Conecte-se agora

Projeto Criança Feliz promove grande bazar solidário neste sábado

Publicado

em

Imagine você comprar produtos de qualidade, se alimentar de pratos e doces deliciosos por preços incrivelmente baixos e além do mais, saber que todo o dinheiro gasto será revertido em benefício de crianças e famílias carentes.

Essa tem sido a proposta do bazar solidário do projeto Criança Feliz, que será realizado neste sábado, 6 de julho, na Rua Vicente Paula de Lucena, número 271, conjunto Procon, bairro Vila Ivonete, próximo à malharia Ponto Sem Nó. O evento, que chega à sua oitava edição neste ano, terá início às 10 horas e se estenderá até o início da noite.

Roupas novas (na etiqueta) e usadas, sapatos, utensílios domésticos, eletrodomésticos e peças de decoração são alguns dos produtos que serão comercializados durante o bazar. Os visitantes também terão inúmeras opções de pratos para o almoço: feijoada, rabada, estrogonofe, galinha picante, costela, charuto e outras delícias. Refeições de qualidade e baratas, com valor máximo de R$ 15.

Serão vendidos, ainda, doces, sucos, refrigerantes, salada de frutas e picolés. Durante a programação, haverá rifa em que o ganhador levará R$ 300 em dinheiro. Leilões de produtos novos prometem movimentar o evento. Já para as crianças, além de variedade de roupas e calçados infantis, terá pula-pula e a tradicional pescaria com uma série de brinquedos.

“Esperamos receber um grande público neste sábado em nosso bazar. É importante que todos entendam que não se trata de uma iniciativa para beneficiar ou promover qualquer membro do projeto. Tudo que temos feito nesses cinco anos tem como único objetivo levar alegria, amor e esperança às crianças e famílias de bairros carentes. E, com a graça de Deus, temos conseguido cumprir esse propósito a cada ano”, ressalta Karen Araújo, coordenadora do projeto Criança Feliz.

Os recursos arrecadados no bazar solidário serão utilizados para a compra de brinquedos e na realização das atividades do projeto em comunidades carentes no 12 de Outubro, Dia das Crianças. A outra parte do dinheiro será para aquisição de sacolões. Os donativos serão doados para famílias de baixa renda no período natalino.

Confira algumas imagens dos produtos do bazar:

Propaganda

Cotidiano

Mega-Sena: aposta única de São Paulo acerta as seis dezenas e fatura R$ 21,9 milhões

Publicado

em

Uma aposta de São Paulo (SP) levou sozinha o prêmio de R$ 21,9 milhões no concurso 2.171 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (20) em São Paulo (SP).

Veja as dezenas sorteadas: 12 – 13 – 19 – 36 – 44 – 55.

A quina teve 118 acertadores; cada um receberá R$ 23.023,47. Já a quadra teve 7.127 apostas ganhadoras; cada um levará R$ 544,56.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Continuar lendo

Acre 01

Técnico do Nauas vende farinha de Cruzeiro do Sul para sustentar a equipe de futebol

Publicado

em

O técnico e presidente do Nauas Esporte Clube, Zacarias Lopes, quer aproveitar o principal item da economia de Cruzeiro do Sul, a farinha de mandioca, para bancar as despesas do time e manter a equipe profissional atuante.

No fundo do quintal de casa, ee montou uma mini indústria de beneficiamento da famosa farinha de Cruzeiro, onde embala o produto com a marca Nauas. Para o empreendimento, Zacarias juntou o amor ao clube, economias da família e o conhecimento de marketing, que tem por formação. Há duas semanas fez a primeira entrega: dez toneladas de farinha para a maior rede de supermercados de Rio Branco, o Araújo. E já prepara uma nova remessa, que ele vai de novo entregar no próprio caminhão.

Zacarias conta que ainda não teve lucro por causa da enorme concorrência no ramo, o que baixou o preço do produto. Mas ele não desiste e acaba de voltar de uma viagem à Porto Velho, onde fez prospecção de mercado, e poderá vender a farinha cruzeirense.

Ele cita que com a folha de pagamento, encargos, logística de treino e transporte, as despesas chegam a R$ 200 mil. ” No futebol profissional há regras até para o treino e é tudo caro, então a farinha que é o carro chefe da economia de Cruzeiro do Sul, poderá ser a saída para os problemas financeiros do clube, que fará 96 anos agora em outubro e faz parte da história de Cruzeiro do Sul”.

O amor de Zacarias pelo Clube Nauas, também é compartilhado pela família. A sede do clube é na casa dele, onde há kitnets para os jogadores. Foi com R$ 20 mil da poupança que havia feito para o filho, que Zacarias investiu na mini indústria, que ainda não deu lucro. A esposa dele, Janete que atua em duas escolas como professora, diz ” que é tudo por amor ao meu marido e ao Nauas”.

O Nauas, conhecido como Cacique do Juruá, foi fundado em 1923 e é o segundo do Acre, atrás do centenário Rio Branco Futebol Clube.
Este ano no Campeonato Acreano foi rebaixado para a segunda divisão, mas como não há times suficientes pra essa competição específica, no próximo ano, voltará a disputar a série A do estadual.

Em 2011 o Nauas foi vice campeão do Campeonato Acreano de Futebol e também já jogou na Série D do Campeonato Brasileiro.

Segundo Zacarias, o time surgiu em Cruzeiro do Sul a partir do clube social com esse mesmo nome. ” Segundo as pessoas dessa época, o Nauas era um clube de dança e diversão onde os mais pobres podiam frequentar sem e o rigor exigido em um outro clube da sociedade cruzeirense que havia. Então o Nauas é de todos os cruzeirenses”, destaca Zacarias, triste pelo fato do time não poder jogar em Cruzeiro do Sul, onde o Estádio Arena da Floresta, está totalmente depredado e sem uso há mais de um ano.

Confira a reportagem da TV Juruá sobre o caso:

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.