Conecte-se agora

Desembargadores se reúnem a portas fechadas com deputados

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

Os desembargadores Francisco Djalma (presidente do TJ), Roberto Barros e Eva Evangelista, se reuniram às pressas com a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Os deputados Edvaldo Magalhães (PCdoB) e Daniel Zen (PT) também participam do encontro.

De acordo com o ac24horas apurou, o objetivo do encontro é discutir o veto do governador Gladson Cameli (Progressistas) a emenda do Artigo 21 proposto pelo deputado Chico Viga (PHS), pactuado entre os poderes por ocasião da discussão e apreciação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

O governador Gladson Cameli vetou nove projetos de leis e emendas a LDO. Os deputados foram surpreendidos com a decisão, já que havia as propostas haviam sido negociadas anteriormente. A base do governo de juntou a oposição para fazer valer a independência do parlamento e tendência é de derrubada dos vetos.

O artigo 21, modificado na LDO, favorece diretamente o Poder Judiciário, Defensoria Pública e o próprio Poder Legislativo. Com a ausência do governador Gladson, que se encontra na Alemanha, o vice-governador major Rocha (PSDB) terá que dialogar com todos.

Propaganda

Acre

Em Xapuri, homem é esfaqueado e morre com punhal na mão

Publicado

em

O crime ocorreu no bairro Sibéria por volta das 20h30 desta sexta-feira, 20. A Polícia Militar está no local e uma guarnição faz buscas pelo suspeito do homicídio em uma área rural nas imediações da comunidade.

A vítima, segundo informações de moradores, é conhecida pela alcunha de Zé da Orlene. A Polícia Civil foi acionada para fazer os procedimentos de costume, mas ainda não há informações sobre detalhes ou possíveis motivações do crime.

Mais informações em instantes.

Continuar lendo

Acre

Sesacre abre processo para apurar atraso de medicamentos

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) publicou na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira, 20, um documento que notifica uma distribuidora de medicamentos e produtos hospitalares com a abertura de um Processo Administrativo. O processo, segundo documento, pretende apurar a conduta praticada pela empresa, que é apontada de não ter entregado no prazo contratual estabelecido, os medicamentos ao Estado que possuíam uma ordem de entrega.

A entrega não foi cumprida. Os insumos hospitalares, conforme publica a secretária da pasta, Mônica Feres, seriam para atender as necessidades das unidades de saúde pertencentes à rede hospitalar do Estado do Acre, na capital e demais municípios.

A empresa terá o prazo de cinco dias úteis para apresentar defesa prévia, a contar da data do recebimento da notificação, podendo estar sujeita a aplicação de sanções administrativas prevista em cláusulas, caso não apresente um posicionamento.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.