Conecte-se agora

Vai e volta no governo Gladson, greve na saúde e ida de Minoru Kinpara para o ninho tucano

Publicado

em

Acre 01

Ambulância do Samu que transportava grávida e um recém-nascido se envolve em acidente

Publicado

em

Na manhã desta quinta-feira (17) no trecho que liga as cidades de Sena Madureira e Bujari, uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) saiu da pista. O veículo transportava uma mulher grávida e uma criança recém-nascida para o hospital da capital. Ainda não se sabe se houve feridos.

Segundo relatos de testemunhas, o motorista da ambulância perdeu o controle da direção do veículo e saiu da pista.

Homens do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar de Sena Madureira e, um motorista de caminhão, ajudaram a resgatar o veículo que seguiu viagem até a capital.

Veja o vídeo:

Com informações da Folha do Acre.

Continuar lendo

Acre 01

Após “guerra na Aleac”, deputados relatam a defensores sobre “quebra de acordo”

Publicado

em

Após visitar os chefes dos Poderes Judiciário e Ministério Público, os deputados Roberto Duarte (MDB), Jenilson Leite (PSB), Edvaldo Magalhães (PCdoB) , Daniel Zen (PT) e Jonas Lima (PT) estiveram reunidos com os membros da Defensoria Pública do Estado do Acre que também foram afetados com a aprovação do Projeto de Lei que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Na presença da defensora pública-geral, Roberta Caminha e dos defensores Celso Rodrigues e Simone Santiago, os parlamentares pediram desculpas por não terem tido condições de manter a palavra no projeto aprovado antes do recesso no primeiro semestre.

“o maior pedido de desculpas é com a Defensoria devido ao orçamento que já estava baixo e corre o risco de ficar mais baixo ainda”, salientou Roberto Duarte, que alegou que não houve transparência, explica que 2 artigos foram vetados da LDO, pois num primeiro momento foi aprovado pelo executivo e agora excluído. Os deputados prometeram judicializar o caso assim que lei for sancionada.

Subdefensora-geral da DPE/AC, Simone Santiago, destacou que a instituição vai deixar de atender milhares de cidadão acreanos diante da vulnerabilidade. “Ficamos extremamente preocupados porque o objetivo era a união dos poderes. O artigo 21 vinha de encontro da nossa realidade, pois precisamos muito da contratação de novos defensores, assistimos tudo isso de forma preocupante e realmente ficamos em uma situação muito delicada. Nossa gratidão a cada um de vocês que abraçaram nossa instituição”, disse.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.