Conecte-se agora

Autores de explosão de caixa eletrônico em Brasiléia chegaram à cidade 4 dias antes

Publicado

em

Prosseguem as buscas aos criminosos que explodiram um caixa eletrônico na agência do Banco do Brasil no município de Brasiléia, na madrugada da última quinta-feira, 29. Três dos envolvidos já foram identificados e qualificados pela Polícia Civil. Eles participaram da preparação que antecedeu a ação criminosa.

Um dos indivíduos, monitorado por tornozeleira eletrônica, não teve ainda o nome divulgado pela polícia. Foi ele quem escondeu os explosivos usados na tentativa de roubo. A dinamite estava nos fundos da casa da mãe do reeducando, no bairro Nazaré.

Cristiane Nascimento Ferreira é a mulher que cedeu o veículo utilizado no crime. O terceiro participante da logística criminosa foi identificado como Erasmo Vieira Azevedo, que foi quem levou o veículo para os autores da explosão do caixa eletrônico. Eles foram detidos e liberados após os procedimentos de rotina.

De acordo com o delegado Marcos Cabral, responsável pelas investigações, em um áudio gravado para a rádio CBN, os criminosos que efetuaram a explosão do caixa eletrônico chegaram a Brasiléia cerca de 4 dias antes da realização do crime. Eles se esconderam numa chácara localizada na zona rural do município e fizeram um estudo da rotina da cidade e das possíveis rotas de fuga antes de praticar o ataque à instituição financeira.

O delegado afirmou que as investigações continuam e que as equipes policiais prosseguem com as buscas aos bandidos. “O que eu tenho a dizer é que as equipes continuam em campo na tentativa de identificar os demais participantes. Sabemos que foram cerca de 4 indivíduos, de dois temos os primeiros nomes, sendo que há a participação de um boliviano”.

Marcos Cabral ressaltou ainda que o trabalho da polícia de Brasiléia após a ação na agência bancária contou com o reforço de policiais civis e militares de Rio Branco, do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e da Polícia Federal de Epitaciolândia, que ajudou na realização das perícias junto com o perito criminal deslocado da capital para atender ao caso.

Polícia Federal detonou os explosivos

Uma equipe especializada da Polícia Federal, o Grupo de Bombas Explosivas – GBE, foi destacada para o bairro Nazaré, em Brasiléia, onde realizaram o trabalho de detonação da dinamite encontrada. Toda a área em um perímetro de 200 metros foi isolada e moradores evacuados por medida de segurança. O estrondo foi ouvido por muitas pessoas, inclusive de bairros próximos na parte alta da cidade. Aproximadamente cinco quilos de explosivos foram detonados após serem enterrados pelos especialistas.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas