Conecte-se agora

Comunidades rurais de Xapuri querem que Energisa acabe com leituras por média

Publicado

em

As reclamações de moradores da zona rural do município de Xapuri sobre a prestação de serviços da empresa Energisa, detentora da Eletroacre Distribuição Acre, chegaram até a Câmara de Vereadores. A principal queixa é relacionada ao procedimento de aferição mensal do consumo que, em muitos casos, ocorre segundo a chamada leitura por média, o que ocasiona um acúmulo de consumo que, por sua vez, resulta em um valor estratosférico da conta de energia quando é feita a leitura real. Os consumidores rurais também afirmam que passam períodos de até 3 meses sem receber a fatura nas suas propriedades.

Na última sessão da Câmara, o vereador Sebastião Teles (PT) criticou a empresa e pediu mais respeito com o consumidor. Segundo ele, a Energisa fez uma proposta para que os próprios consumidores fizessem as leituras de seus consumos por meio de fotografias do medidor que seriam enviadas para o escritório da distribuidora.

“É um absurdo que uma empresa desse porte faça uma proposta dessas aos clientes. Uma falta de respeito com pessoas que trabalham, que têm mais o que fazer”, protestou.

O presidente do Conselho de Consumidores de Energia do Acre, Ivan de Carvalho, informou que o assunto já está sendo tratado e que algumas reuniões já foram realizadas no interior do estado, inclusive Xapuri. Segundo ele, empresa já firmou o compromisso de resolver o problema no menor espaço de tempo.

“Temos tido essa preocupação, pois a situação pode gerar prejuízos ao consumidor. Mas não é apenas isso. Temos ainda o objetivo de isentar os consumidores da zona rural do pagamento da contribuição de iluminação pública, uma vez que na zona rural isso é coisa que não existe”.

Jaílson Oliveira, coordenador regional da empresa Energisa no Alto Acre, explica que as leituras por média tem previsão legal nos casos em que o leiturista não consegue chegar até a unidade consumidora. De acordo com ele, os lugares mais prejudicados são os de difícil acesso motivado pelas más condições dos ramais. Ele reafirmou o compromisso da Energisa em resolver o problema.

“Estamos atentos a todas as reclamações dos consumidores e não vamos engavetá-las. Vamos colocar numa ata e em breve estaremos no município apresentando o encaminhamento de soluções ou soluções já definidas. O nosso compromisso é o de começar a reduzir e, posteriormente, resolver de maneira definitiva o problema das leituras por média e melhorar a cada dia a qualidade dos serviços prestados ao consumidor”, explicou.

Propaganda

Destaque 4

Meire Serafim propõe folga a servidores após exame de próstata e fraldário em locais públicos

Publicado

em

Na sessão ordinária da Assembleia Legislativa dessa quarta-feira, 20, a deputada estadual Meire Serafim (MDB) apresentou quatro projetos de lei que, na Tribuna da Aleac, ela considerou de extrema importância ao povo do Acre.

O primeiro deles diz respeito ao direto à presença de um intérprete da língua brasileira de sinais – LIBRAS, para acompanhar a consulta de pré-natal e o trabalho de parto da gestante com deficiência auditiva.

Meire apresentou ainda o projeto que torna obrigatória a instalação de fraldários nas universidades, restaurante e congêneres no âmbito do Estado do Acre.

A deputada também propôs a obrigatoriedade do uso de protetor para estetoscópio por profissionais da área da saúde do Estado do Acre. O PL que mais chamou atenção na Casa, devido ao mês Novembro Azul, foi o que dispõe sobre a realização de exame preventivo de câncer da próstata em servidores públicos no âmbito do Estado do Acre, que visa garantir aos servidores públicos que realizarem exames de próstata, um dia de folga nos órgãos públicos.

A folga seria somente uma vez no ano, com a comprovação da realização dos exames. “Essa lei é para os servidores acima de 45 anos de idade”, disse a parlamentar.

Continuar lendo

Destaque 4

Prefeitura de Rio Branco arrecadou mais de R$ 400 milhões nos últimos meses com FPM e ICMS

Publicado

em

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB) divulgou na manhã desta quinta (21) o Relatório da Execução Orçamentária do Poder Executivo, referente ao 5º Bimestre de 2019. O relatório encontra-se disponível no Diário Oficial do Tribunal de Contas do Estado (TCE/AC) desta quinta-feira (21).

Em um levantamento feito pela equipe do ac24horas, consta que a prefeitura de Rio Branco recebeu nos últimos 12 meses (Novembro/2018 até Outubro/2019) R$ 321.657.741,83 da cota parte do Fundo Participação dos Municípios mais conhecido como (FPM).

Os repasses, no começo de Janeiro até Outubro deste ano, foram arrecadados o valor de R$ 254.540.593,71‬.

Já em relação ao Imposto de Circulação de Mercadorias (ICMS), a prefeitura recebeu nos últimos 12 meses (novembro/2018 até outubro/2019) pela sua cota parte R$ 175.497.039,35. Os repasses de janeiro até outubro, deste ano, foi arrecado o valor de R$ 134.753.079,13‬.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.