Conecte-se agora

Vereador Elenildo da Pesca deve permanecer no Progressistas de Gladson e Ilderlei Cordeiro

Publicado

em

Durante a votação da autorização para que o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, pudesse contrair empréstimo de R$15 milhões, o vereador Elenildo da Pesca (Progressistas), mesmo partido do prefeito, anunciou que votava favorável ao empréstimo contra sua vontade pessoal e que, por isso, deixaria a legenda. Ele diz que uma força tarefa da prefeitura foi à sua casa horas antes da votação, para pressiona – lo a votar sim para aprovação do empréstimo junto à Caixa Econômica.

Elenildo anunciou que, se o partido não o deixasse sair com mandato, esperaria uma “janela” jurídica e sairia de qualquer forma.

Mas passados os dias, o vereador, que também é presidente da Colônia de Pescadores, já não é mais tão contundente e fala na possibilidade de permanecer no partido. Ele, que está em Rio Branco, diz que “tudo vai depender de uma conversa que terei com o governador Gladson Cameli. Posso ficar sim no PP”.

Elenildo confirma fatos que o desagradaram e causaram seu afastamento da base de Ilderlei na Câmara, como o apoio que a equipe da prefeitura deu ao seu concorrente na eleição da Colônia de Pescadores em maio desse ano. ” O prefeito passou a não atender meus pedidos e parte da equipe passou a me perseguir. Depois da votação do empréstimo, eu conversei com o Ilderlei e ele garantiu nova forma de tratamento pra mim junto ao executivo”.

Elenildo afirma, que além dele, outros vereador da base do prefeito, reclamaram do tratamento que recebem da equipe mais próxima a Ilderlei.

Se o convite para a permanência no PP não vier de Gladson, Elenildo não tem definição ainda sobre uma nova sigla partidária.
Elenildo está no quarto mandato de presidente da Colônia de Pescadores de Cruzeiro do Sul e no segundo mandato de vereador pelo PP.

Propaganda

Cidades

Brasileia sedia fase regional de futsal dos Jogos Escolares 2019

Publicado

em

Depois de sediar a fase municipal, Brasileia realizou na quinta-feira, 18, a abertura dos Jogos Escolares 2019, fase regional de futsal do Alto Acre, no Ginásio de Esportes Eduardo Lopes Pessoa. A cerimônia contou com a presença da Prefeita Fernanda Hassem, Gerente de Esportes Clebson Venâncio, professor Vladimilson Coordenador Geral dos Jogos Escolares, Coordenadoras dos Núcleos de Estado de Educação dos municípios de Brasileia e Epitaciolândia, Silvia Pacheco e Rosimari Ferreira e equipe.

A parceria entre governo do estado e prefeitura vem resgatando a autoestima dos estudantes-atletas e também de toda a comunidade local, realizando os jogos escolares desde a fase municipal à regional, onde os campeões irão representar a sua região em Rio Branco, durante a fase estadual.

A prefeita, Fernanda Hassem, destaca a importância dos jogos para o esporte do município.

“Quero parabenizar o Governo do Estado e equipe de Esporte, além das escolas estaduais. Brasileia está sediando e a prefeitura sempre será parceira das boas ações e iniciativas. Que o estado possa continuar investindo nas atividades esportivas escolares e que possamos estar incentivando ainda mais o esporte em nosso município, ” destaca a Fernanda.

O Coordenador Geral dos Jogos Escolares, professor Vladimir, também falou a respeito. “Os campeões da fase regional irão participar da fase estadual de futsal, que acontecerá em Cruzeiro do Sul e de handebol em Rio Branco. Estamos alegres com essa realização” destacou o coordenador.

A fase regional dos jogos acontecem simultaneamente em Brasileia com o futsal e em Epitaciolândia, handebol, durante três dias e conta com a participação de equipes dos municípios de Brasileia, Epitaciolândia, Xapuri e Assis Brasil, nas modalidades de 12 a 14, e 15 a 17 anos, masculino e feminino, com participação de mais de 190 atletas.

Continuar lendo

Cidades

Quase 5 mil eleitores do Vale do Juruá têm títulos cancelados, informa justiça eleitoral

Publicado

em

A Justiça Eleitoral do Acre cancelou 4.700 títulos eleitorais em quatro municípios da região do Vale do Juruá. Isso porque o referido número de cidadãos não regularizaram a situação pendente junto ao órgão durante o recadastramento biométrico ocorrido este ano em Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo.

Portanto, todos estes que não fizeram regularizaram o documento, terão o título cancelado na região da 4ª Zona Eleitoral do estado. Apesar de ter alcançado mais de 80% do eleitorado nas quatro cidade durante o processo de atualização cadastral, quase 5 mil eleitores deixaram de comparecer ao órgão.

Como consequência do cancelamento do título, os mais de 4 mil eleitores não poderão votar nas eleições municipais do ano que vem, na escolha de prefeito e vereador. Além disso, ficam suspensos do recebimento de benefício social previdenciário, não poderão assumir cargo público, nem fazer empréstimo bancário.

No entanto, os eleitores com pendências podem procurar o cartório até maio do próximo ano para regularizar a situação junto a Justiça Eleitoral.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.