fbpx
Conecte-se agora

Prestes a perder o Resort Hotel, Monteiro é cobrado por não pagar cheque de R$ 250 mil

Publicado

em

O ex-assessor especial e ex-secretário de segurança dos governos do PT, Antônio Monteiro Neto, sócio-proprietário do Resort Hotel, um dos principais empreendimentos hoteleiros do Acre que está em processo de execução de penhora por causa de uma dívida avaliada atualmente em R$ 18 milhões de um financiamento feito junto ao Banco da Amazônia (Basa), acaba de sofrer mais um duro golpe.

Uma das sócias e também avalista do hotel, a empresária Geny Glaucia Abrahão, protocolou na última quarta-feira, dia 3, uma ação monitória na 4ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco cobrando R$ 250 mil de um cheque que supostamente Monteiro teria dado  a ela como garantia  para conseguir R$ 250 mil emprestado, em agosto de 2016.

LEIA TAMBÉM
>Justiça manda penhorar Resort Hotel para pagamento de R$ 18 milhões de empréstimo
>Justiça nega recurso de Antônio Monteiro e determina penhora do Resort Hotel

“Passados 6 meses previstos para que o cheque tenha eficácia de título executivo extrajudicial, não sobrou ao autor outra alternativa a não ser buscar o adimplemento de crédito através dessa ação monitória”, argumenta o advogado da empresária na petição.

Glaucia pleiteia junto a justiça que Monteiro pague os R$ 250 mil no prazo de 15 dias, além de 5% sobre referido montante, a título de honorários advocatícios. A ação será analisada pelo juiz Marcelo Coelho de Carvalho, titular da 4ª Vara Cível.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas