Conecte-se agora

Acreano é preso no Paraná por aplicar golpes em SC, RR e AC

Publicado

em

Max Castro de Lima foi preso pela polícia no último final de semana na cidade de Toledo, no Paraná. Ele é acusado de aplicar golpes em agência de viagens.

A empresa, de Max Castro, “Viajem Max Turismo”, é suspeita de ter aplicado golpe em centenas de pessoas, em diversos estados do Brasil.

Segundo apurado, Max já vinha sendo procurado em vários Estados. Ele vendia pacotes de viagens fictícios, mas, quando as vitimas procuravam, não existia junto às agências.

O acusado divulgava vídeos em hotéis de luxo oferecendo pacotes com até 50% mais baratos, ludibriando suas vítimas a fazerem depósitos e somente depois, percebiam que tinham caído em um golpe.

Nas cidades de Brasiléia e Epitaciolândia, no Acre, e na cidade de Cobija, lado boliviano, existem várias vítimas que perderem em média R$ 2.700,00.

Max fugiu deixando várias vítimas frustradas, sem poder reaver seu dinheiro e nem realizar as viagens.

Max era considerado foragido da justiça de Santa Catarina (PR), pelos crimes de estelionato e contra o patrimônio, além da utilização de documentos falsos.

Ele foi detido em sua casa e teve dois veículos de luxo apreendidos, sendo que um estava em nome do documento falso que utilizava.

Com informações do site Toledo News
Área de anexos




Propaganda

Acre

Detran dá prazo aos motoristas infratores para recurso de multas

Publicado

em

O Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN/AC) publicou nesta terça-feira (15), por meio do Diário Oficial do Estado (DOE), editais de notificação de multa por infração de trânsito.

O dono do veiculo tem até o prazo de 30 dias, para interpor recurso de multa, por escrito, perante a Junta Administrativa de Recursos de Infrações – Jari/Acre. O pagamento da multa poderá efetuado até o vencimento desta notificação com desconto de 20%. O Recurso deverá ser instruído com no mínimo:

Requerimento devidamente preenchido de forma legível e assinado, acompanhado dos seguintes documentos:cópia do auto de infração, ou desta notificação com cópia da página que conste a placa do veículo, ou de outro documento que conste a placa do veículo ou o número do auto de infração; cópia da CNH ou outro documento de identificação oficial que comprove a assinatura do requerente ou procurador, se pessoa jurídica documento que comprove a representação, procuração, quando for o caso, cópia do CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo), original ou cópia de outros documentos que possam fazer prova ou colaborar para o esclarecimento dos fatos alegados.

Os formulários poderão ser encontrados e retirados no sítio eletrônico www.detran.ac.gov.br. 

Confira a lista, clicando aqui




Continuar lendo

Acre

Produtor tem 44 cabeças de gado apreendidas em Resex

Publicado

em

O produtor rural Ocimar Araújo de Oliveira, 55 anos, casado e pai de 5 filhos, morador da Reserva Extrativista Chico Mendes na região do município de Brasileia, procurou o jornal O Alto Acre para relatar como o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) aprendeu 44 cabeças de gado em suas terras, na tarde da última sexta-feira, 11, numa das operações que estão sendo realizadas sob a coordenação do Exército Brasileiro auxiliado pelos órgãos governamentais.

Ocimar explicou ao jornalista Alexandre Lima que em 2018 foi notificado pelo órgão ambiental a desocupar a área em um prazo de 6 meses. Na oportunidade, ele foi também multado em R$ 860 mil, tendo sua propriedade embargada. Ele disse que, orientado pelos próprios servidores do ICMBio, recorreu por meio de advogado e permaneceu na localidade à espera do andamento do processo.

Há cerca de 15 dias, o ICMBio voltou à propriedade de Ocimar dando-lhe o prazo de dias para retirar todo o gado existente na área. O morador disse que obedeceu a ordem de retirada dos animais, mas que numa terra ao lado da sua, deixou 44 cabeças pertencentes a um dos seus filhos, Lucas Gonçalves de Oliveira, de 20 anos, que não foi, segundo ele, notificado pelo órgão.

O produtor afirmou que na última sexta-feira, 11, militares do Exército e agentes do ICMBio chegaram de surpresa a sua casa e apreenderam e embarcaram o gado de Lucas em um caminhão, levando o rebanho para lugar não informado a ele. Ocimar lamentou a perda do que, para ele, é resultado de muitos anos de trabalho.

“É uma coisa que choca demais. Dói no fundo do coração você ver os bens que tu trabalhou tanto, suou, batalhou para conseguir, se acabando da noite para o dia, você perdendo tudo, isso é muito doído. Nós não sabemos o que vai acontecer, eles dizem que estão agindo dentro da lei, mas essa área não foi eu quem desmatou, ela já estava desmatada há muito tempo”, afirmou.

O ICMBio informou que o gado foi apreendido na área embargada. Ainda de acordo com o órgão, Ocimar Araújo de Oliveira não é morador da Resex Chico Mendes, mas um assentado do Incra que se apossou dessa área dentro da Unidade de Conservação, usando-a como retiro de sua fazenda, que fica fora da área protegida. A área foi alvo de um auto de infração, sendo embargada uma área de cerca de 80 hectares que havia sido desmatada.

O órgão ambiental também afirma que quando há a quebra de embargo, o que é caracterizado pela continuidade do uso da área embargada por auto de infração, todo o material e benfeitorias que lá estiverem quando do retorno da fiscalização, são apreendidos independentemente de quem seja o proprietário.




Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.