Conecte-se agora

Ribamar é deixado de lado e Ricardo França se torna “o queridinho” de Gladson Cameli com promessa de viver no Acre com “diárias gordas”

Publicado

em

Acostumado a trabalhar nos bastidores, a vida do advogado Ricardo Augusto França, Chefe da Representação do Escritório de Apoio em Brasília do governo do Acre, mudou nas últimas semanas, devido o governador Gladson Cameli (Progressistas) tê-lo nomeado no início de junho para responder cumulativamente pelo cargo de Coordenador do Gabinete do Governador, sem acumular salário. Nos bastidores, o retorno efetivo de França ao Acre sinaliza que o governador e seu chefe da Casa Civil, o também advogado Ribamar Trindade não falam mais a mesma língua e que o chefe do Palácio Rio Branco já elegeu o seu novo “queridinho” e “confidente”.

Nos últimos dias, França tem sido presença constante nas agendas mais recentes de Cameli em Brasília, no Peru e agora ainda mais no Acre. A presença dele mudou completamente a estrutura do núcleo duro do governo do Estado e reforça uma disputa interna de poder. Até então o gabinete do governador era coordenado por Rosângela Pequeno que, segundo fontes governamentais, costuma responder diretamente ao conselheiro do Tribunal de Contas, Antônio Malheiro e ao chefe do Gabinete Civil Ribamar Trindade. A unção de Cameli sob França conta ainda com apoio de pessoas próximas de Ribamar, que já teria mudado de lado ao ver o Chefe da Casa Civil não conta mais com o poder de antes.

Mas a efetivação de França no Acre vai muito mais além do que de oficio, vem em benesses também. Agora sempre hospedado no Pinheiro Palace Hotel, França terá uma vantagem “que muitos no atual governo matariam para ter”: as diárias que variam de R$ 604,00 em agendas foram de Brasília e superior a R$ 1.000,00 quando for internacional. O fato é enquanto o novo “queridinho” de Cameli estiver no Acre receberá os valores fora o salário de R$ 19 mil.

As diárias que devem ser pagas a França ainda não foram disponibilizadas no Portal da Transparência.

Propaganda

Acre 01

Presidiário em condicional é perseguido por faccionados e executado com seis tiros

Publicado

em

Mais um homicídio com características de execução foi registrado na Capital. O presidiário monitorado por tornozeleira eletrônica Mateus Figueiredo dos Santos, de 21 anos, foi morto com seis tiros na tarde desta segunda-feira (27). O crime aconteceu na rua Osvaldo Miranda,  no Conjunto Laélia Alcântara, na região do bairro Calafate, em Rio Branco.

De acordo com informações da polícia repassadas a reportagem do ac24horas, Mateus estava em sua residência quando dois homens não identificados, membros de uma facção, chegaram numa motocicleta, desceram, o chamaram na frente da casa. Quando o jovem saiu, um dos criminosos em posse de uma arma de fogo começou a atirar, Mateus correu para dentro de casa, pulou a janela e em seguida pulou a cerca de madeira. O jovem foi perseguido na rua por cerca de 100 metros e foi atingido com seis tiros na região das costas, braço, peito e no pescoço e caiu dentro de uma casa de oração. Após a ação os bandidos fugiram tomando rumo ignorado.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos dos peritos em criminalística, em seguida colheram as características dos autores do crime, fizeram rondas na região em busca de prendê-los, mas ninguém foi encontrado.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

O caso segue sob investigação dos Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo informações de familiares já havia se desligado da organização e estava frequentando uma igreja no bairro.

A polícia acredita que a motivação do crime é a guerra entre facções.

Continuar lendo

Cidades

Polícia investiga morte de homem encontrado sem marcas de violência na própria cama

Publicado

em

A Polícia Civil de Cruzeiro do Sul investiga se José Francisco da Silva, encontrado sem vida em cima da própria cama, na tarde desta segunda-feira, 27, no bairro Cruzeirão, morreu de infarto.

O diarista não era visto pela vizinhança desde sexta-feira, 24. Nesta segunda-feira, 27, um parente arrombou a porta da casa de José Francisco e encontrou o corpo já em estado de decomposição.

O corpo está passando por exame no Instituto Médico legal.

O delegado Marcos Vinicius, disse que o homem tinha problemas de saúde e há informação de que bebia muito. “Ele morreu em cima da própria cama sem sinais de violência e estamos investigando”, contou o delegado.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas