Conecte-se agora

Para governo, briga foi induzida em movimento político-partidário

Publicado

em

Após uma manhã de intensas manifestações, protagonizadas por servidores da saúde que deflagraram greve a partir desta terça-feira, 10, o Governo do Estado emitiu uma nota para repudiar o que ele chama de “ampla, geral e irrestritamente a inclusão de movimento político-partidário nas supostas manifestações do Sindicato dos Servidores da Saúde (Sintesac)”. Para o governo, situações pontuais do protesto ocorrido na manhã de hoje foram oportunistas e destoam do movimento legítimo proposto pelos representantes de classes.

A nota assinada pelo Secretário de Estado de Relações Políticas e Institucionais, Alysson Bestene, também repudia a agressão verbal e física e aponta que a discussão envolvendo o diretor da Sesacre, Coronel Jorge Fernando Rezende, pode ter sido induzida pelo deputado estadual Jenilson Leite (PCdoB).

“O referido parlamentar sequer participou dos diálogos entre o governo e a classe da saúde pública do Acre, transformando assim o tema em pautas politiqueiras que buscam atender tão somente seus interesses escusos”, diz o documento.

De acordo como relatado por Bestene, o prédio da Sesacre sofreu depredação. “(…) diante da invasão desnecessária da sede da Secretaria de Estado de Saúde, foi legitimamente registrada pelo sistema de segurança. As imagens estão sendo colocadas à disposição da polícia para as devidas apurações e serão entregues aos órgãos judiciais responsáveis”.

A equipe do governo informa que Gladson Cameli tem se pautado pelos diálogos constantes e a valorização dos servidores públicos.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas