Conecte-se agora

Horas antes da votação da LDO, Gladson diz que não vai passar “cheque em branco” para poderes

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale

O governador Gladson Cameli (Progressistas) afirmou na manhã desta quinta-feira, 11, que o Estado não vai passar “cheque em branco” para os poderes, se referindo a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que será votada na Assembleia Legislativa. A proposta do governo prevê movimentação financeira de R$ 5,9 bilhões em 2020, R$ 100 milhões a menos que orçamento deste ano.

“Eu sei que hoje é a votação da LDO e sei todas as demandas dos poderes, mas infelizmente não posso passar um cheque em branco. Sou sensível as causas, as dificuldades enfrentada por todos, mas não tenho como aumentar valores”, disse o governador, afirmando que assumiu o Estado com o rombo de R$ 800 milhões de um suposto orçamento fictício. A declaração de Cameli foi dada durante a entrega de 12 ônibus escolares em solenidade em frente ao Palácio Rio Branco. que atuarão no interior do Estado.

A expectativa é que tanto Judiciário, Legislativo, Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria Pública continuem com seus percentuais constitucionais.

Cameli revelou ainda que os gastos com a previdência só aumenta com os passar dos meses e que neste último mês o Estado desembolsou mais R$ 46 milhões para honrar o pagamento de mais de 15 mil aposentados e pensionistas. “Só para vocês terem um ideia comecei o ano pagando R$ 40 milhões. Agora já tô pagando R$ 46 milhões. Essa conta não para de aumentar”, informou.

O governador aproveitou também para agradecer os setes deputados da bancada federal do Acre em Brasília que votaram a favor da Reforma da Previdência na noite de quarta-feira 10. “ Eu quero agradecer aos deputados que independente de posições partidárias votaram por convicção, por um Brasil e Acre melhor”, pontuou.

Propaganda

Acre

Gladson vai a Brasília assistir vitória do Flamengo sobre o Vasco

Publicado

em

Acompanhado do seu filhote, Guilherme, o governador Gladson Cameli deixou as terras acreana para assistir neste sábado, 17, a vitória do Flamengo sobre o Vasco, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Gladson registrou o momento em seu microblog, nos stories do Instagram. Devidamente uniformizados com a camisa rubro negra, pai e filho posam pra foto antes da partida.

O placar ficou 4 a 1 para o Flamengo, que contou com o brilho do goleiro Diego Alves que defendeu dois pênaltis no jogo. Os gols foram feitos por Bruno Henrique 41’/1ºT (0-1), Bruno Henrique 05’/1ºT (0-2), Leandro Castan 14’/2ºT (1-2), Gabriel B. 16’/2ºT (1-3), Arrascaeta 37’/2ºT (1-4).

Continuar lendo

Acre

Microsoft muda políticas de privacidade para monitorar áudios

Publicado

em

A Microsoft mudou suas políticas de privacidade para admitir o monitoramento de áudios por funcionários em serviços da empresa. A medida foi tomada após denúncias publicadas na imprensa de que a companhia estava destacando empregados para ouvir mensagens de voz enviadas por meio de aplicações de voz sobre IP, como Skype, ou assistentes virtuais, como a Cortana do Windows.

A nova redação das políticas de privacidade da Microsoft agora admite que ela usa pessoas no processamento de dados para “revisar algumas das predições e inferências produzida pelos métodos automatizados utilizados nos dados de onde essas análises foram feitas”. Entre essas revisões, pequenas “amostras de dados e voz”.

Em termos menos técnicos, os processamentos de dados coletados pela empresa para gerar análises e sugestões não ocorrem somente em sistemas automatizados, como algoritmos, mas também com pessoas ouvindo e conferindo o que os usuários falam ao fazer uma ligação de Skype ou uma consulta à assistente virtual Cortana.

Tal mudança ocorreu, contudo, sem grande divulgação juntamente aos usuários, que muitas vezes não sabem que ao usar esses serviços estarão sujeitos a esse tipo de vigilância pela empresa. O que é feito com esse monitoramento também fica pouco claro, com finalidades como “mostrar anúncios do seu interesse” e “proteger e melhorar continuamente sua experiência”.

Prática comum

A prática de não apenas coletar, mas colocar pessoas para ouvir e monitorar mensagens de áudio de usuários vem sendo apontada como algo adotado por diversas empresas. Nesta semana, a Secretaria do Consumidor do Ministério da Justiça abriu uma investigação contra o Facebook depois que denúncias revelaram esse tipo de vigilância pela rede social, o que foi admitido pelos dirigentes da companhia.

O Google também reconheceu recentemente que ouvia as conversas de usuários depois de denúncias de veículos de comunicação. Após isso, a empresa informou que cessaria esse tipo de conduta.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.