Conecte-se agora

Final de semana macabro com seis assassinatos no Acre

Publicado

em

O final de semana foi daqueles que comprovou que o discurso da diminuição da violência e a prometida sensação de segurança se restringem muito mais aos discursos das autoridades do que realmente presente na vida das pessoas.

De sábado para domingo, foram registrados nada mais, nada menos do que seis assassinatos na capital, Rio Branco, e em Cruzeiro do Sul.

Um dos crimes choca pela barbaridade e pela falta de sentimento com a vida humana. Edison Abreu dos Santos, de 44 anos, matou e esquartejou a namorada, Graciane Prado da Silva, de 24 anos, na frente de sua mãe e irmãos. O assombroso crime aconteceu no Km 36 da Estrada de Porto Acre.

O motivo da execução teria sido uma discussão por ciúmes. O acusado encontra-se foragido.

Já a guerra de facções é apontada como a causa da morte do ex-presidiário Siney da Costa Raulino, de 30 anos, morto com quatro tiros na frente da esposa e dos filhos em sua residência no bairro Taquari.

Já na Cidade do Povo, uma das regiões mais violentas de Rio Branco, uma jovem, que não teve o nome identificado matou o padrasto com 17 facadas. Segundo o boletim de ocorrência, Sérgio Grossklags, de 49 anos, era marido da mãe da acusada e tinha um histórico de agressão contra a esposa. Depois de uma bebedeira, ao presenciar mais uma agressão, a jovem se apossou de uma faca e resolveu defender a mãe, resultando na morte de Sérgio.

Na manhã deste domingo, 15, o corpo do ex-presidiário Raimundo da Costa Silva, de 35 anos, foi encontrado morto boiando nas águas do Rio Branco. A polícia ainda não sabe a motivação do crime, mas o tráfico de drogas é apontado como principal motivo, já que Raimundo era dependente químicos e já tinha passagens pela polícia por tráfico.

Mortes em Cruzeiro do Sul

Já em Cruzeiro do Sul, segunda maior cidade do Acre, o final de semana também foi sangrento.

O sentimento tão nobre da maternidade fez com que uma mãe morresse no lugar do filho. Na noite deste domingo, 15, no bairro Miritizal, Maria Enilsa Pereira, 39 anos, morreu ao jogar seu corpo na frente do filho para impedir que cinco homens que tinham invadido sua casa o matassem.

Maria Enilsa levou vários tiros e facadas. O filho conseguiu escapar.

Já Antônio Cleisson Oliveira da Silva, 22 anos, foi morto com uma facada após um desentendimento. O acusado é ter cometido o crime é conhecido na região como Raimundo Bochecha e ainda não foi encontrado pela polícia. O crime aconteceu na Vila São Pedro, também na noite deste domingo.

Propaganda

Cotidiano

Fiscais que aplicariam provas do concurso à tarde cobram pagamento da FUNDAPE

Publicado

em

Como se não bastasse a série de problemas ocasionados com o cancelamento do concurso público da Secretaria Municipal de Educação (SEME) aos mais de 20 mil inscritos na prefeitura de Rio Branco, um novo impasse foi gerado após anúncio da anulação das provas. Os fiscais de sala que iriam aplicar as provas na tarde deste domingo, 17, alegam que a Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino e Pesquisa e Extensão (FUNDAPE), empresa contratada para realização do certame, estão se negando a pagar a diária aos aplicadores, no valor de R$ 80.

Segundo um dos fiscais que estava lotado no Instituto Federal do Acre (Ifac), que preferiu não se identificar, mesmo que eles não tenham mais que aplicar o certame na tarde de hoje, houve um encontro preparatório na última quarta-feira, dia 13, em que eles tiveram que gastar com o descolamento e ainda disponibilizar tempo para a reunião. “Estávamos todos presentes no horário combinado”, afirma um dos fiscais.

Até mesmo os funcionários da limpeza, cuja a empresa se comprometeu em pagar a diária no dia do certame, também não sabem mais se irão receber. “O pessoal da limpeza chegou bem cedo aos locais de prova. Resolveram que não vão pagar”, ressalta o denunciante.

A secretaria municipal de Educação confirmou no início da tarde o cancelamento do concurso, que seria destinado à contratação de mais de 500 profissionais. As provas que seriam aplicadas na tarde foram anuladas.

Segundo o secretário Moisés Diniz, a prefeitura irá divulgar no decorrer da próxima semana uma nova data para o concurso da Educação.

Continuar lendo

Cotidiano

Candidatos inscritos no turno da tarde ainda não sabem se provas serão aplicadas

Publicado

em

Os candidatos inscritos para fazer a prova do concurso da Secretaria Municipal de Educação (SEME) marcada para ser aplicada à tarde ainda não sabem se o certame será normalmente realizado, após as denúncias que apontam suspeitas de fraude.

Os participantes reclamam que a banca organizadora e aplicadores contratados, assim como representantes da prefeitura de Rio Branco, omitem todas as informações referentes ao concurso. “Ninguém sabe de nada. Está todo mundo [sic] querendo saber se vai haver prova ou não e eles não falam nada”, reclama um candidato.

No final da manhã deste domingo, 17, equipes da Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino e Pesquisa e Extensão (FUNDAPE) se reuniram para levantar informações sobre suspeita de fraude no concurso.

Desde as primeiras horas de hoje, candidatos alegam prejuízos devido à troca de provas, provas fora de malote lacrado, uso de celular em sala e leitura de prova em dupla e até trio.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.