Conecte-se agora

Bittar pede apoio para à exportação de carne produzida no Acre

Publicado

em

O senador Marcio Bittar (MDB-AC) se reuniu nesta quarta-feira (14) com a ministra Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) para tratar sobre a exportação de carnes e miúdos de bovinos e suínos para o Peru. A iniciativa partiu de frigoríficos acreanos, que solicitaram a interseção de Bittar no sentido de que o governo federal convide uma nova comitiva daquele país para avaliar as condições sanitárias das empresas locais, bem como a qualidade do produto que elas comercializam.

Segundo o senador do MDB do Acre, a ministra se mostrou sensível ao pedido, sobretudo porque o estreitamento das relações comerciais com os peruanos abriria, via estado do Acre, o mercado mundial para a carne produzida no Brasil, através do Pacífico.

“Saí do encontro com a ministra Tereza Cristina animado com a perspectiva de que consigamos, afinal de contas, abrir as portas do mercado internacional à produção acreana”, afirmou Marcio Bittar.

O emedebista tem atuado, ainda, para persuadir membros do alto escalão do Ministério das Relações Exteriores a fim de que atentem para as oportunidades que decorreriam da parceria com os empresários peruanos. E nisto também a ministra da Agricultura poderia ajudar, dada a sua influência no órgão, de acordo com Bittar.

Segundo dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em 2017 o Acre registrou uma participação de apenas 0,10% de toda a produção nacional de carne suína. Antes disso não havia registro sobre a contribuição do estado para o montante geral. Naquele ano foram gerados mais de 1,6 bilhão de dólares em receita, provenientes do comércio internacional. O Peru não consta na lista dos importadores desse produto oriundo do Brasil.

“Precisamos juntar esforços para mudar essa realidade, visto que a abertura do comércio peruano nos levaria ainda mais longe. Não apenas produzimos carne suína e bovina de qualidade, como temos em mente que a expansão do alcance desses produtos no mercado consumidor internacional haveria de gerar mais oportunidades de negócios, empregos e renda para os acreanos”, concluiu Marcio Bittar.

Propaganda

Acre

Cansada de apanhar, mulher mata marido com 4 facadas no Rui Lino

Publicado

em

Um homem identificado como Gleisson da Silva,  de 34 anos, foi morto com quatro facadas na madrugada deste domingo (15) em uma residência localizada na rua Rio Madeira, no bairro Rui Lino, em Rio Branco. A principal suspeita do homicídio é a esposa, Ana Cristina, que está foragida.

A Polícia Militar foi acionada via Ciosp para atender uma ocorrência de um homem ferido a golpes de faca numa casa e ao chegar no local encontrou o homem morto dentro de um quarto. Segundo a Polícia, a vítima morava com uma mulher, identificada como Ana Cristina, que era agredida quase que diariamente pelo companheiro que chegava sob efeito de bebida alcoólica em casa.

Na madrugada deste domingo, Ana cansou de ser agredida e juntamente com um filho decidiu por um fim nessa história desferido quatro golpes de faca em Gleisson que atingiu o peito, braços e costas. Após a ação, a mulher e o filho fugiram do local tomando rumo ignorado.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas ao chegar ao local, o médico apenas atestou o óbito de Gleisson.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos dos peritos em criminalística. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavérico. O caso segue sob investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Continuar lendo

Acre

Idoso cai de maca no corredor do Pronto-Socorro de Rio Branco

Publicado

em

A péssima qualidade da saúde acreana proporcionou na noite deste sábado, 14, mais um cena lamentável.

Um idoso, que por falta de vaga nas enfermarias, estava no corredor da unidade de saúde acabou caindo de uma maca.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o idoso sendo atendido depois de ter caído no chão e a revolta dos familiares.

Tem sido cada vez mais comum a presença de pacientes nos corredores do pronto-socorro.

 

 

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Mais lidas