Conecte-se agora

Tchê: “sem apoio, deixo a liderança do governo”

Publicado

em

O líder do governo, deputado Luiz Tchê (PDT), admitiu ontem ao BLOG DO CRICA de que dependendo da conversa que terá com o governador Gladson Cameli, quando este retornar, poderá deixar a sua liderança na Assembléia Legislativa. A série de trapalhadas da equipe governamental, com a demissão de indicados dos deputados da base governista, sem não dar nenhuma satisfação, quebrando a unidade duramente que ele construiu, são motivos que fazem Tchê repensar seriamente a permanência na função. “Líder fraco, governo fraco”, desabafou Tchê. Ele manifesta um desconforto com o fato de não estar sendo prestigiado. “Não sou convidado para debater nada das decisões políticas do governo. Vim saber da questão dos precatórios pela imprensa. Estou sendo pressionado por colegas que tiveram seus indicados em cargos do governo demitidos sem nenhuma explicação. Assim não dá para continuar”, advertiu. Acha que vai ganhar muito mais e crescer fora do governo, se dedicando às atividades da UNALE. Tchê se mostrou muito determinado ao falar ao BLOG: “sem apoio, do jeito que está, deixo a liderança do governo”. É que ela está vendo ruir todo o trabalha de unificar a base, que quando assumiu a função estava completamente destroçada.

POSIÇÃO COERENTE

A posição do líder do governo, deputado Luiz Tchê (PDT), é coerente. Ficar no cargo desprestigiado, ouvindo reclamações dos deputados da base governista e sem ter como atender, o caminho certo é pegar o boné para não ficar sofrendo desgaste com colegas.

ALGUÉM EXPLICA?

A base do governo estava estraçalhada, a oposição ganhava todas as votações e mesmo sendo minoria, se consegue uma unidade e os projetos do governo passaram a ser aprovados, e o próprio governo colabora agora para quebrar essa unidade, alguém explica? Não entendo.

VEJA COMO É TUDO ATRAPALHADO

Um deputado passou ontem informação ao BLOG de que o presidente do IMC, Carlitinho Cavalcante, foi comunicado que o governo precisava do seu cargo. Quando estava com a trouxa arrumada eis que o governo voltou atrás e o manteve no cargo. Não é atrapalhado?

DEPOIS QUE VER

A candidatura do deputado Fagner Calegário (não será pelo PV) a prefeito de Rio Branco, anunciada ontem pelo próprio é o tipo da notícia na qual só creio depois que ver o registro no TRE-AC. Muito embora diga que esta é uma decisão amadurecida.

O TEMPO ESTÁ CORRENDO

O tempo está correndo contra a “CPI da ENERGISA”. Disse quando da sua criação que não tinha poderes para baixar um centavo na conta de luz e que era uma jogada populista. Levaram até torcida organizada. O tempo está correndo contra a CPI e está comprovando.

VIGA RECLAMA DO POUCO CASO

O deputado Chico Viga estava ontem na ALEAC mostrando o seu desconforto da forma como vem sendo tratado pelo governo. Reclama que, uma indicação de um pequeno CEC-1 que, ele tinha dentro da administração foi demitida. “Não posso aceitar este tratamento”, reclamou.

FOICE NA BASE

A foice está comendo na base do governo na ALEAC. Não atingiu só o deputado Chico Viga, mas também o deputado Vagner Felipe (PR), que perdeu espaço no governo. O deputado Neném Almeida diz não ter visto a cor de um cargo dos que foram aprovados na última reforma. O certo é que há um descontentamento claro em relação ao Gladson Cameli.

A VERDADE DA PESQUISA

No Jardim da Infância da política se aprende que numa pesquisa se soma o Ótimo ao Bom. E jamais se soma o Regular. Portanto, senhores do conselho, a aprovação real do governo Gladson Canmeli é de apenas 37%. Bem abaixo dos mais de 50% com os quais se elegeu. Na realidade houve uma queda de 16% em relação à votação que obteve. Portanto, nada a comemorar. Faço a observação para que o governador não embarque em contas erradas.

ANÁLISE PERFEITA

Recebi a seguinte postagem do leitor Albeci Coelho sobre o dado da pesquisa da RECORD, relativo à pergunta sobre o percentual de eleitores que votariam novamente no Gladson Cameli. Vamos à postagem: “84% não mudaria o voto no Gladson, ou seja, dos 55% (votos válidos) que votaram nele, hoje só 84% votaria de novo. Resumindo: Gladson perdeu 17% dos seus eleitores”. O Albeci acertou na mosca. Não é 84% sobre o 100% dos eleitores. Ponto.

ASSIM O BOI NÃO DANÇA

Chega reclamação de leitor que no domingo não tinha médico para atendimento na UPA da Sobral. Pergunta que não quer calar: o que fez até aqui a secretária de Saúde, Mônica Flores?

UMA PERGUNTA

Quando é que a Comissão de Saúde da ALEAC vai chamar a secretária Mônica Feres para vir dizer o que pensa sobre a Saúde, seus planos para tirar o sistema do buraco em que se encontra, porque desde a sua posse nada melhorou e esta senhora fica num mutismo.

A CULPA É DO MAZINHO

Ontem, enquanto o deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) discursava na ALEAC houve uma queda de energia. Como seu adversário político, o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, estava presente, alguém sapecou: “O Géhlen vai acusar o Mazinho de mandar apagar a luz”.

DURO COM OS QUE DISCORDAVAM

Levando para o lado ideológico o Arcebispo Dom Moacyr Grechi foi enquanto comandou a igreja do Alto Acre, uma espécie de ícone da esquerda acreana. Era duro contra os que discordavam dele ideologicamente. Proibiu os queridos Padres Peregrino e José, simpáticos aos governos militares, de rezar missas nas igrejas do Acre. E não voltou atrás na decisão.

NÃO INVALIDA

Mas este fato histórico na invalida o trabalho de Dom Moacyr pelos mais humildes.

MAIS VALE UM GOSTO

De um aliado do ex-deputado Ney Amorim ontem na ALEAC, sobre a saída deste do governo. “Não me arrependo de ter apoiado o Gladson e ajudado a derrotar o Jorge Viana”, disse.

ALÉM DA IDEOLOGIA

O deputado Jenilson (PCdoB) raciocina além da sua ideologia. Cumprimentou ontem na ALEAC, o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, como um dos “melhores” prefeitos do Acre.

FALHA DO CERIMONIAL

Apenas a deputada Juliana Rodrigues (PRB) esteve presente na solenidade oficial em comemoração ao aniversário do Estado, na qual estava o governador Gladson Cameli. Os deputados da base do governo reclamaram ontem do Cerimonial do Governo, que não enviou nenhum convite aos deputados e nem comunicou. Depois reclamam dos deputados ausentes.

NÃO SE ADMIREM

Caso o deputado Roberto Duarte (MDB) venha a recuar de disputar a prefeitura da capital, ninguém se admire se o vereador Emerson Jarude se filiar ao MDB e ocupar este espaço.

A QUE PONTO SE CHEGA

Nada contra o Hino de Cruzeiro do Sul. Mas não teve nenhum sentido, ao não ser para agradar o governador Gladson Cameli, ser executado o referido hino, na solenidade de comemoração ao Estado. O que não fazem os nossos burocratas bajuladores para serem agradáveis.

Propaganda

Blog do Crica

Uma charada para o velho lobo decifrar 

Publicado

em

O deputado federal Flaviano Melo (MDB)  é um craque dos bastidores políticos. Se mexe bem nesta escorregadia estrada, como poucos. Mas tem uma charada a matar. Vai ter que resolver está briga escancarada entre as duas alas do seu partido: a que defende a lealdade ferrenha ao governador Gladson Cameli, inclusive, de apoiar o seu candidato a prefeito e a outra que quer um MDB independente, com uma postura crítica e com candidatura própria à PMRB. Ao lado da ala dos camelistas, se encontram figuras de proa do partido, como a secretária de Planejamento, Maria Alice; e a secretária de Turismo, Eliane Sinhasique, que já se manifestaram publicamente contrárias às posições do líder do MDB na ALEAC, deputado Roberto Duarte, que adotou uma conduta de crítico duro do atual governo. Ambas acenam com um pedido de desligamento do partido. E do outro lado o deputado Roberto Duarte (MDB) – que esta semana chegou a ser declarado pelo governador como seu “inimigo” – que tem o aval da maioria da executiva regional, a favor da independência do MDB no Legislativo, sem estar em simbiose com o governador Gladson Cameli. Como o velho lobo do Glorioso do Dr. Ulysses Guimarães vai matar esta charada, confesso que estou ávido para saber. Mas também por conhecer os bastidores da política acreana e se tivesse que cravar um palpite cravaria seco de que o deputado federal Flaviano Melo (MDB) vai avalizar a postura até aqui adotada pelo deputado Roberto Duarte (MDB). Não espero também que o MDB desista de uma candidatura própria à PMRB. Ter candidato próprio é questão fechada no MDB.

NOMES PARA SENADOR GUIOMARD

Rosana Gomes – irmã do ex-prefeito James Gomes e cunhada da senadora Mailza Gomes (PROGRESSISTAS), ex- vice-prefeita Branca Menezes, vereador Gilson da Funerária e Israel Milani, são nomes até aqui citados para disputarem a prefeitura de Senador Guiomard.

NÃO CREIO QUE VÁ OUSAR

Não creio depois de todo o desgaste que sofreu, que o prefeito de Senador Guiomard, André Maia, vai encarar uma reeleição. Fala-se que, ele poderá vir a apoiar a candidatura da Branca.

FORA DA MESA

Conversei ontem com uma figura de naipe dentro do PCdoB sobre a eleição municipal de Cruzeiro do Sul. Acha ser impossível o seu partido e o PT virem a apoiar um nome indicado pelo grupo do ex-prefeito Vagner Sales. E vê a possibilidade do PT apoiar a reeleição do prefeito Ilderlei Cordeiro, ainda que fora do palanque, muito grande. Opinião de quem sabe. 

SECRETÁRIOS EGRESSOS

Muitos secretários do prefeito Ilderlei Cordeiro na prefeitura de Cruzeiro do Sul passaram por cargos importantes no último governo petista, o que pode facilitar da aliança vir a acontecer.

COMER PEIXE É UM PERIGO

Quem gosta de peixe, tenha cuidado! É que, se por acaso, uma espinha penetrar na sua garganta ou você tem dinheiro para buscar um médico Otorrinolaringologista particular para tirar a espinha ou se lasca. No Pronto Socorro da capital, não tem um profissional no quadro.

É VERGONHOSO!

Isso é vergonhoso! Pessoas com problemas em ouvido, nariz e garganta não conseguem atendimento por um Otorrino nem nas UPAS e nem no Pronto Socorro. É reclamação em cima de reclamação. O desgaste não vai para a secretária Mônica, mas para o colo do governador.

GATO ESCALDADO TEM MEDO DE ÁGUA FRIA

Não apostaria um centavo furado na possibilidade do ex-prefeito Marcus Alexandre (PT) disputar o governo em 2022. Sabe que para deputado estadual ou deputado federal sua chance de se eleger seria maior. Passou da banda podre, na eleição para o governo.

NEM PARA MOVIMENTAR A CAMPANHA

Falta com a verdade quem disser que o ex-prefeito Marcus Alexandre fez uma campanha milionária. Pelo contrário, foi a mais franciscana das candidaturas a governo pelo PT nos últimos vinte anos. Na fase final da campanha, o Marcus não tinha um pau para dar no gato.

INFORMAÇÕES SEGURAS

Estas informações eu tive sobre a campanha do PT de uma fonte mais do que segura. 

INDÚSTRIA RENTÁVEL

Nada deve ser mais rentável do que roubar celular. Virou uma indústria. Na Praça do Tropical, por exemplo, os pais não podem levar os seus filhos para brincar porque são roubados. Só nesta semana aconteceram casos em três dias distintos de roubos e tudo no período da tarde.

É UMA DOIDICE!

Todo mundo sabe onde se comercializam celulares sem procedência. Só a polícia não sabe? Enquanto tiver receptador vão ter pilantras roubando celulares por ter onde vender o roubo.

TERRENO NA LUA

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) diz que a ALEAC virou um puxadinho do Palácio Rio Branco. Ora, ora, Magalhães! Nos 20 anos dos governos do PT; de alguns, você foi o líder, se aprovava projeto até para vender terreno na Lua se fosse enviado à ALEAC, sem essa, então!

NADA MAIS SUBSERVIENTE

Não conheço uma mesa diretora da ALEAC nos 20 anos de governos do PT que não foi subserviente a quem ocupava o Palácio Rio Branco. Nem requerimento se aprovava na casa. Nunca nenhum projeto do governo era previamente discutido, mas aprovados no escuro.

SEMPRE FOI E SEMPRE SERÁ

Ou votando certo ou errado, votando uma matéria inconstitucional ou não, num parlamento quem dita o rumo da prosa é a bancada majoritária. Sempre foi e sempre será assim. A oposição está no papel de protestar contra um ato que ache ilegal, mas não deve estranhar.

ASSIM É NA DEMOCRACIA

Procurar a justiça para contestar atos que considere ilegítimos, é um direito da oposição. É o caso da ADIN que será ajuizada assim que o governador sancionar os vetos à LDO. Assim é na democracia.

CARTÃO DE VISITA RASGADO

Era um cartão de visita vergonhoso para quem estava chegando em Rio Branco e vir para o centro da cidade, num trecho completamente escuro. Este cartão vergonhoso está sendo rasgado pela prefeita Socorro Neri, que está colocando na via uma iluminação de Led.

MUITO CUIDADOSA

A prefeita Socorro Neri tem se mostrado uma gestora cuidadosa com a cidade, só não tem uma varinha mágica para resolver todos os problemas viários da capital. Quem na campanha de prefeito, no próximo ano, prometer resolver todos os problemas, estará mentindo.

CESÁRIO OUTRA VEZ

A eleição do PT marcada para este final de semana para eleger a direção regional não terá disputa, houve um consenso de que o atual presidente Cesário Braga será reeleito. Não concordo com seu viés ideológico, mas o respeito, por sempre ser solícito com a imprensa.

PRESENTE DE GREGO

Ganhar a presidência do PT é receber um presente de grego. O partido deve os marqueteiros da campanha passada, o advogado do eleitoral e outras pendências que chegam à casa de 1 milhão de reais. Não é, portanto, para ninguém invejar a reeleição do Cesário Braga.

SEGURO MORREU DE VELHO

Amigos do ex-deputado federal Raimundo Angelim descartam a possibilidade dele vir a ser candidato a prefeito de Rio Branco na eleição de 2020, principalmente, agora, com o comando do PT nas mãos da tendência Democracia Radical – DR, que trabalhou aberto pela sua derrota.

COM QUEM VAI O ALAN?

 Uma peça importante do campo político do governador Gladson Cameli ainda não se posicionou sobre a eleição para a prefeitura de Rio Branco no próximo ano, o deputado federal Alan Rick (DEM). Alan é um parlamentar que tem boa parte do seu nicho eleitoral na capital.

AINDA ESTÁ PARA COMEÇAR

O jogo político para valer na disputa da PMRB ainda está para começar, o que há até aqui são manifestações isoladas. Só vai se ter uma noção de como ficará o quadro eleitoral para a prefeitura da capital, quando se conhecer todos os candidatos e as alianças montadas.

PARA VALER

Quem tem afirmado que disputará a prefeitura de Rio Branco é o advogado Sanderson Moura. A sua entrada em cena seria importante, porque pela sua qualificação enriqueceria os debates.

FRASE DO DIA

“Jamais discuta, você não convencerá ninguém. As opiniões são como pregos: quanto mais se martela sobre elas, mais fazemos com que penetrem”. Alexandre Dumas Filho.

 

Continuar lendo

Blog do Crica

Religião, visões, mensagens do além e candidatura 

Publicado

em

A religião tem caminhos insondáveis. Pela primeira vez na história política de Tarauacá vamos ter uma candidata a prefeita, cuja a escolha não se deu por nenhum partido político, não surgiu da indicação de um cacique eleitoral, mas é fruto de uma visão religiosa. É o caso de Maria Lucinéia Neri de Lima, esposa do deputado federal Jesus Sérgio (PDT). Tudo começou, conta Lucinéia através de sua assessoria ao BLOG DO CRICA, com o que chama de visão profética de amigos missionários que profetizaram que Deus a queria candidata a prefeita. Não aceitou a ideia de imediato e foi buscar em dias de orações a autorização divina. Contou que findo este período teve a confirmação após falar com Deus que deveria ser candidata a prefeita de Tarauacá e resolveu aceitar como se fosse uma missão divina a ser cumprida. Lucinéia, a Néia – como é conhecida – é integrante dos movimentos católicos Renovação Carismática e Encontro de Casais com Cristo. Seus amigos dizem que é uma “mulher de orações”. Não é esta a primeira visão de Néia, já tinha profetizado que o seu marido Jesus Sérgio chegaria à Câmara Federal, quando poucos apostavam na possibilidade, isso depois dela ter uma visão que o via chegando na Câmara Federal. Jesus se elegeu pelo PDT. A grande prova de que de fato falou com Deus ou não e este lhe deu a missão de ser prefeita será na eleição do próximo ano quando sairá candidata. Terá que se eleger prefeita para de fato provar que a sua candidatura nasceu de uma inspiração divina. Os anjos dirão amém á profecia recebida por Néia? Quem vai dar esta resposta serão as urnas em 2020.

FATO PARECIDO

O fato é parecido com o da ministra dos Direitos Humanos, Damares, que disse ter conversado com Jesus trepada numa goiabeira. Religião é uma seara que não opino, respeito a liberdade.

SAMBA DO CRIOLO DOIDO

Foi o que saiu de uma composição assinada pelos deputados Chico Viga (PROS), Cadmiel Bonfim (PSDB) e Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS). Rejeitaram sem entender o enredo do samba, uma proposta do deputado Daniel Zen (PT) de emenda à LDO, que dava autorização ao governador para reduzir o ICMS sobre a conta de energia de consumidores de baixa renda.

NÃO MUDARIA NADA

O argumento para a rejeição na Comissão de Orçamento e Finança foi fictício. Mexeria nas contas públicas, no que se apegaram para rejeitar, mas não é verdade. Apenas deixava uma autorização e livre arbítrio ao governador para baixar ou não o ICMS da conta de energia para pessoas de baixa renda, beneficiando cerca de 40 mil famílias. Foi uma grande patuscada!

TRAVA NO GOVERNO

Na ânsia de serem agradáveis ao poder ainda colocaram uma trava no governo. Na última segunda-feira o governador Gladson disse no programa “Fale com o Governador” que mandou estudar uma redução no ICMS. Se mais na frente ele resolver colocar a idéia em prática terá que ter nova modificação na LDO. Se a proposta do Zen tivesse passado não precisaria.

LINDA SEMPRE ATENTA

Linda Cameli, mãe do governador Gladson Cameli, é a sentinela do filho nas redes sociais, reage e emite opiniões na defesa da cria. Eu acho o maior barato este seu ativismo político.  

BASE SE AFINOU

Pelas últimas votações na ALEAC, enfim, a base do governo se afinou e votou unida.

COM DIREITO A SURPRESA

A sessão de ontem na ALEAC foi com direito a surpresa. Quando todos esperavam uma reação rude tão comum no líder do governo, deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS), ao ser chamado de “desleal” pelo deputado Jenilson Lopes (PSB), reagiu com ironia de que, partindo do parlamentar oposicionista, para ele significava um elogio. Desmontou o deputado Jenilson.

AGORA É COM A JUSTIÇA

A confusão da LDO teve ontem o seu desfecho final na Assembléia Legislativa, com a aprovação da mudança proposta pelo governo. Começa agora a fase judicial, quando a oposição tentará derrubar a aprovação sob o argumento que a volta da matéria ao plenário feriu o Regimento Interno e a Constituição Estadual. Com a palavra final, o Tribunal de Justiça.

ATAQUE GRATUITO

A prefeita Socorro Neri, por estar num cargo público, não pode ser considerada inatacável. Mas quando houver uma justa razão. Não como no ataque gratuito feito pela direção da UMARB em uma NOTA sem sentido, lhe acusando de não ser democrata. Neri não mencionou a entidade em um comentário, que gerou uma reação sem a menor razão de ser. Fora de foco.

METER A MÃO NO BOLSO

Com a direção regional do PT em dificuldades financeiras, seus candidatos a vereadores vão ter que meter a mão no bolso para bancar suas campanhas. Sem o poder não tem aquela grana por fora das eleições passadas e nem o bolso generoso de empresários para bancar.

ACABOU O DISCURSO

Candidatos do PT não vão só disputar a eleição fora do poder, sem a máquina estatal, sem secretárias como cabos-eleitorais, mas também sem o discurso que só quem era do PT sabia administrar e a oposição era incompetente. A última administração do PT pôs isso por terra.

POSIÇÃO DE MAGISTRADO

Em meio esta confusão toda na ALEAC entre a oposição e a base do governo quem se saiu muito bem foi o presidente Nicolau Junior (PROGRESSISTAS), adotando um perfil de magistrado. Deixou os debates correrem livremente, não interferiu, agiu como deveria ser.

CORTAR OS CABIDES

O governador Gladson Cameli vai ter que cortar gastos por ter extrapolado a despesa com pagamento de pessoal ferindo a Lei de Responsabilidade Fiscal. Passou dos 60%. Isso é fato. Deveria acabar os cabides de emprego ociosos em que se transformaram as falidas estatais.

NÃO FOI PROMESSA DE CAMPANHA?

Não foi promessa de campanha de que acabaria com a farra de cargos de confiança nas estatais em liquidação? Uma boa oportunidade para o governador Gladson cumprir o prometido. Mesmo porque a maioria dos que estão nestes cargos são improdutivos.

GRANDE EXPECTATIVA

No campo dos aliados do governo Gladson já se sabe como ficarão configuradas as candidaturas a prefeito. A grande dúvida que persiste é no campo adversário, saber se a prefeita Socorro Neri disputará ou não a reeleição. Só depois disso é que se terá o quadro real.

ANTÔNIA SALES CERTA

A deputada Antônia Sales (MDB) está certa na preocupação com o novo modelo do governo para distribuir os repasses constitucionais do ICMS. Se mantido, as prefeituras, que já estão com dificuldades de atender as demandas, vão quebrar. Não se muda regra no meio do jogo.

PELO MENOS ISSO

Concordo com a deputada Antônia Sales (MDB), de que seria falir as prefeituras. Se forem manter as novas regras, que pelo menos sejam implantadas em 2021, para os novos prefeitos.

VOLTAR ÀS ORIGENS

O bem antenado internauta Luiz Assis usou da ironia em uma postagem no Facebook ao dar uma sugestão para tirar o PT acreano da pindaíba financeira: “voltar a vender balões e camisas nas praças”. E vou acrescentar: reviver as feijoadas miraculosas do Dudé Lima. A teta secou.

O AMARGOR DA OPOSIÇÃO

A que ponto o PT chegou, não ter um nome com vontade de disputar a prefeitura da capital, o maior colégio eleitoral do Estado. Para quem estava acostumado durante 20 anos à bonança financeira vive hoje o amargor da oposição, situação em que os “amigos” sempre fogem.

CHUVA NO ROÇADO?

Não sei qual foi o remédio que deram para o deputado Luiz Tchê (PDT), que já esqueceu todas as mágoas com o governo e voltou a ser um aliado leal. Já entrou até no BUPAC, grupo de deputados que se perfilam na primeira fila do gargarejo do governo Cameli. Chuva no roçado?

OTIMISMO JURÍDICO

Há um otimismo no grupo da oposição de que vão conseguir derrubar na justiça a aprovação pela base do governo de vetos à LDO, depois de muita confusão política na ALEAC. Esperam apenas que o governador Gladson Cameli sancione a matéria aprovada para judicializar.

SONHO DE CONSUMO

A prefeita Socorro Neri vai realizar o sonho de consumo dos sindicatos da área da Educação, a de ver no quadro da prefeitura de Rio Branco apenas professores efetivos concursados. Está abrindo concurso para 522 vagas. A meta é em 2020 a PMRB não ter um professor provisório.

É INVESTIMENTO

Todo o recurso que for jogado na Educação, não é gasto, é investimento num futuro melhor.

COMPROMISSO COM A EDUCAÇÃO

Isso sim é que é compromisso com a Educação, que é prioridade política só na campanha.

ELEITORADO MAJORITÁRIO

O eleitorado acreano majoritário, o feminino, poderá ter duas candidatas a prefeita da capital, no próximo ano: Socorro Neri, se resolver disputar a reeleição, e a deputada federal Vanda Milani (SD). É um avanço, nem sempre se encontra mulheres disputando cargos majoritários. 

CHAPA DA PESADA

O PSDB deverá vir com uma chapa forte para prefeitura de Rio Branco, em 2020. Com nomes de experiência no parlamento. O atrativo é que não terá ninguém com mandato na chapa.

NOME DO SD

O SOLIDARIEDADE tem como meta lançar o ex-prefeito de Epitaciolândia, Luizinho Hassem, candidato a prefeito na eleição municipal do próximo ano. Luizinho até aqui não tem falado no assunto, mas é decisão do grupo da deputada federal Vanda Milani (SD) tê-lo como candidato.

COM QUEM VAI O PT?

O PT também tende a não ter nome a prefeito no segundo maior colégio eleitoral do Estado, Cruzeiro do Sul: terá que optar entre a reeleição do prefeito Ilderlei Cordeiro ou a candidatura do Fagner Sales, filho do ex-prefeito Vagner Sales. Ambos fora do seu campo ideológico.

FRASE DO DIA

“Se você fecha sua porta para todos os erros, a verdade ficará trancada do lado de fora”. Tagore, poeta indiano.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.