Conecte-se agora

Cooperacre aposta em reação no mercado da castanha até o Natal

Publicado

em

Mesmo com a queda 52,4% nas exportações de castanha pelo Acre no período de janeiro a agosto deste ano, divulgada pelo Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços, a Usina de Beneficiamento de Castanha Chico Mendes, localizada em Xapuri, continua a beneficiar o produto. A Cooperativa Central de Comercialização Extrativista – Cooperacre – acredita que a noz amazônica terá uma reação no mercado até do fim de ano.

Tendo como os principais mercados consumidores o Peru e a Bolívia, a castanha acumula em 2019 mais de 4,3 milhões de dólares em queda de exportações. De janeiro a agosto do ano passado, o produto extrativista representava 38% do valor total das exportações do Acre, com 8,38 milhões de dólares. Neste ano, com um total de US$ 3,99 milhões exportados, responde por somente 19% do volume de exportações do estado entre os meses de janeiro e agosto.

O presidente da Cooperativa Agroextrativista de Xapuri (Cooperxapuri), Sebastião Nascimento de Aquino, que também é membro do Conselho Gestor da Cooperacre, explica que a supersafra do ano passado é a maior razão da queda do preço e das exportações da castanha em 2019. Segundo ele, a produção que atingiu a casa de 1 milhão de latas abarrotou o mercado do produto, o que fez com que houvesse uma grande queda no valor da lata de 10 quilogramas, que chegou a ser comercializada em 2018 ao preço de médio de R$ 110, ocorrendo alguns casos em que atingiu R$ 160.

“A safra do ano passado foi tão grande que neste ocorreu uma ressaca à essa superprodução. As empresas compradoras foram alagadas com tanta castanha que não teve mais para onde o produto sair. Então, esse volume fica parado a espera de uma reação do mercado, que deve ocorrer a partir dos meses de novembro e dezembro. Isso acontece todos os anos, uma melhora na procura por castanha nova e na valorização do produto”, explicou.

No fim da safra deste ano, a castanha estava sendo comprada do extrativista ao preço médio de R$ 55. Ainda com a situação desfavorável, a amêndoa responde pela segunda maior fonte de receita para a economia do município de Xapuri, depois do gado. Atualmente, a Usina de Beneficiamento Chico Mendes está operando com 43 funcionários, número que pode crescer caso ocorra a esperada reação do mercado.

Propaganda

Acre

Governo adia vinda do vice-presidente Mourão ao Acre

Publicado

em

A visita do vice-presidente do Brasil, Hamilton Moura, no Estado do Acre, acaba de ser adiada. Mourão chegaria nas Terras de Galvez nesta quarta-feira, dia 23. No entanto, o governo do Acre informou nesta segunda que a vinda de Mourão teve de ser adiada.

Não foi informado o motivo, nem a próxima data que o vice deve marcar novamente para vir ao Acre.

Aqui, ele participaria de uma agenda binacional, com uma caravana até o município de Assis Brasil onde se encontraria com governadores peruanos do departamento de Ucayali, Francisco Pezo Torres, e do departamento de Madre de Dios, Luis Hidalgo Okimura e o governador do Acre, Gladson Cameli.

Continuar lendo

Acre

Alan Rick ajuda prefeitura de Xapuri a liberar recursos para creche

Publicado

em

Durante sua estada em Brasília em busca de recursos no Orçamento Geral da União (OGU) em 2020, na semana passada, o prefeito de Xapuri Ubiracy Vasconcelos foi ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para tratar da liberação de verba referente a um projeto do município para a construção do novo prédio da creche Olhar de Criança, que funciona atualmente em local precário e não pertencente ao município.

O prefeito informou nesta segunda-feira, 21, que os recursos da ordem de R$ 2 milhões estão sendo liberados com a ajuda do deputado federal Alan Rick (DEM). O parlamentar acreano acompanhou ao FNDE, além de Ubiracy Vasconcelos, os prefeitos Bené Damasceno, de Porto Acre; Marilete Vitorino, de Tarauacá; Ederaldo Caetano, de Acrelândia; Zum, de Assis Brasil; e Gedeon Barros, de Plácido de Castro.

Alan Rick vem mantendo contato e realizando reuniões técnicas com a equipe do presidente do FNDE, Rodrigo Dias, solicitando prioridade para diversas obras voltadas para a estruturação de estabelecimentos escolares nesses municípios. O presidente do Fundo se comprometeu a autorizar a liberação destes recursos, priorizando justamente as obras já em andamento e aguardando apenas a liberação desses recursos para serem concluídas.

A creche Olhar de Criança é a única existente em Xapuri, atendendo, atualmente, cerca de 200 crianças. Segundo o prefeito Ubiracy Vasconcelos, com a construção da nova estrutura será possível ampliar o número de crianças assistidas. Ele agradeceu o empenho do deputado Alan Rick e ressaltou a importância dos investimentos na área de educação.

“Estamos agradecidos ao empenho do deputado Alan Rick e convencidos de que o futuro do país, dos estados e municípios passa, obrigatoriamente, pela melhoria da educação, e isso só se torna possível com a busca de investimentos nessa área tão importante. E é o que nós temos procurado fazer de maneira incansável para melhorar a oferta do ensino às nossas crianças”.

Recursos no OGU 2020

O prefeito de Xapuri afirmou que o resultado de sua ida a Brasília em busca de recursos nas emendas ao Orçamento Geral da União de 2020 foi positivo. O gestor municipal informou que os parlamentares acreanos garantiram para o município a destinação de cerca de R$ 3,5 milhões em emendas para as diversas demandas apresentadas. Só para a Educação são R$ 1,25 milhão.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.