Conecte-se agora

Número de vereadores em Cruzeiro do Sul passará de 14 para 17

Publicado

em

O Projeto de Lei do vereador Chaguinha do Povo (PDT), aumenta de 14 para 17 o número de vereadores na Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul. Se a Lei for aprovada, a ampliação já vai valer pra eleição do próximo ano.

O vereador Chaguinha, que é primeiro secretário da Câmara, só apresentou o projeto verbalmente no plenário da Câmara nesta terça feira, 10. Não mostrou o documento nem argumentos, como o aumento da população de Cruzeiro do Sul, de acordo com censo do IBGE.

Só diz que o acréscimo na população local foi de cerca de 20 mil habitantes. “E a população rural rural aumentou muito e precisam de representantes”.

O Projeto divide opiniões. O vereador Elenildo da Pesca (Progressistas) disse que votará contra. “Acho desnecessário aumentar a quantidade de vereadores”.

O vereador Carlinhos Alves (MDB) é favorável e cita que não haverá aumento no repasse do executivo municipal pra pagar os dois novos vereadores. “O repasse será o mesmo, mas aqui vamos ter que reduzir as assessorias ou algo assim”, explica.

Recentemente em Rodrigues Alves, a Câmara aprovou o aumento na quantidade de vereadores. Passou de 9 para 11.

Propaganda

Na rede

Prefeituras do Acre começam a pagar 13º dos servidores

Publicado

em

Porto Walter e Marechal Thaumaturgo, no Alto Juruá, foram as primeiras a pagar

Fechar o ano não está sendo fácil para muitos gestores municipais do Acre,  pagar o décimo terceiro salário e o mês de dezembro dentro do mês é um grande desafio para a maioria. E tem prefeitura que nem quitou o mês de novembro ainda.

Em Porto Walter, a prefeitura pagou parte do décimo em junho e setembro e o restante no último dia 6. O prefeito Zezinho Barbary não informou quando o salário de dezembro será depositado nas contas dos servidores.

Em Marechal Thaumaturgo, o décimo foi pago ontem, 10, e o salário de dezembro estará nas contas dos servidores no dia 30. O prefeito Isaac Piyãko, disse que fez um grande esforço para garantir os recursos para bancar as duas folhas que somam mais de R$ 5 milhões.

Em Mâncio Lima, os servidores municipais receberam hoje, 11, o décimo terceiro, e até final do mês, o prefeito Isaac Lima vai pagar dezembro.

Em Rio Branco, a capital do Estado, a prefeita Socorro Neri vai pagar o décimo terceiro salário no dia 20 e o mês de dezembro no dia 23. As duas folhas somam R$ 53 milhões.

No Jordão, o décimo sairá no dia 17 e o mês de dezembro nos dias 26 e 27. As duas folhas somam mais de R$ 2 milhões. O prefeito Élson Farias disse que economizou o ano inteiro para garantir os recursos. “Aqui, tirando os aposentados, esse é o único dinheiro que circula na cidade. É grande a responsabilidade de um gestor com relação à essa expectativa dos funcionários e do comércio”.

Em Feijó, o chefe do executivo, Kiefer, vai pagar o décimo no dia 20 e o do salário de dezembro, dia 26.

Já em Santa Rosa do Purus, o prefeito Assis Moura não pagou sequer o mês de novembro dos servidores municipais.

Continuar lendo

Na rede

Policiais da região norte são capacitados pelo Gefron/AC

Publicado

em

Comandante do Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) diz que o Grupo representa um novo momento na segurança pública: “é hora de ir pra cima depois de um modelo de quase 20 anos que não deu certo”

Participam da terceira edição do Curso de Unidades Especializadas de Fronteira, 38 policiais militares, civis e rodoviários federais do Acre, Rondônia, Amazonas, Amapá, Pará, Roraima e Goiás, em Cruzeiro do Sul. O curso é promovido pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública

O coordenador do curso é o Tenente Rômulo Modesto, que comanda o Grupo Especializado de Fronteira (Gefron/AC) que conta com 32 policiais militares, civis e bombeiros.

Entre as instruções do curso em Cruzeiro do Sul estão: patrulhamento embarcado, abordagem fluvial e rural, sobrevivência na selva e área ribeirinha, tiro, natação e identificação de artefato explosivo.

O curso começou no dia 18 de novembro e será encerrado nesta sexta-feira (13) resultado da vinda do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro no Acre.

O Gefron tem por missão combater crimes transfronteiriços como tráfico de drogas, armas e pessoas.

Segundo o tenente Rômulo, o curso “representa o novo jeito de fazer segurança pública depois de um modelo de quase 20 anos que não deu certo. Nós não saímos de casa para matar, mas vamos agir com rigor e vamos pra cima. O resultado deverá ser sentido em dez anos” afirmou.

O Grupamento de Fronteira atua desde agosto no Acre, com confronto armado, morte de traficantes no Rio Juruá e apreensão de 11 quilos de entorpecentes no Alto e Baixo Acre.

No dia 10 de novembro, o Gefron e o COE de Cruzeiro do Sul, mataram dois traficantes identificados como Loirinho e Isaac, no Rio Juruá. Os dois, que estavam armados com uma pistola 45 e espingarda 12, foram mortos com tiros de fuzil 762.

É o fuzil 762 que o Gefron usa em operações fora das cidade. Em área urbana utiliza carabinas 556.

Segundo o tenente, o Grupamento acreano, deverá receber novas armas, “com grande poder de fogo como as que são usadas pelo crime organizado. Na operação no Juruá, um dos ocupantes do barco estava com uma pistola 45. Nós temos que responder à altura as injustas agressões”, afirmou.

De acordo com Rômulo, a integração é a palavra do momento na segurança pública, por isso as forças estaduais, estarão cada vez mais, atuando com a Polícia Federal, Rodoviária Federal e Exército.

“Onde se viu antes Polícia Militar atuar em fronteira? Esse novo entendimento sobre a segurança precisa ser acompanhado pelo legislativo, com leis mais duras”, ponderou.

O Acre é o quinto Estado do Brasil a ter o Grupamento de Fronteira e o primeiro da região Norte. Segundo o Tenente Rômulo, foi uma decisão do governo do estado com total suporte do governo federal .

Os integrantes foram selecionados por meio de edital. Se inscreveram 80 candidatos e apenas 32 concluíram todas as etapas e seleções. Em 2020, o efetivo será ampliado.

A sede do Gefron fica em Rio Branco e de acordo com o coordenador, uma das características do grupo é o rápido e fácil deslocamento.

As ações previamente planejadas são avaliadas e autorizadas pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça. O Secretário Estadual de Segurança, Paulo César, tem autonomia para decisões sobre deslocamentos do Grupo.

A Operação Hórus, que já teve fases no Alto Acre e Juruá, desde o dia 9, atua de novo no Alto e Baixo Acre.

O tenente Rêmulo, tem 26 anos de polícia militar do Acre e já foi capacitado no PEFRON Pará, na Unidade Especializada de Fronteira do Mato Grosso do Sul e no Departamento de Operações de Fronteira DOF.

 

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.