Gadelha do partido, o PSDB deve vir com uma chapa muito forte para disputar vagas na Câmara Municipal de Rio Branco. Sem vereadores ficou muito mais fácil atrair nomes para montar uma chapa competitiva.

PRIMEIRO TESTE

O novo líder do governo, deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) já assume tendo que enfrentar a paralisação dos policiais civis, que querem discutir salários e promoções.

MMA

O prefeito de Cruzeiro o Sul, Ilderlei Cordeiro, está aliando a sua boa fase na gestão à política. Tem bancado atos que atraem muita gente, como a realização de eventos de MMA em praça pública. Em qualquer situação, o prefeito entrará na disputa eleitoral do próximo ano forte.

FRASE DO DIA

“A história julga só os resultados e não os propósitos”. Gregório Marañon, escritor espanhol.

 

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas