Conecte-se agora

Exportação acreana de castanha cai 52% e madeira cresce 21%

Publicado

em

Um dos principais produtos da economia acreana, a Castanha do Brasil acumula uma queda de 52,4% no volume de exportações entre janeiro e agosto deste ano em comparação ao mesmo período de 2018. Tendo como os principais mercados o Peru e a Bolívia, o produto extrativista já acumula mais de 4,3 milhões de dólares de perdas.

De janeiro a agosto de 2018, com US$ 8,38 milhões, a castanha representava 38% do valor total das exportações do Acre. Neste ano somente 19%, com um total de US$ 3,99 milhões. Considerando-se todo o ano de 2018, o valor exportado pelo Acre em castanha foi de US$ 9,21 milhões, o que correspondeu a 23% das exportações do estado.

Em contrapartida, as exportações de madeiras e compensados do Acre cresceram 21,5% nos mesmos períodos comparados. Segundo dados do Ministério da Economia, analisados pelo Observatório do Fórum Permanente de Desenvolvimento do Acre, o crescimento foi de mais de US$1,4 milhão.

As exportações acreanas entre janeiro a agosto de 2019 somam US$ 21,54 milhões, 3,54% a menos que no mesmo período de 2018, quando havíamos exportado US$ 22,30 milhões. Quanto às importações, a variação para menos é de 42,84% com relação ao ano passado. Em 2018, o Acre importou US$ 2,76 milhões no mesmo período. Neste ano, US$ 1,39 milhões. O saldo da balança comercial acreana é, até o momento, de US$ 20,15 milhões.

Com 0,01% de participação na exportação e 0,001% na importação nacionais, o Acre é o estado é, em 2019, o estado que menos exporta e menos importa entre todas as unidades da federação. As informações são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

Propaganda

Destaque 6

Sudam envia R$ 480 mil para Plano de Turismo Indígena do Acre

Publicado

em

A Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) está repassando R$480 mil à Secretaria de Estado de Empreendedorismo e Turismo para elaboração do Plano de Desenvolvimento do Turismo Indígena no Acre.

O extrato do convênio está publicado na edição da última sexta-feira (17) do Diário Oficial da União. A secretário de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, informou que o convênio ainda não começou a ser implementado.

Audiências serão realizadas nas aldeias, já o plano, segundo pretende o Governo do Acre, será elaborado em conjunto com os povos indígenas. “O plano será construído com as aldeias, com a Funai. As audiências com os índios irão dizer quais atrativos, atividades que irão desenvolver, capacidade de carga”, disse a secretária ao ac24horas.

Continuar lendo

Destaque 6

Dengue explode no Acre com 8 mil casos, 4 mortes e 2 mil exames investigados

Publicado

em

Quatro mortes e 8 mil casos de dengue foram confirmados no Acre, em 2019, número que é 50% superior às ocorrências em 2018. . O número pode ser ainda maior, porque outros 2 mil registros do ano passado ainda são investigados.

Nas duas primeiras semanas deste ano, 158 casos de dengue foram confirmados no Acre. O Departamento de Vigilância Epidemiológica do Estado ainda investiga se a morte de um adolescente de 16 anos, este ano, foi em decorrência da doença.

Segundo Márcia Andrea de Abreu, coordenadora do Núcleo de Doenças Transmitidas por Vetores do Acre, por causa do inverno amazônico, desde novembro, o estado apresenta alto risco de infestação pelo mosquito Aedes aegypti.

A atenção é a região do Vale do Juruá, relata Marcia Andrea.

O governo do estado orienta que moradores redobrem os cuidados com medidas como tampar as caixas d’águas e não deixar água acumulada no quintal, como em pneus velhos e tampas de garrafas, por exemplo.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas