Conecte-se agora

Comissão do Senado vota contra o decreto de armas no Brasil

Publicado

em

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado deu aval à discussão em plenário de sete projetos de decreto legislativo que sustam os efeitos do decreto 9.797/2019, editado pelo presidente Jair Bolsonaro, que flexibiliza a posse de armas no Brasil.

Os senadores da comissão rejeitaram relatório do senador Marcos do Val (Cidadania-ES), que recomendava a derrubada dos sete projetos. Com isso, as propostas agora serão discutidas e votadas em regime de urgência pelo restante da Casa.

O decreto de Bolsonaro questionado pelos senadores promove várias flexibilizações para a posse de armas. Uma das medidas amplia o direito a categorias profissionais como advogado, oficial de Justiça, caminhoneiro, jornalista que atue na área policial, conselheiro tutelar e agente de trânsito, entre outros.

A medida presidencial também amplia a possibilidade de importação de armas, a compra de munições e a posse, sem restrição, a proprietários rurais – antes, havia a necessidade de comprovar que exercia a atividade de caça.

Do jornal Veja

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas