Conecte-se agora

Três pessoas morrem em acidente na BR-364; criança de 4 anos está entre as vítimas

Publicado

em

Um acidente ocorrido na madrugada desta quinta-feira, 13, deixou duas mulheres e uma criança de 4 anos mortas após uma colisão envolvendo o carro onde elas estavam e uma carreta, na BR-364, em Porto Velho. O acidente aconteceu na região do distrito de Extrema.

As vítimas são uma servidora pública do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), o filho dela, de 4 anos, e a mãe da servidora.

Conforme informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo com três vítimas pegou fogo após bater na carreta. Duas das vítimas morreram carbonizadas.

O motorista da carreta relatou que o carro da família teria saído da pista e atingido bruscamente o veículo de carga.

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre, Desembargadora Regina Longuini, expediu uma nota em nome da justiça eleitoral lamentando a morte da servidora do TRE de Xapuri, Indara Araújo, de sua mãe Maria Irlanda e filho Benardo Alcântara.

Em nome do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), a Presidente da Corte, Desembargadora Regina Célia Ferrari Longuini, lamenta profundamente o falecimento da jovem servidora deste Tribunal, Indara Araújo Alcântara, de 28 anos, da mãe, Maria Irlanda Barbosa Araújo e do filho Bernardo Alcântara Hartmann, ocorrido na madrugada desta quinta-feira, 13. A família foi vítima de um trágico acidente de carro ocorrido na noite desta quarta-feira, 12, na região do distrito de Extrema, em Porto Velho (RO).

Indara Araújo Alcântara tomou posse no cargo de Técnico Judiciário do TRE-AC em 2017 e atuava no Fórum Eleitoral da 2ª Zona, em Xapuri.

Que neste momento de dor, a fé e a solidariedade sejam fontes de consolo de todos os enlutados. São os sinceros votos da Presidente do Tribunal, demais Membros da Corte e servidores do TRE-AC.

 

Com informações do G1/Rondônia

Propaganda

Cotidiano

Criança de três anos abandonada pela mãe reencontra o pai haitiano em Brasileia

Publicado

em

Um menino de apenas três anos de idade, de nacionalidade franco-guianês, que havia sido abandonada pela mãe em abril deste ano no município de Brasileia, reencontrou o pai no último sábado, 13, depois de um trabalho intenso da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM).

Segundo o governo do Acre, a mãe do garoto estava com a saúde mental debilitada e partiu para o Equador deixando o filho para trás. A Polícia Militar do Estado do Acre e do Conselho Tutelar de Brasileia comunicaram a situação à diretoria de Direitos Humanos.

A criança recebeu o apoio e várias frentes governamentais passaram a procurar pela família do garoto. No último final de semana, a pasta conseguiu entregar a criança ao pai, o serralheiro Lebrun Ednord, de 33 anos, haitiano, que atualmente mora na Guiana Francesa.

“Um trabalho minucioso, com muita habilidade dos conselheiros e dos policiais militares permitiu que obtivéssemos o número de telefone de Ednord, fornecido pela própria mãe, antes de partir sozinha para o Equador”, explica Claire Cameli, secretária da SEASDHM.

Claire explica que desde que o estado foi acionado, técnicos da pasta procuraram a todo o tempo entender o ocorrido e auxiliar na resolução do problema, classificado como uma situação de assistência humanitária. Para voltar para sua terra natal, o Haiti, o pai do menino precisou registrar a criança em nome de outro homem.

Continuar lendo

Cotidiano

Profissionais do Hospital de Amor começam treinamento para atendimento ao público

Publicado

em

Está previsto para o próximo mês de agosto o início dos atendimentos do Hospital de Amor, Instituto de Prevenção ao Câncer do Hospital de Barretos, em Rio Branco.

Finalizada a fase de contratação, os 24 servidores distribuídos nas funções de auxiliar administrativo, técnico em radiologia, técnico de enfermagem, ouvidoria, hotelaria e controladores de acesso, iniciaram nesta segunda-feira, 15, a fase de treinamento.

Até o final do mês, a capacitação acontece na própria capital acreana. No início de agosto, parte dos servidores viaja para Barretos, interior de São Paulo, onde fica a matriz do hospital, que se tornou referência no país no atendimento aos portadores de câncer.

“Essa é a última etapa antes de começarmos a atender a população. É um momento importante porque é uma unidade de saúde que tem uma filosofia única, com atendimento diferenciado. Não é à toa, que somos o Hospital de Amor”, afirma João Paulo Silva, administrador do hospital no Acre.

O Hospital de Amor vai implantar o “Programa de Rastreamento do Câncer de Colo de Útero e Mama”, que será executado por meio de uma unidade fixa e duas carretas que vão percorrer todos os municípios, realizando exames de mamografia e Papanicolau (PCCU) em todas as mulheres que se enquadrarem nos critérios de inclusão (que tenham de 40 a 69 anos para a prevenção do câncer de mama e 25 a 64 anos no caso do câncer de colo de útero).

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.