Conecte-se agora

Caravana do Desenvolvimento em Feijó terá certificação de alunos na próxima semana

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

Qualificações gratuitas ofertadas pelo Sistema FIEAC no município tiveram início em junho e seguem até o dia 12 deste mês

Feijó tem sido nas últimas semanas a capital do conhecimento no Acre. Isso porque, desde o dia 17 de junho, a cidade recebe dezenas de cursos de qualificação gratuitos ofertados pelo Sistema Federação das Indústrias do Acre (FIEAC), por meio do projeto Caravana do Desenvolvimento. A expectativa é de que aproximadamente mil pessoas concluam as capacitações ofertadas no município pelo SESI, SENAI, Sebrae e Senac.

Em nova visita aos cursos nesta sexta-feira, 5, o presidente da FIEAC, José Adriano, reforçou o convite para que todos os alunos compareçam na próxima sexta-feira, dia 12, na solenidade de certificação da Caravana do Desenvolvimento. O evento está marcado para começar às 17h30, na Escola Estadual José Gurgel Rabelo.

“Será um momento de muita celebração. Iremos preparar uma grande festa para comemorar esse novo ciclo que Feijó terá após a Caravana do Desenvolvimento. Ao concluírem essas qualificações, vocês alunos terão muito mais condições de conseguirem um bom emprego ou até mesmo de abrirem seus próprios empreendimentos. Sejam determinados e façam bom uso do valioso certificado que receberão”, declarou o presidente em conversa com os estudantes.

José Adriano também ressaltou a importância das parcerias para que o Sistema FIEAC possa promover os mutirões de qualificação profissional no interior do Estado. “Agradeço sempre aos prefeitos, que nos dão total apoio nas cidades aonde vamos, assim como o Sebrae e Senac, que estiveram conosco em Sena Madureira no mês de maio e agora aqui em Feijó. O trabalho em conjunto é essencial para que tenhamos resultados extraordinários”, enfatizou o empresário.

Assessoria FIEAC

Propaganda

Acre 01

Daniel Zen pede para Deus perdoar Gladson Cameli por ele não saber o que diz

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

O líder do PT, deputado Daniel Zen, disse que o governador Gladson Cameli não sabe o que diz quando fala em intervenção federal no Acre. “Quero fazer como Jesus Cristo (Deus me perdoe a heresia). Pai perdoa porque ele não sabe o que diz”, ironizou. Segundo o petista, já é a quinta vez que o governador fala em intervenção federal.

“Ele deveria saber que os Três Poderes sofrem com intervenção, a começar pelo chefe do Executivo que é afastado enquanto durar a intervenção”, advertiu. Zen também disse que quem produz fake news é o Palácio Rio Branco e não a oposição. “As fake news estão vindo daquela Casa Branca do outro lado da rua”, falou, apontando para o Palácio Rio Branco.

O líder do governo, Gerlen Diniz, voltou a reafirmar a necessidade da reforma da Previdência para que o Estado não atrase no futuro os salários dos trabalhadores inativos e ativos. O governista diz que muitos argumentos levantados contra a reforma da Previdência são mentiras plantadas nas redes sociais. “Existem dois caminhos a ser seguidos: o da responsabilidade e o da irresponsabilidade, o governador Gladson escolheu o da responsabilidade”, salientou.

Continuar lendo

Acre 01

Defesa pede e juiz do Piauí adia julgamento de Hildebrando para maio do ano que vem

Publicado

em

FOTO: INTERNET

A defesa do ex-deputado federal Hildebrando Pascoal alegou não ter recebido, em tempo hábil, a cópia dos autos e por isso, pediu o adiamento do julgamento que iria ocorrer por meio de videoconferência com a justiça do Estado do Piauí. O pedido foi acatado pelo juiz piauiense José Sodré Ferreira Neto, e o julgamento foi transferido para o dia 19 de maio de 2020.

Hildebrando Pascoal e o ex-policial militar Raimundo Alves de Oliveira, são acusados de homicídio contra José Hugo Alves Júnior, que ficou conhecido como “Caso Huguinho”.

Em 2009, Hidelbrando Pascoal foi condenado pela morte de Agilson Firmino, o ‘Baiano’, caso que ficou conhecido popularmente como ‘Crime da Motosserra’. Firmino teria auxiliado na fuga de José Hugo Alves Júnior, suspeito de ter assassinado Itamar Pascoal, irmão do ex-deputado, após uma discussão em um posto de gasolina da capital.

Segundo a denúncia do Ministério Público do Piauí (MP-PI), em janeiro de 1997, Hildebrando Pascoal conseguiu localizar José Hugo em Parnaguá, teria levada a vítima para o município de Formosa do Rio Preto (BA), onde teria sido torturada e assassinada. O ex-deputado também teria sequestrado e cometido cárcere privado contra esposa e filhos de José Hugo.

O ex-deputado sofre com sérios problemas de saúde e saiu há poucos dias, por ordem da justiça, deixou a penitenciária para cumprir prisão domiciliar.

O júri segue apenas com a oitiva do réu Raimundo Alves.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.