Conecte-se agora

Socorro Neri discute medidas contra arrastões no transporte coletivo

Publicado

em

A prefeita Socorro Neri se reuniu no fim da tarde desta terça-feira, 9, com o secretário Estadual de Segurança Pública, coronel Paulo Cézar Rocha, para pedir ajuda do Estado contra os constantes arrastões realizados por criminosos dentro dos ônibus que fazem o transporte público coletivo na capital.

De acordo com o superintendente da RBTrans, Nélio Anastásio, que também acompanhou a reunião, de janeiro até o dia 4 julho foram registradas 95 ocorrências. A média é de um arrastão a cada dois dias. “A prefeitura de Rio Branco tem buscado encontrar soluções para melhorar a segurança no interior dos veículos, mas essas são ações implicam diretamente no envolvimento Segurança Pública, nós precisamos do apoio do Estado. A Prefeitura se coloca totalmente à disposição das nossas autoridades estaduais para que juntos encontremos medidas que garantam a tranquilidade de quem usa esse serviço público extremamente importante para o funcionamento da cidade”.

Para o secretário Paulo Cézar o encontro foi proveitoso e demonstra a preocupação tanto da prefeita Socorro Neri, quanto do governo do Estado em estarem alinhados, com ações definidas em conjunto na prevenção e estratégias que se antecipem ao surgimento desses crimes. “Os temas que envolvem a Segurança Pública são transversais, dependem da ação mútua de toda a sociedade organizada. A construção iniciada hoje com certeza trará uma minimização não só desses delitos, mas também na prevenção que é o mais importante. Nós construímos ideias, e as ideias que saíram desse encontro se colocadas em prática devem impactar numa redução satisfatória para a sociedade”, destacou.

“O Sistema Integrado de Segurança recepcionou a prefeita junto com os órgãos que se relacionam com o transporte coletivo e passamos uma planilha com as informações para orientar o planejamento das operações policiais. Paralelo a isso também será realizada uma agenda com as empresas e os sindicatos dos trabalhadores da área para um debate de como construir ações preventivas que possibilitem garantir uma melhor segurança para que usa o transporte coletivo”, explicou o chefe do Gabinete Militar da Prefeitura de Rio Branco, coronel Cleudo dos Santos Maciel.

A prefeita Socorro Neri disse ser inadmissível que quem precisa do transporte coletivo para trabalhar ou estudar sofra todos os dias com medo de ser assaltado dentro dos ônibus. “A Prefeitura, por meio da RBTrans, não está fora dessa obrigação de encontrar medidas para tornar o transporte seguro, mas também compreendemos que sem o apoio do governo do Estado, que cuida da Segurança Pública, não conseguiremos sozinhos dar as respostas que a população espera. Por isso venho até o secretário estender nossas mãos para juntos sairmos dessa situação. Minha gestão e equipe estão prontos para o trabalho em parceria. Nós entendemos que juntos temos mais condições de prosperar para o bem coletivo da nossa cidade”.

Propaganda

Destaque 6

Escola SENAI inova com concurso Chef Padoka

Publicado

em

Alunos do curso Programa de Aprendizagem em Alimentos têm técnicas colocadas à prova na competição

Açaí, banana e cupuaçu, esses foram os principais ingredientes utilizados pelos cinco finalistas no 1º Concurso Chef Padoka entre os alunos do Programa de Aprendizagem em Alimentos da Escola SENAI, na tarde desta segunda-feira, 9 de dezembro.  A competição foi disputada para finalizar o módulo de confeitaria, ministrada na Escola SENAI. 

A disputa teve início com dez alunos do programa e todos eram obrigados a utilizar pelo menos três ingredientes regionais. Eles executaram receitas que haviam sido instruídas durante o curso e aquelas que mais utilizaram produtos regionais e melhor efetuaram as técnicas da confeitaria seriam os finalistas. Ao final da primeira etapa, restaram apenas cinco competidores. 

Para o instrutor do curso, Tarcísio Futerko, o objetivo do Concurso Chef Padoka era finalizar o módulo e incentivar mais os alunos. “Nós, da coordenação da escola, ficamos pensando em como finalizar esse módulo e incentivar mais os nossos alunos. Com isso, surgiu o Chef Padoka. Um forma de cada aluno mostrar que dominou as técnicas das receitas que foram ensinadas durante o decorrer dos módulos”. 

O corpo de jurados era composto pelo diretor regional do SENAI, João César Dotto; a empresária da Panificadora Pertutti, Didicaele Dalamaria; o superintendente da FIEAC e do IEL, Jorge Luiz Vila Nova; a chef Izanelda Magalhães, do Jannu’s Bistrô; e Letícia Mesquita, chef do Chalé do Trigo. Dotto ressaltou que essa competição é mais uma inovação da Escola SENAI. “A cada ano, o SENAI vem inovando e o Chef Padoka é uma prova disso. É o primeiro experimento, mas queremos que cada finalização de módulo tenha uma competição como essa, isso ajuda os alunos a crescerem”. 

HORA DO JURI

Após longas três horas de competição, com suor e muita correria, numa cozinha perfumada com produtos regionais, era hora de levar a finalização de cada receita aos jurados.

Foram saboreados pelos jurados iguarias como tortellet com creme de cupuaçu com farofa de castanha-do-Brasil, rocambole com brigadeiro de açaí, brownie de açaí com mousse de cupuaçu, pastel de nutella com banana, mas o naked cake de cupuaçu com castanha-do-Brasil e banana da terra, apresentado pela aluna Bruna Lopes de Almeida, foi o grande vencedor.

Bem emocionada com o resultado do concurso, Almeida revela que seu grande sonho é participar do programa Master Chef. “Quando o professor passou nas salas de aula anunciando esse concurso, logo eu fiquei animada e meus amigos me ajudaram a escolher a receita. Essa competição é o início de várias outras que quero participar, pois meu sonho é um dia estar entre os chefs que participam do Master Chef”, almeja a jovem.

Continuar lendo

Destaque 6

Safra de grãos deve ser 2,8% maior em 2020 no Acre, diz CONAB

Publicado

em

A produção de grãos no Acre deve crescer 2,8% em 2020, prevê a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB). A área plantada está saindo de 47,5 mil hectares para 47,9 mil hectares com estimativa de aumento de 1,7% na produtividade.

No País, em novembro, o segundo prognóstico para a safra 2020 aponta um recorde de 240,9 milhões de toneladas, com crescimento de 33,6 mil toneladas (0,0%) em relação a 2019.

Entre os cinco produtos de maior peso na safra, são esperados três recuos na produção: milho 2ª safra (-9,8%), milho 1ª safra (-0,8%) e feijão 1ª safra (-0,3%). Já as variações positivas serão: algodão (2,0%), arroz (1,0%) e soja (6,7%). Com relação à área, as variações positivas são: algodão (6,4%), soja (1,8%), milho 1ª safra (0,5%) e milho 2ª safra (0,3%). Espera-se reduções de área no feijão 1ª safra (-0,3%) e no arroz (-2,1%).

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.