Conecte-se agora

Tribunal do Júri em Xapuri avança à fase dos debates

Publicado

em

Com mais de 32 horas de duração, caminha para os momentos decisivos a maior reunião do Tribunal do Júri de Xapuri nos últimos trinta anos.

Com a leitura de um trecho de um célebre discurso do cônsul romano Marco Túlio Cícero, a promotora de justiça substituta da comarca de Xapuri, Bianca Bernardes, iniciou a acusação contra 10 dos 17 acusados de promover o linchamento do pedreiro Almir de Moura Silva, em frente à casa noturna Palhoça, no dia 3 de setembro de 2017.

“Até quando, Catilina, abusarás de nossa paciência?”, indagou a representante do Ministério Público.

A promotora buscou convencer os jurados de que o complexo crime contra o pedreiro foi resultado de uma ação coletiva.

“Não há como separar quem fez isso ou aquilo, todos fizeram tudo”, afirmou.

Bianca Bernardes afirmou que o julgamento do Caso Almir representa o momento de guerra pelo qual atravessa um estado onde se morre mais por violência do que no Oriente Médio.

Em um dos intervalos da sessão, ela afirmou que o MP não tem dúvidas de que Almir morreu por afirmar ser membro de uma facção criminosa. Durante a sua acusação, no entanto, não reforçou essa afirmação.

Após Bianca Bernardes foi a vez do promotor titular do município de Brasiléia, Ocimar da Silva Sales Júnior, complementar a argumentação do Ministério Público.

“Não estou aqui para acusar, mas para defender. Defender a sociedade”, falou.

Também compõe o parquet no júri o promotor substituto de Brasiléia, Carlos Augusto da Costa Pescador, que é filho de Xapuri. Durante a sua fala, foi mostrada a imagem de Almir caído sobre uma poça de sangue momentos após ser morto. Mãe e viúva do pedreiro choraram copiosamente no momento mais forte do julgamento.

O tempo destinado à tese da acusação foi de 2 horas e 30 minutos. Os 10 advogados de defesa dividirão tempo igual.

Propaganda

Acre

PWS dá importante passo assumir mídia da Assembleia Legislativa

Publicado

em

A empresa PWS de Publicidade e Propaganda, de propriedade do empresário Marcello Moura, deve sagrar-se nos próximos dias como a ganhadora da licitação de R$ 3,8 milhões (por 12 meses) para gerenciar a mídia da Assembleia Legislativa pelos próximos quatro anos. Pelo menos é o que indica a Ata da Segunda Sessão Pública da Concorrência N 01/2019 divulgada nesta terça-feira, 20.

Durante a abertura dos invólucros contendo o resultado da análise feita pela subcomissão técnica, a PWS obteve 96 pontos em avaliação dos itens Plano de Comunicação Publicitária, Capacidade de Atendimento, Repertório e Relatos e Soluções de Problemas de Comunicação. Já a toda poderosa Cia de Selva, empresa que nos últimos 20 anos comandava a mídia do governo do Estado, obteve 74 pontos nos mesmos itens, praticamente empatada com a Cidade Publicidade que obteve 73 pontos. A Saga publicidade registrou 76 pontos.

Agora a licitação entrará na fase da proposta de preços. O ac24horas apurou que o resultado deverá ser divulgado no início do mês de setembro.

Continuar lendo

Acre

Marilete Vitorino vai pagar R$ 43 mil por show de Frank Aguiar

Publicado

em

A prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino (PSD), publicou por meio do Diário Oficial do Estado (DOE), desta terça-feira, 20, a retificação que trata da contratação do cantor Frank Aguiar, através da Empresa J.L Pacifico, representante do cantor para a realização de show.

O show está agendado para ocorrer no domingo, 29 de setembro, e irá custar ao erário público R$ 43 mil.

Na terra do abacaxi grande, Marilete tem sido alvo de criticas pela população de Tarauacá devido a buraqueira que tomou conta das ruas.

No publicação, a gestora alega ser desnecessário a realização de processo licitatório. A prefeita destaca ainda que a contratação conta com parecer da Assessoria Jurídica do Município e que o valor é compatível com o interesse público.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.