Conecte-se agora

Saldo do fim do empreguismo barato 

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

Não se pode falar da inauguração da nova ala do Pronto Socorro de Rio Branco – obra que ficou abandonada e inconclusa nos últimos dez anos dos governos petistas – da contratação de concursados da PM e Polícia Civil do governo passado, da abertura de novo concurso para a SESACRE e da retomada de outras obras paradas de gestões passadas, como o INTO e UPA de Cruzeiro do Sul, pagamento de cerca de 200 milhões de reais de dívidas herdadas, não tivesse o governador Gladson Cameli  reduzido o gigantismo do Estado, aparelhado ao longo dos últimos 20 anos com cargos de confiança sem necessidade, apenas para abrigar os afilhados políticos da FPA. A decisão do fim do empreguismo em larga escala tomada pelo atual governo chegou a ser contestada por dirigentes do MDB, que defendiam a manutenção do tamanho da máquina estatal recebida da gestão passada. O resultado da Reforma Administrativa feita pelo governo Gladson, somente agora passou a ser entendida como uma mudança de rumo que permitiu novos investimentos no Acre. Ficou patente neste contexto que, para um governo ser eficaz não precisa de um Estado gigante e politiqueiro. É a lição a ser tirada.

CHEGOU A HORA DA VERDADE

A festa foi grande, teve bolos ironizando os 10 anos em que a obra do Pronto Socorro esteve abandonada, discursos, comemorações, mas chegou a hora da verdade: saber se a nova unidade de Saúde vai funcionar bem com médicos, enfermeiros suficientes, e medicamentos.

UM DESAFIO QUE ESTÁ POSTO

Não me lembro de um governo – e nisso não se inclui só as administrações petistas – que tenha conseguido fazer do Pronto Socorro da capital um modelo de atendimento ao público. Sempre foi o calcanhar de Aquiles. Este é o desafio que está posto aos novos gestores da Saúde.

FIM DAS BOCAS GULOSAS

Em recente conversa com uma figura do governo, esta ressaltou que, a principal mudança na condução da Saúde não é o reinício de obras paradas, mas a quebra do monopólio da venda de medicamentos, que fez fortunas no Acre. Citou as compras fora deste círculo fechado de empresas, como “quebra do privilégio”. “Se mantida a decisão, o Estado vai economizar milhões de reais”, previu. Este é um monopólio que vem desde o governo Nabor Júnior.

PROFISSÃO DE RISCO

Ainda não foi solucionado o sequestro e execução do motorista de UBER, na semana passada. Ser motorista deste aplicativo virou profissão de risco na capital. Recente publicação nacional revelou que, apenas 27% os crimes cometidos no Acre são solucionados, o que preocupa.

MAIS PRESENTE É IMPORTANTE

Com a anunciada vinda de cem novas viaturas para a secretária de Segurança Pública espera-se que a polícia se faça mais presente de forma efetiva, não somente nos bairros da periferia, mas principalmente nos bairros considerados nobres, que é onde os bandidos vêm assaltar.

O ESTADO É LAICO

Algo que não combina com a gestão pública é a mistura com o fanatismo religioso. Um gestor, não pode tomar decisões a favor ou contra, em cima de uma crença religiosa. O prefeito Ilderlei Cordeiro, evangélico, dá um bom exemplo ao ajudar através da prefeitura, a realização do Novenário de Nossa Senhora da Glória, padroeira de Cruzeiro do Sul. O Estado é laico.

DISPUTA DE PESO-PESADO

Uma das disputas mais duras por uma prefeitura deve acontecer em Cruzeiro do Sul. O grupo do ex-prefeito Vagner Sales (MDB) é forte. Mas desta feita vai enfrentar um prefeito que vem mostrando trabalho, que terá no palanque o governador, além de ter a máquina municipal.

BOI DE PIRANHA NOVAMENTE

Ao não ser que tenha gostado de ser boi de piranha, como na última eleição ao governo, o ex-prefeito Marcus Alexandre, que considero como um político sério, ele comece a pensar em ser candidato a deputado estadual ou a deputado federal na eleição de 2022, esqueça o governo.

