Conecte-se agora

Justiça do ES decreta falência da Telexfree

Publicado

em

A Justiça do Espírito Santo decretou, nesta segunda-feira (9), a falência da Telexfree, empresa acusada de praticar pirâmide financeira no Brasil. A decisão é da juíza Trícia Navarro, da 1ª Vara Cível de Vitória.

A empresa tem sede em Vitória e deve mais de R$ 2 bilhões aos credores.

O pedido de decretação de falência foi ajuizado por um dos credores, que acionou a Justiça para receber o valor de mais de R$ 50 mil. De acordo com a decisão, a empresa confirmou o valor devido, disse ser incapaz de pagar a dívida e não se opôs ao pedido.

Na decisão foi nomeado um administrador judicial – uma empresa do estado de São Paulo – que deverá fazer a arrecadação de bens e documentos relativos à empresa. Os sócios administradores da Telexfree deverão apresentar a relação nominal dos credores.

A juíza também determinou a suspensão de todas as ações ou execuções contra a empresa, com algumas ressalvas previstas em lei, além da lacração da empresa, mesmo que ela já tenha encerrado suas atividades. Além disso, a magistrada destaca que qualquer indício de crime praticado pelos sócios poderá resultar em prisão preventiva.

Foi ordenada, ainda, a publicação de edital contendo a íntegra da decisão. Depois de publicado o documento, os credores poderão apresentar suas habilitações e divergências.

A decretação da falência foi comunicada a órgãos como o Banco Central, Bolsa de Valores, Banco do Brasil, Caixa Econômica, cartórios e Secretaria da Fazenda de Vitória.

O G1 entrou em contato com a empresa e, por meio do advogado Horst Fuchs, foi informado de que a Telexfree ainda não foi intimada.

Crimes

Os donos da Telexfree já foram denunciados por crimes como lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Em janeiro deste ano, o dono, Carlos Costa, foi condenado pela Justiça a três anos, sete meses e 21 dias de prisão por omitir e prestar informações falsas na declaração de imposto de renda de pessoa física, resultando, assim, na sonegação de R$ 3.960.073,13.

Propaganda

Cotidiano

Jovem flagrado enrolando “um verdinho” pega 12 anos de cadeia em Plácido de Castro

Publicado

em

A Justiça de Plácido de Castro condenou um jovem por integrar organização criminosa e por estar envolvido com o tráfico de entorpecentes. Ele foi flagrado embalando droga e no local, segundo a Justiça, havia em depósito com 98 tabletes de maconha e mais uma barra.

“O réu foi condenado a 12 anos e 20 dias de reclusão, em regime inicial fechado, mais 810 dias-multa. A decisão foi publicada na edição n° 6.430 do Diário da Justiça Eletrônico”, informa a assessoria de imprensa do TJ Acre.

O jovem teria sido aliciado por sua tia, que também responde criminalmente por tráfico e confessou praticar o crime.

(Ascom/TJ)

Continuar lendo

Cotidiano

Acre é um dos Estados com escolinha do time que venceu a Copa do Brasil 2019

Publicado

em

O grande título do Athletico Paranense é realmente a Copa do Brasil, conquistada na última quarta-feira (18) no jogo contra o Internacional.

Além do técnico Thiago Nunes já ter treinado um time acreano, o Rio Branco, o Estado possui uma das mais de 200 franquias da Escolinha Furacão, que forma os talentos do futuro que, quem sabe algum, poderão jogar no time de Curitiba: três dos titulares que venceram a Copa do Brasil estão no Athletico desde criança (Kelven, Léo Pereira e Santos).

O Athletico tem 203 escolinhas no Brasil, espalhadas em 18 Estados, entre eles o Acre.

Todas as unidades da Escolinha Furacão, com contratos de licenciamento de 3 anos, contam com profissionais habilitados pelo CAP, incluindo a metodologia desenvolvida pelo clube e produtos do rubro-negro.

Ranking de unidades da Escola Furacão (por estado)

109 – Paraná

24 – São Paulo

18 – Santa Catarina

10 – Minas Gerais

9 – Mato Grosso

7 – Rio de Janeiro

6 – Rondônia

3 – Maranhão, Pernambuco e Rio Grande do Sul

2 – Bahia, Distrito Federal e Paraná

1 – Acre, Ceará, Goiás, Paraíba e Piauí

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.