Conecte-se agora

Cia de Teatro Expressão apresenta clássico de Maria Clara Machado no Teatro Plácido de Castro

Publicado

em

Fotos: Divulgação

Por André Lima

Ansiosa e desacreditada, Ângela deve viver um dia de aventura capaz de mudar seu destino. Esse é um breve resumo da personagem principal do espetáculo “A Bruxinha que era Boa”, que ocupa o palco do Teatro Plácido de Castro neste domingo (15), com sessões às 16h e 18h. A montagem da Cia de Teatro Expressão foi adaptada da obra da dramaturga Maria Clara Machado, sucesso de público escrito no Brasil de 1958.

Caso reprove num exame nada convencional, a protagonista corre o risco de acabar presa na temida Torre de Piche. Até há uma desculpa oficial para justificar tamanho rigor, mas a verdade é que a Escola de Maldades da Floresta pretende punir os jovens que se negam a praticar o que aprenderam nas aulas. É uma cilada.

Para que o plano não levante suspeita, quem se sair melhor na prova recebe uma vassoura a jato, que é o sonho de consumo da classe. Mas, o significado do prêmio é bem diferente para a bruxinha. É a possibilidade de redenção diante das críticas que ouviu durante o treinamento. Muito mais do que isso, é também a garantia de se libertar do castigo.

Em meio ao perigo, eis que surge um novo personagem no caminho. O lenhador Pedrinho consegue enxergar a luz de bondade nos olhos de Ângela, logo no primeiro encontro, e decide se aliar para enfrentarem juntos a terrível energia do grande Ruindade Superior – vilão que está por trás de toda a perseguição.

“Pedrinho é um rapaz que não julga a bruxinha pelas habilidades, mas pelo o que ela realmente é. A peça evidencia a importância de uma amizade sincera nas adversidades e questiona valores para que a gente nunca deixe estar do lado certo na construção de um mundo melhor”, explica Jocilene Barroso, diretora da Cia de Teatro Expressão.

“É uma programação bem família e que mostra o talento de contar histórias de atores de diferentes gerações. Essa é a única sessão do mês de setembro, mas voltaremos no dia 14 de outubro, às 15h, para mais uma apresentação no Teatro de Arena do Sesc, no Centro, como parte da nona edição do Aldeia Caiçuma das Artes”. Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada).

Propaganda

Destaque 4

Eleições 2020: Lula lista capitais onde quer o PT cabeça de chapa e deixa Rio Branco de fora

Publicado

em

O ex-presidente Lula, líder máximo do PT, quer que o partido tenha candidatos próprios nas capitais São Paulo, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador, Manaus, Teresina, Aracaju, Natal e Cuiabá -é o que ele tem dito a interlocutores mais próximos.

Rio de Janeiro, onde o partido negocia com o Psol de Marcelo Freixo, e Porto Alegre, que tem Manuela d’Ávila (PCdoB) como principal nome da esquerda, não estão na lista do ex-presidente, segundo o Estadão.

O jornal ouviu lideranças políticas, segundo as quais o discurso de Lula sobre o maior número possível de candidaturas tem como alvo a base petista e caráter estratégico. O ex-presidente não quer que o partido entregue “barato” o apoio a aliados em cidades tão importantes quanto Rio e Porto Alegre. “Aliança não é rendição”, tem dito Lula.

Continuar lendo

Destaque 4

Mãe faz pedidos semanais a pizzaria para apoiar filho de 19 anos entregador no Acre

Publicado

em

Muito feliz com o emprego de entregador de pizza que o filho conseguiu, Hetiene Soares Santos, de 40 anos, mãe de Jhon Lincon Santos ferreira, de 19 anos, se adiantou e pediu por uma pizza para ver o filho trabalhando, em episódio na cidade de Rio Branco, Acre, que viralizou nas redes sociais. Quase um mês depois do início do filho no emprego, Hetiene continua apoiando Jhon semanalmente: “quero o melhor entregador”, escreve a cada pedido.

É o que revela Natasha Jenifer, irmã de Jhon. Ela contou que é difícil ter uma noite em que a família não pede pizza no restaurante onde o jovem trabalha, e que amigos já aderiram ao hábito da mãe, pedindo pelo “melhor entregador” sempre que falam com a pizzaria.

Como o resto da família, ela aguardava com ansiedade pelo emprego fixo de Jhon. “Ele estava fazendo apenas uns bicos de servente, se casou recentemente e ambos estava desempregados. A gente queria muito que ele arranjasse um emprego!” conta a irmã do entregador, Natasha Jenifer.

O jovem de 19 anos se dedica ao estudo pela manhã e ao trabalho na pizzaria durante a noite, das 18h até às 23h. Ele tem o sonho de estudar psicologia em uma universidade. Além das pizzas semanais, Jhon divide a casa em que vive com a família, formada pela mãe, pai, dois irmãos, irmã e o seu sobrinho.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas