Conecte-se agora

Comunidades rurais de Xapuri querem que Energisa acabe com leituras por média

Publicado

em

As reclamações de moradores da zona rural do município de Xapuri sobre a prestação de serviços da empresa Energisa, detentora da Eletroacre Distribuição Acre, chegaram até a Câmara de Vereadores. A principal queixa é relacionada ao procedimento de aferição mensal do consumo que, em muitos casos, ocorre segundo a chamada leitura por média, o que ocasiona um acúmulo de consumo que, por sua vez, resulta em um valor estratosférico da conta de energia quando é feita a leitura real. Os consumidores rurais também afirmam que passam períodos de até 3 meses sem receber a fatura nas suas propriedades.

Na última sessão da Câmara, o vereador Sebastião Teles (PT) criticou a empresa e pediu mais respeito com o consumidor. Segundo ele, a Energisa fez uma proposta para que os próprios consumidores fizessem as leituras de seus consumos por meio de fotografias do medidor que seriam enviadas para o escritório da distribuidora.

“É um absurdo que uma empresa desse porte faça uma proposta dessas aos clientes. Uma falta de respeito com pessoas que trabalham, que têm mais o que fazer”, protestou.

O presidente do Conselho de Consumidores de Energia do Acre, Ivan de Carvalho, informou que o assunto já está sendo tratado e que algumas reuniões já foram realizadas no interior do estado, inclusive Xapuri. Segundo ele, empresa já firmou o compromisso de resolver o problema no menor espaço de tempo.

“Temos tido essa preocupação, pois a situação pode gerar prejuízos ao consumidor. Mas não é apenas isso. Temos ainda o objetivo de isentar os consumidores da zona rural do pagamento da contribuição de iluminação pública, uma vez que na zona rural isso é coisa que não existe”.

Jaílson Oliveira, coordenador regional da empresa Energisa no Alto Acre, explica que as leituras por média tem previsão legal nos casos em que o leiturista não consegue chegar até a unidade consumidora. De acordo com ele, os lugares mais prejudicados são os de difícil acesso motivado pelas más condições dos ramais. Ele reafirmou o compromisso da Energisa em resolver o problema.

“Estamos atentos a todas as reclamações dos consumidores e não vamos engavetá-las. Vamos colocar numa ata e em breve estaremos no município apresentando o encaminhamento de soluções ou soluções já definidas. O nosso compromisso é o de começar a reduzir e, posteriormente, resolver de maneira definitiva o problema das leituras por média e melhorar a cada dia a qualidade dos serviços prestados ao consumidor”, explicou.

Propaganda

Destaque 4

Livro diz que região do Baixo Acre é a melhor para produção de café no Estado

Publicado

em

O livro “Zoneamento Edafoclimático para o cultivo de café canéfora (Coffea canephora) no Acre”, produzido pela Embrapa, em parceria com a Universidade Federal do Acre (Ufac), mostra quais regiões do Acre reúne as melhores condições para produção de café.

Detalhadamente, a obra aborda as características gerais da cafeicultura no Acre, o padrão tecnológico e produtividade dos cultivos no Estado, condições locais de clima e solo para a cultura e aspectos de mercado. Além disso, informa sobre as áreas aptas para a cultura, com recomendações de cultivo, considerando requisitos essenciais para o desenvolvimento dos plantios.

A publicação poderá ser fonte de informação para produtores rurais, técnicos, extensionistas, pesquisadores, estudantes universitários e gestores de instituições de apoio e fomento à produção.

Foram avaliados 291 tipos de solos e condições gerais. Os resultados revelaram a existência de solos com aptidão para a cultura nas cinco regionais acreanas, com predominância de áreas preferenciais no Baixo Acre.

Continuar lendo

Destaque 4

Projeto que batiza ponte sobre Rio Madeira com o nome de Dom Moacyr avança na Câmara

Publicado

em

A Câmara dos Deputados abriu nesta segunda-feira (19) o prazo para apresentação de emendas ao projeto de lei 3704, que denomina “Ponte Dom Moacyr Grechi” a ponte do Rio Madeira que interliga os Estados de Rondônia e Acre pela BR-364.

O PL é de autoria do deputado Mauro Nazif, de Rondônia, Estado onde o arcebispo Dom Moacyr viveu nos últimos anos. O projeto está na Comissão de Viação e Transporte, que aguardará cinco sessões para avaliar as emendas apresentadas.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.