FORTE CANDIDATO

Caso o governador Gladson Cameli faça as pontes de Brasiléia, Xapuri, Sena Madureira, as orlas do Bairro 15 e da cidade de Cruzeiro do Sul, com os recursos que virão para os ramais faça um trabalho de recuperação de vergonha, se tornará nada fácil de ser batido nas urnas.

LEVA VANTAGEM

Quando se disputa um governo estando no poder e tendo uma boa aceitação popular, dificilmente, um candidato de oposição tem alguma chance de sucesso. E ainda mais que, quem está no poder estará na disputa com a chave do cofre da máquina estatal na mão.

ACERTOU NO MILHAR

A vereadora Janaína Furtado (REDE) acertou ao procurar um partido grande para disputar a prefeitura de Tarauacá, ao anunciar a sua filiação em breve no PROGRESISTA. É um nome palatável, mas sem estrutura de campanha, num partido nanico, iria somente competir.

NOME A SER TRABALHADO

Caso for para valer a decisão de ter um candidato a prefeito de Rio Branco do seu partido a prefeito de Rio Branco, na eleição do próximo ano, o governador Gladson Cameli tem que começar a dar visibilidade a este nome a partir de agora, para não agir de afogadilho.

JV SÓ DE BUTUCA

O ex-senador Jorge Viana está só de butuca nas movimentações para a disputa do Senado, em 2022, no campo dos partidos do governo. Se sair Mara Rocha, Ilderlei Cordeiro, Jéssica Sales e Mailza Gomes, com os votos do poder divididos, o JV vai só correr para o abraço de senador.

CARNE DE PESCOÇO

Mas, caso o Gladson Cameli resolva sair para o Senado como candidato único do seu campo de aliados, neste caso a disputa fica complicada para o Jorge Viana voltar a ser senador, porque disputará fora do poder e enfrentará um adversário no comando da máquina do governo.

SEMPRE NA LUTA

Ninguém pode se arvorar de ser mais defensor da causa dos médicos formados na Bolívia do que o deputado federal Alan Rick (DEM) Não perde de foco a luta para que possam trabalhar no país. É o caso do seu projeto incluindo esses médicos nos programa Médicos pelo Brasil.

SEM ARGUMENTO

A inauguração da nova ala do Pronto Socorro, obra que se arrastou por 10 anos, deixou os petistas sem discurso. Foi preciso chegar um governo adversário para a sua conclusão. Conseguiu inaugurar o novo PS em sete meses, algo que o PT não conseguiu numa década.

LAMENTO PETISTA

Sobre o novo PS, ouvi ontem de ex-deputado do PT um comentário que transcrevo, e que acho pertinente: “Luis Carlos, se o Jorge Viana estivesse no poder nos últimos oito anos, ele teria concluído a obra e o Gladson Cameli não teria feito a festa que fez e que lhe rendeu louros”.

ATÉ QUE ENFIM

Até que enfim uma cabeça lúcida no governo para saber que, quando uma obra porca feita por um órgão governamental não é refeita, o desgaste cairá no próprio governo. O secretário Thiago Caetano entendeu e começou a recuperar a rua principal do Tropical, destruída pelo DEPASA.

DISCURSO DO ATRASO

O PT teve 20 anos para provar que o caminho do desenvolvimento do Acre passava pela exploração sustentável da floresta e sua biodiversidade. Fracassou. A economia não melhorou. Continuamos tão atrasados como nas duas décadas passadas. Que venha o agronegócio.

NEM UM PALMO

E não precisará ser desmatado nem um palmo de floresta, basta explorar as áreas degradadas.

RESTOU O LAMENTO

O que vários governos tentaram e não conseguiram, o governo do presidente Jair Bolsonaro conseguiu agora com a aprovação da PEC da Previdência, e tendo votos de sobra. Foi uma vitória política importante. E aos que foram contra por ideologia, restaram os lamentos.

PRINCIPAL EMPECILHO

Para o professor Carlos Coelho ter uma campanha sem embaraços para a prefeitura de Tarauacá tem de primeiro resolver um problema interno do seu partido: afastar a prefeita Marilete Vitorino (PSD) do seu palanque ou começará a disputa perdendo. Não há saída.

EMPURRA PARA BAIXO

Um candidato ser mostrado no palanque como apoiado pela prefeita Marilete Vitorino é pedir para perder a eleição. Com uma gestão que fracassou, não é uma boa cabo-eleitoral.

CONDENAÇÃO CERTA

Com as provas colhidas e ter virado manchete do Fantástico, dificilmente, os matadores de onças no Acre, deixarão de sofrer condenações na Justiça Federal, até como exemplo ao Brasil. 

Propaganda

Blog do Crica

Petecão: “tenho medo de entrar nos bairros com tanta violência”

Publicado

em

O senador Sérgio Petecão (PSD), foto, entrou ontem em contato com o BLOG DO CRICA logo após o seu retorno ao Brasil, para dizer que se encontra chocado e alarmado com os relatos da violência que tomou conta da capital, com execuções quase que diárias, os assaltos em série, que pelo volume chegaram ao patamar do insuportável. “Atingiu a um ponto em que eu, que sempre transitei pelos bairros de Rio Branco sem segurança, dialogando com a população, hoje tenho medo de chegar a determinados bairros porque corro o risco de ser assaltado. O povo não suporta mais isso, está todo mundo com medo”, protestou. Na sua avaliação, não se justifica em que uma cidade relativamente pequena como Rio Branco, não se tenha colocado em curso um projeto eficaz para combater a violência. Na sua visão, é um equívoco se fazer ações esparsas para combater os grupos criminosos. “Deveriam ir limpando bairro por bairro, prendendo quem domina os bairros, e retornando a paz para os moradores”, defendeu Petecão. Eu sei é que da forma que se encontra, com o povo acuado, não pode continuar.

O CLIMA É DE MEDO MESMO

Ainda ontem, um grupo criminoso invadiu uma casa no Taquari, colocou todos para fora e tocou fogo no imóvel. Seis mortes em três dias. Não é mesmo para se ter medo de tudo isso?

NÃO SE PERDE O QUE NÃO TINHA

O presidente do PDT, deputado Luiz Tchê, não se abalou com a demanda dos vereadores do seu partido em Cruzeiro do Sul, que por uma ação do governador, se juntaram aos PROGRESSISTAS. “Não se perde do que não se tinha o domínio político”, ironizou Tchê.

PT NO JOGO 

O PT vai entrar no jogo da disputa da prefeitura de Marechal Taumaturgo, na eleição do próximo ano. O BLOG teve a confirmação de que o ex-prefeito Itamar de Sá deverá ser o candidato do PT a prefeito do município. Depois de anos afastado das eleições, voltará à ativa.

DIA 13, ÁS 13 HORAS

Para dar o troco aos petistas que diziam que, já no terceiro mês, ele não pagaria os salários dos servidores em dias, o governador quer que, no dia 13 (número do PT), às 13 horas, a segunda parcela do 13º salário dos servidores já esteja liberada em suas contas bancárias.

ESTAMOS NUMA DEMOCRACIA

Não me junto aos que condenam a oposição quando faz crítica ao governo. Foram eleitos para fiscalizar a nova gestão. Cabe à base do governo encontrar argumentos para rebater. Se na administração anterior não apontaram estes erros, não implica que não possam fazer agora.

UM ANO FOI FECHADO

O PT já é passado. Já foi punido pelas urnas com a perda do poder. As cobranças devem ser feitas é para quem está governando o Acre, culpar o PT não cabe mais, se quer são soluções.

FEITIÇO CONTRA O FEITICEIRO

O grupo do ex-deputado Jairo Carvalho (PSD) armou para expulsar do PSD o prefeito de Senador Guiomard, André Maia, e vai sair desta história desmoralizado. O BLOG tem a informação que a executiva regional do PSD não vai chancelar a expulsão de Maia

LIÇÃO DE VIDA

Acompanho os capítulos do livro do Panelada, pela rede social. Lição de vida. Instigante. Não sei o motivo de nenhum órgão cultural não ter bancado a edição da obra. Deve ser por não ter apadrinhamento político. Mas, quebrando paradigmas, ele está mostrando o seu trabalho.

DOIS PONTOS NESTA DEMISSÃO

Na anunciada demissão do diretor do DETRAN, Isaias Brito, há dois pontos: o primeiro, é ele ter o direito de se posicionar a respeito do que bem entender. O outro é que, num cargo de confiança, não poderia se manifestar contra uma decisão do governador. Para isso teria de pedir antes demissão do cargo. Ao não ser que criticou, porque já queria sair do governo.

NÃO QUIS FALAR

Procurei ouvir a opinião do ainda diretor do DETRAN, Isaias Brito, a publicação da sua demissão deve acontecer amanhã no Diário Oficial. Só quer falar após o ato formalizado.

CHOQUE INEVITÁVEL

Quem ficou numa situação constrangedora foi o vice-governador Major Rocha, de quem o diretor do DETRAN, Isaias Brito, é do seu círculo político mais próximo. Ficou difícil defender uma quebra de hierarquia. Ou vira moda secretário e cargo de confiança criticar o governador.

GUILHOTINA ACIONADA

O governador também acionou a guilhotina e demitiu todos os indicados pela presidente do SINTEAC, Rosana Nascimento, que estavam ocupando cargos no governo. Entre estes cargos e a categoria que preside; a Rosana, ao trombar com o governador, optou ficar com a categoria.

GRUPO DO PETECÃO

Mas, estas demissões não vão empurrar a presidente do SINTEAC, Rosana Nascimento, para os braços do PT, ela deve se filiar com seu grupo no próximo dia 21, no PSD, do senador Sérgio Petecão (PSD), que tem se mantido distante do bloco mais próximo do Palácio Rio Branco.

A BRIGA É UM EQUÍVOCO

O senador Petecão (PSD) disse ontem ao BLOG de que o governador tem o direito de nomear e demitir quem quiser, mas considera que foi um equívoco romper com a Rosana Nascimento, presidente de um dos maiores sindicatos do Acre, sem antes terem uma conversa política.

TODOS VÃO SE BENEFICIAR

Apenas marca posição parlamentares que se posicionaram contra o aumento do Fundo Eleitoral de 2 bilhões para e3,8 bilhões. Os contrários são minoria. Mas ao final, os que foram a favor ou contra, na eleição, vão todos se beneficiar destes recursos para as suas campanhas.

NENHUM VAI ABDICAR

Nenhum dirigente partidário ou parlamentar vai abdicar dos recursos deste FUNDÃO imoral.

PATIFARIA EXPLÍCITA

Como os políticos querem respeito? Tiram verbas da Saúde e Educação para formar um caixa para as suas campanhas. E neste jogo vira galhofa quando se vê parlamentar falando em nova política. Nova política com dinheiro público, tirado da Saúde e Educação? Ora, vão se catar!

DEBATE VAI ESCANCARAR

Neste congresso do PT que vai acontecer até o fim do ano, a discussão sobre se o partido deverá ou não ter candidato próprio para a prefeitura de Rio Branco, deverá se escancarar.

PONTOS NA MESA

O ex-deputado Léo de Brito (PT) comentou com o BLOG que, está afastado das discussões, mas acredita que a direção nacional do PT deve orientar sobre o partido ter candidatos próprios nas capitais. Acha que, mesmo o PT tendo perdido espaços na gestão da prefeita Socorro Neri, deve discutir o assunto com ela, para saber qual será a sua posição na eleição municipal.

DUAS DEFESAS

Léo de Brito (PT) defende que, caso o PT tenha candidato próprio á PMRB, quem do partido estiver em cargo de confiança na prefeitura deverá entregar o pedido de demissão. Mas, também defende quem ainda nesta situação, os vereadores do PT continuem na base da prefeita. 

JOGANDO NA FILIAÇÃO

Os dirigentes do PSD estão na esperança que no ato de filiação do próximo dia 21, o grupo do ex-deputado Ney Amorim deverá se filiar. Ney saiu do cargo de secretário de uma maneira nada republicana, e um dos poucos que lhe foi solidário foi o senador Sérgio Petecão (PSD).

PRIORIDADE

Sobre a posição do PSD na eleição de 2020, seus dirigentes garantiram ao BLOG de que a prioridade será ampliar a discussão para se formar uma aliança com a prefeita Socorro Neri, e que se tudo for fechado, neste caso, ela seria candidata à reeleição com o apoio do PSD.

NÃO É O DONO DA BOLA

Discordo das críticas de que, se alguma coisa não vai certo no governo o culpado é o chefe do gabinete civil, Ribamar Trindade. É apenas um cumpridor de tarefas do governo, não move uma palha sem antes ouvir a opinião do governador, embora lhe tenha sido dado liberdade.

QUESTÃO DE CONFIANÇA

Um governante tem que ter pessoas da sua confiança nas funções mais estratégicas da gestão, e no caso do governador, esta pessoa é o Ribamar Trindade. Qual o problema?

NÃO TEM A BIC

Outro ponto: o Ribamar Trindade não tem na sua mão a caneta que nomeia ou demite.

CONCORDANDO COM O TIÃO VITOR

Peço licença ao jornalista Tião Vitor, para reproduzir uma postagem de sua autoria, por concordar no seu inteiro teor: “A falência do jornalismo impresso entristece por muitos motivos. Entre eles está o desuso da charge. Sou do tempo em que uma boa edição não saia se não tivesse um bom editorial e uma boa charge”. Verdade, o jornalismo impresso definhou.

TALENTOS AO RELENTO

A derrocada do jornalismo impresso teve também uma colaboração muito grande para que não surgisse uma nova geração de chargistas, do porte de um Braga, de um Dim, e dos saudosos Emanoel e Zé Leite. Hoje, os chargistas, pelo menos no Acre, são talentos ao relento. 

FRASE DO DIA

“Fortuna perdida? Pouco se perdeu! Coragem perdida? Muito se perdeu! Honra perdida? Tudo se perdeu!” Ditado irlandês.  

Continuar lendo

Blog do Crica

Candidatura única à prefeitura é ficção 

Publicado

em

FOTO: SÉRIO VALE

O deputado Roberto Duarte (MDB) disse ontem ao BLOG DO CRICA de que o governo não conte com a hipótese de o MDB deixar de ter um candidato próprio a prefeito de Rio Branco, para favorecer uma candidatura única palaciana. “O MDB conversa política com qualquer partido, mas não estará na mesa de nenhuma discussão não se ter um nome próprio disputando a prefeitura. A decisão está tomada e sem volta”, disse ontem o parlamentar. A mesma tese já foi defendida pelo presidente do MDB, deputado federal Flaviano Melo, em outra ocasião a este BLOG. Com a deliberação emedebista, o sonho dos partidos aliados que estavam na coligação que elegeu o atual governo de saírem de nome único para a PMRB, vira uma peça de ficção. Até porque o SOLIDARIEDADE, com a deputada federal Vanda Milani (SD) e o PSDB com Minoru Kinpara, já se colocaram como candidaturas irreversíveis à sucessão municipal. A disputa da PMRB em 2020 terá pelo menos três candidatos do campo das siglas que na eleição passada estiverem juntas para eleger o governo. Cada um no seu quadrado.

QUESTÃO FECHADA

O MDB também tem questão fechada sobre a candidatura da deputada federal Jéssica Sales (MDB) para disputar o Senado em 2020. A postura do MDB é pavimentar uma raia própria.

PONTOS CLAROS

Não houve redução de salários e nem cortes nos cargos de confiança da prefeitura de Brasiléia. O que houve, segundo o secretário de Finanças, Tadeu Hassem, foi a retirada das funções gratificadas, as FGs, para fazer caixa em dezembro e janeiro, e em fevereiro dar um reajuste salarial aos servidores e atualizar o PCCR. Ou seja, se mirou no benefício ao coletivo.

NÃO MEXE NA APOSENTADORIA

A mudança do regime celetista para estatutário que foi aprovado na Câmara Municipal de Brasiléia – explica o secretário Tadeu Hassem – não mexe nas regras previdenciárias, a prefeitura não criará um regime próprio. E que, com o que a prefeitura vai economizar com o fim do recolhimento do FGTS e o fim das FGs, garantirá um aumento salarial em fevereiro.

MUITO JUSTA

Foi justa a homenagem da PMRB ao jornalista Silvio Martinello, um profissional com uma história de lutas, e com o qual dividi a redação da GAZETA por mais de uma década, quando o jornalismo impresso fervia no seu auge. É uma figura emblemática do jornalismo acreano.

DOIS MESTRES

Aliás, tive a sorte de participar das redações no comando do jornalismo político, com dois grandes mestres da imprensa escrita como diretores, ambos primorosos na arte do bem escrever e na conduta ética: José Chalub Leite no ORB e Silvio Martinelo na GAZETA.

 MOMENTO DIGITAL

E vivo um momento novo ajudando a embalar o sonho que virou realidade do projeto do ac24horas, campeão de acessos, com o craque visionário Roberto Vaz, o primeiro a apostar nas mídias sociais quando diziam ser loucura e que não daria certo. Vim do jurássico ao moderno.

ANDAR DE CIMA

Fonte não se revela. A conversa, eu escutei de uma figura importante do andar de cima do governo. Na sua avaliação, é difícil que os PROGRESSISTAS tenham candidato próprio para prefeito de Rio Branco. Apontou dois empecilhos: o governador não preparou ninguém e o partido não tem uma liderança de densidade na capital, com o poder de aglutinar os aliados.

MAROLINHAS POLÍTICAS

Raciocínio correto. Se o governador tivesse a intenção do seu partido ter candidato próprio a prefeito, já era para ter trabalhado este nome junto aos demais aliados para uma candidatura única. E o que se viu até aqui são apenas marolas, nada que mostre convicção dele a esta tese.

 INICIATIVAS ESPORÁDICAS

O que se viu também até agora são iniciativas esporádicas de nomes dos PROGRESSISTAS tentando conquistar espaços. Mas estas ações isoladas, só teriam peso se fossem ancoradas num apoio ostensivo do governador, e não é isso que ocorre, por isso, não vejo a sigla no jogo.

OU TEM ALGUM INGÊNUO?

Ou será que tem algum ingênuo nesta história para pensar que uma candidatura a prefeito pode decolar nos PROGRESSISTAS, se não sair do bolso do paletó do governador? Ora, pois!

NA ENCOLHA

Pelo que tenho escutado do deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), o seu partido não vai fazer nenhum movimento antes de saber qual será a posição da prefeita Socorro Neri sobre 2020. E de que jamais participaria de uma aliança política em que o PCdoB não seja protagonista.

A FERIDA AINDA ESTÁ ABERTA

Não será fácil á cúpula do PT convencer o ex-prefeito Angelim ir para o sacrifício saindo candidato à PMRB no próximo ano, numa situação política adversa e com seu partido fora do poder. Angelim foi tratado na última campanha como um pária no PT, e perdeu a eleição. 

VAI DAR CONFUSÃO

Este projeto do governo de criação do Instituto da Saúde, que chegou de afogadilho na ALEAC para ser votado nas duas últimas sessões do ano – terça e quarta-feira – vai dar uma confusão. Haverá reação dos sindicatos que vêem na matéria um passo para a terceirização na SESACRE.

NÃO RESOLVE O PRÓ-SAÚDE

A criação do Instituto de Saúde pode abrigar os servidores do PRÓ-SAÚDE para efeito de pagamento de salários, mas, juridicamente, não resolve a situação dos que ainda não foram demitidos e nem dos demitidos. Continuarão a não ter um vínculo definitivo com a SESACRE.

DAR UM PLANTÃO

Falando na SESACRE, o secretário Alysson Bestene precisa dar um plantão na UPA da SOBRAL, de cujo atendimento todos os dias se lê uma reclamação nas mídias sociais.  A falta de médicos e a demora no atendimento são os campeões das reclamações. Está causando um desgaste.

COMPONENTE QUE DECIDE

A discussão, se teorizar sobre as melhores práticas políticas, se levantar teses acadêmicas em seminários, é positivo, mas dentro do atual contexto das regras eleitorais, é como debater o sexo dos anjos. Nas eleições proporcionais para vereadores e deputados a estrutura financeira ainda continua sendo o grande eleitor. Principalmente, com um Fundo Eleitoral bilionário

SEMPRE OS DOIS LADOS

Aprendi e cultivo sempre dar os dois lados da notícia. O que critica e o que registra os fatos positivos. Mesmo não chegando num patamar de passar uma sensação de segurança á população, as forças policiais fizeram avanços, recuperaram mais de mil veículos roubados em 2019.

NAS MÃOS DE DEUS

As minhas condolências à família Machado pela passagem para o andar de cima do Eliazar Machado, conhecido como “Machado do Posto”, um velho amigo de todos os momentos. Quem Deus o acolha, bom Machado!

CANDIDATA, SIM SENHOR!

A disputa eleitoral pela prefeitura de Plácido de Castro ganha um componente de qualidade eleitoral, com a confirmada candidatura a prefeita da advogada Joana Darc, com atuação jurídica na região e notadamente na defesa das causas das mulheres e Direitos Humanos.

A GRANDE VILÃ

A ENERGISA vai fechando o ano de 2019 como a empresa mais antipatizada pelos acreanos, devido ás contas de energia disparatadas que chegam mensalmente aos consumidores. A ENERGISA é vista hoje como a grande vilã, sem nada que consiga justificar seus reajustes.

IMPOTÊNCIA TOTAL

O pior é a sensação de impotência para conter esta sanha, e as desculpas são esfarrapadas. O governador deveria se sentir envergonhado e não contente em posar ao lado de diretores desta empresa. Só cobram a tarifa mínima, por causa de uma lei federal, não é favor.

NINGUÉM VAI SENTIR FALTA

Ninguém vai sentir falta com a perda do status de Secretaria, da Secretaria de Relações Políticas do governo. O órgão na verdade funcionou até aqui, como um cabide de emprego.

ALTAMENTE FORTALECIDO

Quem sairá fortalecido com a mudança na nova estrutura será o chefe do gabinete civil, Ribamar Trindade, a quem a parte a política do governo ficará vinculada. Ribamar integra o núcleo dos auxiliares mais próximos e da mais extrema confiança do governador.

DE ALIADOS A ADVERSÁRIOS

A presidente do SINTEAC, Rosana Nascimento, se transformou de aliada importante na campanha, em uma das críticas mais ácidas do governador, nas postagens nas redes sociais.

IMORALIDADE LATENTE

Nada mais imoral na política de que o Fundo Eleitoral bilionário aprovado pelos parlamentares para bancar as suas campanhas. Enquanto, isso míngua as verbas para Saúde, Educação e Segurança. Como é que se pode falar em moralização política dentro deste contexto?

SEM OLHAR PARTIDO

A deputada federal Vanda Milani (SD) não vê cor partidária quando direciona suas emendas parlamentares. Foi assim na destinação de emendas para a compra de equipamentos: R$ 1 milhão para a prefeitura de Brasiléia; R$ 300 mil para Acrelândia E R$ 250 mil para Xapuri. 

FRASE DO DIA

 “O primeiro método para estimar a inteligência de um governante é olhar para os homens que tem à sua volta”. Frase célebre de Maquiavel.

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.