Conecte-se agora

Oficina ensina gestores municipais como descartar resíduos sólidos

Publicado

em

Gestores dos 22 municípios acreanos participam esta semana de uma oficina com o tema ‘Amazônia Legal sem Resíduos Sólidos’. A ideia é ministrar diversas formas de fazer do descarte de lixo uma maneira de melhorar a saúde pública e ambiental no Estado.

Para fortalecer e garantir um melhor descarte de resíduos, os gestores aprendem como transformar o lixo em matéria-prima para obtenção de lucros, por exemplo, como a combustão, que pode gerar energia e lucro e economia às cidades.

Para o secretário de meio ambiente do Acre, este é apenas o primeiro passo do órgão no que diz respeito ao melhoramento da saúde ambiental. “São diversos órgãos atuando em conjunto para, com o tempo, dar um destino correto aos resíduos”, diz Israel Milani.

O encontro pretende fomentar a criação de novas estratégias de armazenamento correto dos resíduos e minimizar o descarte inapropriado de resíduos sólidos.

A oficina conta com palestras de pesquisadores do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBCIT) e participação das secretarias municipal e estadual de meio ambiente e Instituto do Meio Ambiente do Acre.

Propaganda

Acre

Acre cresce no Índice de Oportunidades da Educação 2019 e passa média nacional

Publicado

em

O Acre cresceu 0,2 pontos no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB) em 2019 na comparação com 2017. Naquele ano, o Acre ganhou nota 4,6 e em 2019, 4,8. Em 2015 a nota foi 4,2, o que mostra que a educação do Estado segue há cinco anos em trajetória crescente nesse indicador.

A média nacional é 4,7. Assim, o Acre conseguiu, pela 1ª vez na série histórica, ultrapassar a pontuação média obtida pelos Estados.

O IOEB é único para cada território, seja município, estado ou Distrito Federal e que engloba toda a educação básica, da educação infantil ao ensino médio, de todas as redes existentes no local, bem como todos os moradores locais em idade escolar, e não apenas os que estão efetivamente na escola.

O IOEB oferece os dados sobre a qualidade do ecossistema da educação para crianças e jovens de uma determinada localidade. A nota vai até 10.

Rio Branco obteve nota 5,2, o que ajudou a elevar a média do Estado. Para efeito de comparação, Assis Brasil ganhou nota 4,0, abaixo, portanto, da média estadual. Esse município perdeu 1 ponto entre 2017 e 2019.

Santa Rosa do Purus teve nota 3,2 e Cruzeiro do Sul, 4,7. O indicador foi criado por grupo de pesquisadores e recentemente assumido pela Comunidade Educativa (CEDAC), que é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público que trabalha desde 1997 pela melhoria das condições de aprendizagem nas redes públicas. Nesses 21 anos de história, já atuou em 24 dos 27 Estados brasileiros.

O texto está aberto às observações dos segmentos interessados nos indicadores educacionais.

Continuar lendo

Cotidiano

“Chumbo e sangue na fronteira”: estudante lança romance policial ambientado no Acre

Publicado

em

O estudante Elias Pedroso, que cursa Tecnologia em Logística no Instituto Federal do Acre (Ifac), vai lançar um livro de ficção nesta quarta-feira (13). O evento será no auditório do campus Rio Branco, a partir das 19h.

O livro intitulado “Chumbo e sangue na fronteira” é um romance policial ambientado no Acre. A obra conta a história de uma jovem policial chamada Letícia que investiga uma morte e descobre uma trama que vai colocá-la na mira de uma perigosa organização criminosa.

“Me inspirei no cotidiano, mas o livro tem um pouco de fantasia. Me baseei em algumas histórias policiais americanas. Sempre gostei de literatura, principalmente de livros de mistério. Agatha Christie é minha autora predileta”, comenta.

O livro foi publicado pela Sociedade Literária Acreana e estará sendo vendido no dia do lançamento. A obra também poderá ser adquirida no site clubedeautores.com.br ou diretamente com o autor.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.