Conecte-se agora

Oficina ensina gestores municipais como descartar resíduos sólidos

Publicado

em

Gestores dos 22 municípios acreanos participam esta semana de uma oficina com o tema ‘Amazônia Legal sem Resíduos Sólidos’. A ideia é ministrar diversas formas de fazer do descarte de lixo uma maneira de melhorar a saúde pública e ambiental no Estado.

Para fortalecer e garantir um melhor descarte de resíduos, os gestores aprendem como transformar o lixo em matéria-prima para obtenção de lucros, por exemplo, como a combustão, que pode gerar energia e lucro e economia às cidades.

Para o secretário de meio ambiente do Acre, este é apenas o primeiro passo do órgão no que diz respeito ao melhoramento da saúde ambiental. “São diversos órgãos atuando em conjunto para, com o tempo, dar um destino correto aos resíduos”, diz Israel Milani.

O encontro pretende fomentar a criação de novas estratégias de armazenamento correto dos resíduos e minimizar o descarte inapropriado de resíduos sólidos.

A oficina conta com palestras de pesquisadores do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBCIT) e participação das secretarias municipal e estadual de meio ambiente e Instituto do Meio Ambiente do Acre.

Propaganda

Cotidiano

Inscrição ao Programa de Gratuidade do Senac começa nesta segunda-feira (16)

Publicado

em

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) abre nesta segunda-feira (16), inscrição ao processo seletivo do programa de gratuidade em suas unidades no Acre. O prazo termina em 17 de outubro.

As vagas destinam-se a pessoas cuja renda familiar mensal per capita não ultrapasse dois salários mínimos, entre outras exigências.

Saiba mais através do edital

Continuar lendo

Cotidiano

Programa Vigia, de monitoramento das fronteiras, chega ao Acre no fim do ano

Publicado

em

O Governo Federal está implementando o Programa Vigia, um complexo sistema de monitoramento das fronteiras internacionais nos Estados.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública quer blindar o país da entrada de armas, drogas e produtos contrabandeados pelos cerca de 16 mil quilômetros de fronteira.

Já está em operação experimental no Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. No fim do ano chega ao Acre, Amazonas e Rondônia, segundo pretende o MJSP.

Entre as linhas de atuação estão as operações integradas, aquisição de equipamentos, capacitações e bases operacionais com integração de sistemas.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.