Conecte-se agora

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 2,5 milhões

Publicado

em

A Mega-Sena sorteia hoje (13) o prêmio de R$ 2,5 milhões. As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) deste sábado, em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa.

O bilhete simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50. O sorteio será realizado Espaço de Loterias da Caixa, em São Paulo, a partir das 20 horas.

Na última quinta-feira (11), um apostador de Curitiba levou prêmio de R$ 8,1 milhões do concurso 2.168. Os números sorteados foram 01, 04, 25, 27, 29 e 37.

Propaganda

Extra Total 2

Homem é decapitado, dois são mortos e mais dois ficam feridos em guerra de facções na Capital

Publicado

em

As guerras entre facções não dão trégua e a onda de violência voltou a assustar a população de Rio Branco. Em menos de três horas, moradores testemunharam as ações das facções que atuam na capital, 3 pessoas foram mortas e 2 ficaram feridas a tiros na noite desta quarta-feira (13). Os crimes ocorreram nos bairros João Eduardo, Belo Jardim, São Sebastião na Baixada da Sobral e na Vila Custódio Freire em Rio Branco.

A primeira ocorrência aconteceu na rua da Hosana, no bairro João Eduardo, o mototaxista Antônio Cavalcante Serra, de 24 anos, mais conhecido como “Luquinha” foi ferido com 3 tiros na noite desta quarta-feira (13) enquanto seguia para buscar uma cliente.

 

De acordo com informações de mototaxistas, Antônio recebeu uma ligação no celular parar ir pegar uma cliente na rua da Hosana, ao parar a moto aguardando a mulher dois homens não identificados numa motocicleta Bros de cor branca se aproximaram e o garupa efetuou 5 tiros a queima roupa. Antônio foi atingido com 3 projéteis, no braço, peito, e na cabeça. Após a ação os criminosos fugiram do local. Antônio deu entrada no Pronto Socorro de Rio em estado de saúde grave.

A segunda tentativa de homicídio aconteceu no bairro Belo Jardim I, no Ramal da Judia, um homem identificado como Vanilson da Silva Lima, de 29 anos, ferido com dois tiros após sair do bar do amor.

De acordo com a polícia, Vanilson estava bebendo com os amigos e ao sair do estabelecimento foi abordado por dois homens não identificados numa motocicleta que efetuaram vários tiros. A vítima foi ferida com um tiro no peito direito e outro braço e encaminhado pelo Samu ao Pronto Socorro em estado de saúde estável.

Já na região da Baixada da Sobral, na rua 15 de julho, no bairro São Sebastião, o detento monitorado por tornozeleira eletrônica, Mateus de Lacerda Freitas, de 22 anos, foi morto com um tiro na cabeça na frente da namorada.

Segundo informações da família, Mateus estava em casa quando dois homens não identificados pararam uma moto Bros de cor branca na frente da residência da vítima e o chamaram. O jovem saiu de casa com a namorada e um dos criminosos efetuaram um tiro a queima roupa na cabeça de Mateus.

E por fim, um crime bárbaro foi registrado na região da Vila Custódio Freire, no Ramal da Castanheira. Dois homens não identificados ainda pela polícia foram encontrados amarrados e mortos.

Segundo informações da polícia repassadas a reportagem do ac24horas, as duas vítimas foram amarradas e levada até a Vila Custódio em um carro e foram executados com tiros na cabeça. Um dos homens teve a cabeça arrancada do corpo pelos membros da facção.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos dos peritos em criminalística.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos e identificação.

Agentes da Delegacia de Homicídios e proteção à Pessoa (DHPP) já iniciaram as investigações.

Continuar lendo

Acre 01

Governo e sindicalistas da Educação debatem reforma da Previdência na Casa Civil

Publicado

em

FOTO: DIEGO GURGEL - SECOM/AC

Dando continuidade ao diálogo sobre a proposta da reforma previdenciária estadual, o governador Gladson Cameli recebeu na tarde desta quarta-feira, 13, lideranças sindicais da Educação. O gestor enfatizou que somente por meio do debate democrático com todas as categorias será possível chegar ao consenso sobre a aprovação das novas medidas. Elas são fundamentais para frear o déficit milionário e garantir a saúde financeira do Estado.

Cameli demonstrou sua sensibilidade ao afirmar que jamais faria a reforma da previdência para prejudicar os servidores públicos estaduais da ativa e aposentados. O governador lembrou que a irresponsabilidade de administrações anteriores, agravou o desequilíbrio orçamentário referente ao pagamento das aposentadorias e pensões. Explicou que se a Reforma não for aprovada o Acre corre o risco de entrar em colapso financeiro.

Gladson lembrou ainda que está fazendo a renegociação de R$ 650 milhões em empréstimos tomados nos últimos anos. Uma das exigências da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) diz respeito a estabilidade do sistema previdenciário. Com a redução na quitação das parcelas por conta do abatimento de juros e multas, o gestor assegurou que será possível destinar mais recursos para áreas prioritárias como saúde, educação, segurança pública e infraestrutura.

FOTO: DIEGO GURGEL – SECOM/AC

“Não podemos mais continuar adiando a reforma da nossa previdência. Sei que vocês não concordam em alguns pontos, mas estamos sentados para ouvir suas demandas. O que não podemos é ficar medindo forças porque desta formas todos sairão perdendo. Acredito que vamos encontrar o meio termo que seja bom para todos, caso contrário, não terei outra solução que não seja decretar Estado de calamidade financeira”, argumentou Cameli.

O governador foi duro ao comentar que seus opositores estão tentando tirar proveito político dos debates em torno da reforma.

A reforma da previdência estadual vem sendo discutida democraticamente com todos os sindicatos

O líder do governo na Assembleia Legislativa, Gehlen Diniz, enfatizou que todos as entidades de classe estão sendo recebidas para conhecer o texto e apresentar suas contribuições. O parlamentar disse ainda que o momento requer a união de todos para que o Acre continue avançando.

“Temos duas estradas. Uma da responsabilidade que o atual governo vem trabalhando e o outro caminho é o da irresponsabilidade e que foi a escolha feita pelos governos anteriores, que contaram com a sorte e não deu a devida atenção para esse tema que envolve a vida de milhares de acreanos”, pontuou.

FOTO: DIEGO GURGEL

Durante a reunião, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinteac), Rosana Nascimento, apresentou os principais pontos que geraram o descontentamento da categoria. Um deles diz respeito ao aumento no tempo de serviço dos professores. Outro questionamento levantado foi a inclusão da contribuição dos aposentados para o Acreprevidência. A sindicalista afirmou torcer pelo sucesso do atual governo e solicitou que estes itens fossem revistos.

Ao fim do encontro, o governador Gladson Cameli pediu que os sindicatos formalizassem suas contribuições ao governo para avaliação. O gestor garantiu que as solicitações serão respondidas em breve e colocou-se a disposição para uma nova reunião com os sindicalistas.

Participaram do debate o diretor-presidente do Acreprevidência, Francisco Alves de Assis Filho; os secretários de Estado de Educação, Mauro Sérgio Cruz; da Casa Civil, José Ribamar Trindade; de Planejamento e Administração, Maria Alice de Araújo; de Comunicação, Silvania Pinheiro; da Saúde, Alysson Bestene; e o procurador-geral do Estado; João Paulo Setti.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.