Conecte-se agora

Agência de Energia Elétrica anuncia bandeira tarifária vermelha para o mês de agosto

Publicado

em

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou, ontem (26), que a bandeira tarifária para o mês de agosto será a vermelha, no patamar 1, onde há uma cobrança extra de R$ 4 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Em julho, a cobrança foi da bandeira tarifária amarela, quando há um acréscimo de para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos.

De acordo com a agência, a medida foi tomada pela possibilidade de aumento no acionamento das usinas termelétricas, que têm custo de geração de energia mais alto. Também pesou na decisão, a diminuição do volume de chuvas, com a chegada da estação seca.

“Agosto é um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). A previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica e tendência de redução dos níveis dos principais reservatórios”, disse a Aneel.

De acordo com a Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês) e o preço da energia (PLD).

No dia 21 de maio, a Aneel aprovou um reajuste no valor das bandeiras tarifárias. A bandeira amarela passou de R$ 1 para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos, a bandeira vermelha patamar 1 passou de R$ 3 para R$ 4 a cada 100 kWh e no patamar 2 passou de R$ 5 para R$ 6 por 100 kWh consumidos.

A bandeira verde não tem cobrança extra.

Os recursos pagos pelos consumidores vão para uma conta específica e depois são repassados às distribuidoras de energia para compensar o custo extra da produção de energia em períodos de seca.

Propaganda

Cotidiano

Porto Walter abre processo seletivo para fisioterapeuta, farmacêutico e assistente social

Publicado

em

A Prefeitura de Porto Walter, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), divulgou nesta segunda-feira (27) o edital de Nº (01/2020) no Diário Oficial do Estado (DOE) que trata sobre o processo seletivo simplificado para contratação de profissionais, por tempo determinado, em caráter emergencial para atuarem junto ao Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF).

São ofertadas três vagas, sendo que uma vaga é para fisioterapeuta, uma vaga para farmacêutico e uma vaga para assistente social.

O prazo de validade do processo será de um ano, contado a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, conforme as necessidades da gestão.

O valor da remuneração para fisioterapeuta ficou definido no valor de R$ 3 mil para 30 horas semanais, farmacêutico no valor de R$ 3 mil reais para carga horária de 30 horas semanais e assistente social com remuneração fixa de R$ 2.500 para 30 horas semanais.

As inscrições estão sendo realizadas desde a última quinta-feira (23) e encerram nesta sexta-feira (31) de janeiro, na Secretaria Municipal de Saúde situada na rua Mamed Camely, nº S/N – Centro, em Porto Walter, no horário de 8h às 11h e de 14h às 17h.

Veja o edital aqui:

nasf (1)

Continuar lendo

Cotidiano

Após ataque na Baixada, Lucas Gomes diz que vítima já foi presa com droga e armas

Publicado

em

Pouco depois de a imprensa repercutir o ataque criminoso a quatro pessoas da mesma família ocorrido nesse domingo, 26, na região da Baixada da Sobral, em Rio Branco, o presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen) usou uma rede social para destacar que o alvo principal do crime já teria sido preso no ano passado.

“Pouca gente sabe, mas a principal vítima do ataque a uma residência hoje na região da baixada foi presa em março de 2019, junto com o seu bando, com mais de 18 kg de drogas e seis armas de fogo”, escreveu Lucas Gomes. Segundo o relato de Gomes, a “vítima principal” seria Weliton Vitor Mendes, de 26 anos, conhecido pelo apelido de “Macaxeira”. Mendes e outras três pessoas foram feridos a tiros dentro de casa.

Um dos feridos, a jovem Ágda Williane Teles, de 23 anos, que sofreu um tiro na cabeça e outro na perna durante o crime, não resistiu aos ferimentos e morreu na sala de cirurgia no Pronto Socorro de Rio Branco ainda ontem.

O presidente do órgão completou: “Não se pode negar que é dever do Estado proteger os cidadãos, mas fatos como esse comprovam que as Polícias trabalham muito, porém, parece que estão enxugando gelo”. Na web, alguns internautas concordaram com as afirmações de Gomes, outros foram contra. “O cara tá querendo justificar o fracasso do estado, foi isso que eu entendi”, diz um dos comentários.

Entenda

Ághata Fiama Teles, 26 anos, Ágda Williane Teles, de 23 anos, e dois homens, Gerson Costa Ribeiro, 21 anos e Weliton Vitor Mendes, 26 anos, foram feridos a tiros na tarde deste domingo (26) dentro de uma residência localizada na rua João Amâncio, no bairro João Paulo II, na região da Baixada da Sobral em Rio Branco.

Segundo testemunhas, dois homens, supostamente membros de uma organização criminosa, chegaram à residência em uma motocicleta, desceram e invadiram a casa no momento em que a família estava almoçando. Em posse de armas de fogo, efetuaram 12 tiros. Também havia crianças no momento do ataque, que, por sorte, saíram ilesas.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas