fbpx
Conecte-se agora

Acre aparece em 10º lugar no ranking de saúde previdenciária

Publicado

em

O déficit anual dos Estados com a previdência se aproxima dos 100 bilhões de reais e, se nada for feito, tende a quadruplicar até 2060, segundo cálculos da Instituição Fiscal Independente (IFI), ligada ao Senado Federal. De acordo com o Governo do Estado, o rombo do Acre deve passar dos R$ 540 milhões este ano.

A partir de cinco indicadores de 2017, a IFI ranqueou os Estados brasileiros de acordo com a sua saúde financeira e capacidade de arcar com os gastos previdenciários. O Acre é o 10º no ranking geral, uma posição até privilegiada levando em conta que Estados muito ricos, como Rio de Janeiro e Minas Gerais, estão entre os últimos. “Há dois Estados, Acre e Mato Grosso do Sul, com dívida entre 71 e 76% da RCL, mas em boa posição no ranking geral”, diz o estudo do IFI

O IFI confirma: Estados do Nordeste, Sul e Sudeste são os que mostram o cenário mais crítico. O pior deles é o Rio Grande do Sul, seguido de Minas Gerais e Rio de Janeiro.

O trio, junto a São Paulo, Goiás e Alagoas, faz parte do grupo dos mais endividados, com dívidas acima de 90% das suas respectivas receitas líquidas correntes (RCL).

Analise o ranking pelos diferentes indicadores:

Propaganda

Destaque 7

Mara Rocha anuncia volta de escritório da Sepa na Transacreana

Publicado

em

A deputada Mara Rocha esteve neste fim de semana conversando com agricultores da Vila Verde, na Estrada Transacreana, em Rio Branco. A ela os produtores rurais reivindicaram melhorias na estrada e nos ramais.

“Na ocasião falamos das nossas ações para ajudar os produtores e reafirmamos o nosso compromisso com os produtores destinando R$ 21,5 milhões para compra de máquinas para o Deracre que trabalharão na melhoria dos ramais”, disse ela, elencando vários benefícios que devem ser realizados na região.

Ela disse que o Governo do Estado atendeu um pedido seu e irá reabrir o escritório da Secretaria de Produção e Agronegócio (Sepa) na Vila Verde.

Continuar lendo

Destaque 7

Acre perdeu 4 km² de floresta em janeiro, mostra boletim do Imazon

Publicado

em

O Imazon divulgou nesta sexta-feira (14) novo boletim sobre o desmatamento na Amazônia com dados de janeiro de 2020, mês em que o Acre perdeu 4 km² de mata nativa. Na comparação entre agosto de 2018 e janeiro de 2019 com agosto de 2019 e janeiro deste ano, o desmatamento no Acre cresceu 104%.

De acordo com o sistema de monitoramento do instituto, a Floresta Amazônica perdeu uma área de 188 km² de mata em janeiro deste ano. No ano passado, janeiro registrou 108 km² de área desmatada na floresta.

Mesmo em janeiro, pico do inverno amazônico, a floresta foi destruída no Acre e a Reserva Extrativista Chico Mendes voltou a figurar entre as unidades de conservação mais atacadas pelo desmate.

No contexto da degradação, neste começo de 2020, segundo o Imazon, a área total de floresta degradada saltou de 11 km², em janeiro do ano passado, para 163 km², em janeiro deste ano. O Mato Grosso liderou o ranking com 78% da degradação na região, seguido de Pará (15%), Rondônia (2%), Roraima (2%), Acre (1%), Amazonas (1%) e Tocantins (1%).

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas