Conecte-se agora

Ausência do Estado do Acre em mapa causa revolta na internet e gera discussão

Publicado

em

Uma publicação da Editora Agir no Instagram está rendendo muita polêmica entre os internautas acreanos.

É que a publicação da venda de um livro de receitas nordestinas mostra na capa um mapa do Brasil. A revolta dos internautas é que o estado do Acre foi simplesmente cortado da representação dos estados brasileiros.

Dezenas de comentários invadiram a publicação para reclamar da editora. Diversos internautas afirmam que é falta de respeito com a história de um estado que lutou para ser brasileiro. Outros dizem que nunca mais irão comprar um livro da referida editora por conta do desrespeito.

A editora está no mercado desde 1944 e já editou livros consagrados como o Auto da Compadecida e o Pequeno Príncipe.

Propaganda

Acre 01

Situação crítica de queimadas leva Semeia a dobrar equipes de fiscalização em Rio Branco

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Rio Branco (Semeia) deve divulgar nesta segunda-feira (26) os novos dados sobre as queimadas urbanas na capital. Neste fim de semana, o nível crítico de poluição por fumaça levou o secretário Aberson Carvalho, titular da Semeia, a ampliar de duas para quatro número de equipes de fiscalização. Os fiscais percorrem os bairros, apuram denúncias e autuam os infratores.

De acordo com o boletim da Unidade de Monitoramente Hidrometereológico do Governo do Estado, a qualidade do ar em Rio Branco é muito baixa ultimamente, comprometendo a saúde dos moradores, especialmente crianças e idosos. “Geralmente ficamos com duas equipes escaladas mas como estamos em período crítico aumentamos para quatro equipes”, disse  Carvalho.

Continuar lendo

Acre 01

Saúde realiza mais de dois mil atendimentos por doenças respiratórias na última semana

Publicado

em

Dona Isabel dos Santos, moradora da Via Acre, acompanhada do filho Nicolas, de três anos, era uma das muitas pessoas que esperavam por atendimento na UPA do Segundo Distrito no final da manhã deste sábado, 25.

O filho tem alergia respiratória e com as atuais condições climáticas da capital acreano o problema de saúde fica recorrente. Por causa da fumaça, provocada pelas queimadas urbanas e rurais, que não dá trégua, o pequeno Nicolas esteve pela quarta vez na UPA nas duas últimas semanas.

“É uma situação muito complicada nesta época do ano. Muito difícil ver um filho doente e não poder fazer quase nada. A gente acorda e já sente o cheiro da fumaça, vai dormir e é a mesma coisa”, afirma Isabel.

Nicolas é um dos mais de dois mil pacientes que procuraram as unidades de saúde de na última semana doentes por causa das consequências da fumaça. Apesar de atingir e incomodar a todos, crianças e idosos são os que mais sofrem.

Os números são alarmantes. No acumulado do ano são mais de 50 mil atendimentos ambulatoriais por doenças respiratórias no Acre em 2019.

Rio Branco tem o maior número. São mais de 15 mil atendimentos. Só que proporcionalmente, quando se pega o número de atendimentos por habitantes os municípios que têm os maiores percentuais são Assis Brasil, Xapuri e Santa Rosa Do Purus.

Amenize as consequências da fumaça

 O ideal seria que se parasse com as queimadas urbanas e rurais que tanto destroem o meio ambiente, quanto provoca prejuízos na saúde da população. No entanto, isso, vendo o atual cenário, parece um sonho distante.

É possível então amenizar, com algumas dicas simples, os efeitos da fumaça.

Se você não tem um aparelho de umidificador de ar, coloque um pano úmido ou uma bacia com água em ambiente de maior permanência de pessoas. No quarto quando for dormir, principalmente. Outra dica é evitar exposição por longo período ao sol, sempre que puder priorizar se proteger em sombra de preferência de arvora e evitar ficar em lugar com muita gente. E a mais importante dica de todas.  Ingerir bastante líquido, como água e sucos naturais.

 

 

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.