fbpx
Conecte-se agora

Gladson quer que banco compre dívida do Acre de R$ 3,7 bilhões

Publicado

em

Após a extensa programação da abertura da ExpoAcre 2019 neste último final de semana, o governador Gladson Cameli, acompanhado da secretária de fazenda, Semirames Plácido, cumpre agenda em Brasília (DF), com o intuito de renegociar a dívida do Estado que atualmente está na casa dos R$ 3,7 bilhões. O governo desembolsa todos os meses mais de R$ 45 milhões para amortização da dívida.

Em reunião com representantes do Tesouro Nacional, a expectativa é que o Estado efetive uma nova operação de crédito em que as instituições financeiras comprem a dívida e o Estado tenha apenas um credor que dê um prazo de no mínimo um ano de carência e que também diminua a taxa de juros pela metade.

“Essa ação daria uma economia de cerca de R$ 500 milhões aos nossos cofres por ano. Atualmente a nossa avaliação de bom pagador tem nota B do Tesouro Nacional. Isso prova que estamos no caminho certo e a União será a nossa fiadora nessa operação de crédito”, destacou o governador, informando ainda que no prazo de máximo de 60 dias espera escolher o banco que oferecer a melhor proposta para o governo.

O ac24horas apurou que os bancos que se mostraram interessados na proposta foram o Banco do Brasil, Caixa Econômica e o BTG Pactual. Com a economia inicial de R$ 500 milhões, o governo do Acre pretende que os recursos sejam utilizados para a realização de concurso público e o chamamento dos candidatos aprovados em vários certames do Estado.

“Além disso, o objetivo é injetar dinheiro na construção cívil para gerar emprego e renda”, informou o governador, enfatizando que a medida só é possível devido as medidas de austeridade tomadas no início de sua gestão.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas