Conecte-se agora

Assaltante é morto e outro fica ferido durante assalto frustrado na Custódio Freire

Publicado

em

Um homem ainda não identificado foi morto e outro ficou ferido após uma tentativa de assalto frustrada a um policial na tarde desta sexta-feira (5), na Vila Custódio Freire, em Rio Branco.

De acordo com informações da polícia repassadas a reportagem do  ac24horas, o policial trafegava em uma moto sentido aeroporto-ufac, quando os dois bandidos se aproximaram em uma motocicleta Fan, de cor preta, de placa NAA-0387 e de posse de uma escopeta rendeu o policial. Um dos criminosos ao perceber que seu alvo estava armado efetuou um tiro, mas a arma falhou, o policial reagiu rápido e feriu os assaltantes com vários tiros.

O criminoso que não foi identificado foi atingido com três tiros e morreu no local ao atravessar a via. Já o comparsa foi baleado na perna e fugiu entrando na Vila Custódio Freire.

Samu esteve no local e atestou o óbito.

A Polícia Militar foi acionada para prestar apoio ao agente de segurança e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) isolou a área para os trabalhos dos peritos em criminalística. Várias rondas foram feitas na região em busca do criminoso ferido que fugiu, mas ele não foi encontrado.

O corpo do assaltante foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos e identificação.

O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Propaganda

Acre 01

‘Idiota’: mãe de Gladson se irrita com Zen após afirmar que governador não sabe o que diz

Publicado

em

Após declaração do deputado estadual Daniel Zen, líder do PT na Assembleia Legislativa, a mãe do governador Gladson Cameli (Progressistas) foi para a web detonar a afirmação do parlamentar, proferida na sessão desta quarta-feira (13). Zen disse que Cameli não sabe o que diz quando fala em intervenção federal no Acre. “Quero fazer como Jesus Cristo (Deus me perdoe a heresia). Pai perdoa porque ele não sabe o que diz”, ironizou.

Gladson não respondeu a ironia do parlamentar, mas Linda Cameli sim: “Idiota. Você tem que pedir perdão por vocês terem deixado o Acre nessa situação de calamidade. Assumam a responsabilidade”, explanou num comentário deixado no Facebook.

Gerlen Diniz defendeu a atitude do governador e reafirmou a necessidade da reforma da Previdência no Estado. Zen, por sua vez, disse que já é a quinta vez que o Cameli fala em intervenção federal.

Continuar lendo

Acre 01

Duarte: Gladson tenta pressionar deputados para aprovar Reforma com desculpa de calamidade

Publicado

em

O deputado Roberto Duarte (MDB) se manifestou na tarde desta quarta-feira, 13, após o governador Gladson Cameli afirmar em entrevista ao ac24horas que irá decretar estado de calamidade financeira após o Tesouro Nacional suspender as tratativas de renegociação da dívida do Estado sob o argumento de que a Reforma da Previdência do Estado não teria sido aprovada.

“Fico incomodado ao ver o Governador do Estado do Acre falando para a imprensa que a renegociação da dívida do Acre, já autorizada pela Assembleia Legislativa, não ocorrerá este ano, devido a Reforma da Previdência Estadual ainda não ter sido aprovada. Afirmo que esse comentário não condiz com a verdade e, complemento afirmando que o real motivo é que a Secretaria do Tesouro Nacional/Ministério da Fazenda não autorizou a renegociação ainda, devido a falta da expedição de uma normativa para os Bancos poderem contratar. O que poderá ocorrer antes do término deste ano ou no início do ano que vem”, explicou o parlamentar do MDB.

Para Duarte, Gladson não mede as consequências ao declarar que no caso de a reforma da previdência estadual não ser aprovada, a única saída é a intervenção federal. “No meu entendimento, é mais uma forma de tentar pressionar os deputados e o povo do Acre pela aprovação de uma reforma que está sendo discutida ponto a ponto com as categorias de servidores públicos, até chegarmos a um consenso. O governador nem ao menos conhece as consequências de uma intervenção federal e isso acaba gerando uma insegurança jurídica, política e social”, enfatizou.

Em seu posicionamento, o emedebista ainda alfinetou o governador afirmando que “quem reduz o ICMS da aviação de 25% para 3% não parece está próximo de uma calamidade financeira”.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.