Conecte-se agora

Governo estuda contrair empréstimo de R$ 189 milhões

Publicado

em

O governo do Acre estudar contrair mais um empréstimo para quitar a dívida de R$ 189 milhões com precatórios. A informação foi confirmada pela Secretária de Fazenda, Semiramis Plácido, na manhã desta desta segunda-feira, 12, ao ser contactada pelo ac24horas. “Ainda estamos estudando. Não tem nada definitivo”, resumiu a gestora sem dar mais detalhes sobre a possível operação de crédito.

Com dificuldades financeiras para pagar credores e restos a pagar da gestão passada, o governo de Gladson Cameli enfrentou uma saia justa em junho deste ano quando o Tribunal de Justiça do Acre bloqueou quase R$ 15 milhões das contas do Estado para quitar parcelas da dívida.

O impasse envolvendo o executivo e o judiciário foi ocasionado devido a atual gestão não ter apresentado um plano de pagamento ou calendário para ser feito aos repasses ao Tribunal que gerencia o pagamento dos credores do Estado e com isso a Corte foi obrigada a tomar as devidas providências. Como o pagamento foi feito, o bloqueio dos recursos do Fundo de Participação do Estados (FPE) foi suspenso pelo Tesouro Nacional. De acordo levantamento do TJ, o Estado do Acre deve atualmente mais de R$ 189 milhões em precatórios.

O ac24horas apurou que em 2017 o governo do Acre na gestão do PT já havia realizado uma primeira operação de crédito para quitar os precatórios acessando os famigerados depósitos judiciais, manobra que causou bastante polêmica na época, mas o saldo total não foi pago. A dívida total projetada para 2020 é de R$ 213 milhões.

Uma emenda constitucional promulgada em 2017 deu aos governos estaduais prazo até o fim de 2024 para quitar o passivo dos precatórios e determinou que a União disponibilizasse uma linha de crédito subsidiada para quitar o saldo remanescente. O Rio Grande do Sul é dono da segunda maior dívida de precatórios, totalizando R$ 10,5 bilhões. Em São Paulo (Somando Estado e Município), o estoque passa dos R$ 23 bilhões. No conjunto, só os Estados devem R$ 71,7 bilhões.

Propaganda

Destaque 6

Saúde pública de Tarauacá vive drama: “sem ambulância, médicos e insumos”, diz deputado

Publicado

em

Diferente do que ocorria há pouco tempo, a saúde do município de Tarauacá não está mais disponibilizando médicos anestesistas para realização de cirurgias de emergência. Isso porque, conforme afirmações do deputado estadual Jenilson Leite (PCdoB), não há anestesista para atender a demanda do hospital. Além disso, faltam insumos e materiais hospitalares e sobram as deficiências.

O parlamentar sentiu na pele as dificuldades de receber atendimento médico no município, numa situação que envolveu seu pai na última semana. Leite ressalta que apesar de ter profissionais de saúde dedicados no quadro, a cidade não oferece condições adequadas de trabalho. “(…) Nem ambulância existe. Todos os meses médicos anestesistas iam para Tarauacá operar pacientes que não conseguiam TFD pra Rio Branco ou Cruzeiro do Sul. Agora, anestesistas não estão mais indo para a cidade”, relata.

Os médicos que atuam no município operam, mas não são aptos a fazer anestesia. A situação do hospital, nas palavras do deputado, é sinistra. “Falta água, alimento, ambulância. Estavam transportando pacientes em carroceria de caminhonetes”, garantiu Leite.

Para ele, a atual situação da saúde no município “é resultado de problemas que se arrastam pela inércia do governo. Não adianta dizer que vai resolver o problema, se a sinalização é de piora. O hospital está numa situação triste”, lamenta.

O pai do deputado conseguiu chegar a Cruzeiro do Sul e passou por duas cirurgias. “Evoluiu com problema renal, está na UTI, mas apresenta sinais de melhoras”, disse Jenilson.

Continuar lendo

Destaque 6

Encceja 2019: o que você precisa saber antes do exame

Publicado

em

As provas serão aplicadas em 25 de agosto.

Quem deseja adquirir a certificação do ensino fundamental ou médio precisa estar atento a algumas informações básicas sobre o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2019. De forma gratuita e voluntária, podem participar jovens e adultos que moram no Brasil ou no exterior, inclusive pessoas privadas de liberdade. O exame é destinado a brasileiros que não concluíram os ensinos em idade adequada.

As provas serão aplicadas em 25 de agosto. A avaliação ocorre no período da manhã e à tarde, em todos os estados e no Distrito Federal, nos municípios indicados no edital. Neste ano, mais de 2 milhões de pessoas estão inscritas, um aumento de 75% em relação à edição de 2018, que contou com 1.695.607 inscritos. Ainda dá tempo de se informar e saber tudo sobre o Exame. Confira: 

Como saber o local de provas do Encceja 2019?

A consulta ao local de provas do Encceja deve ser feita pela Página do Participante. A consulta é individual, ou seja, cada candidato (a) precisa fazer login no sistema, usando seu CPF e a senha escolhida no ato da inscrição. 

Quando acontecem as provas? 

O Encceja Nacional 2019 acontece no dia 25 de agosto. Já as provas do Encceja Exterior – para brasileiros que moram fora do país – serão aplicadas em 15 de setembro. Por fim, o Encceja PPL – versão para pessoas privadas de liberdade tanto no Brasil quanto no exterior – acontece nos dias 8 e 9 de outubro. 

Como funciona a pontuação das provas? 

Cada prova tem pontuação de 0 a 200 pontos, sendo que a média necessária para aprovação é de 100 pontos. A redação funciona com a mesma proposta: a nota vai de 0 a 10 e, para ser aprovado, precisa tirar no mínimo 5.  

Quando saem os resultados?

 Ainda não há uma data oficial para a divulgação dos resultados das provas, mas cada nível de ensino tem um cronograma específico. 

Agência Educa Mais Brasil  

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.