Conecte-se agora

Obras sociais diocesanas e associação administrada por freira já receberam mais de R$ 16 milhões para tocar saúde pública

Publicado

em

Cameli leva especialista de oncologia à Cruzeiro do Sul onde parceria deve ser ampliada. Cobrando resultados, devem sair no diário oficial dessa semana primeiras exonerações da chamada despolitização da saúde.

O governador Gladson Cameli tem razão quando afirma que dinheiro existe para tocar a saúde pública. Em pouco mais de cinco meses de gestão ele e sua equipe econômica conseguiram desmobilizar vários movimentos grevistas, principalmente de médicos em Cruzeiro do Sul que fizeram pelo menos três movimentos grevistas antes do dia 1º de janeiro.

A Associação Nossa Senhora da Saúde (Anssau), entidade contratada pelo governo para administrar o hospital da segunda maior cidade do Acre, reivindicava cerca de R$ 13 milhões de repasses atrasados ainda pelo ex-governador Sebastião Viana.

Até o dia 31 de maio deste ano, os repasses pelo Fundo Estadual de Saúde – FUNDES, por onde são feitos os pagamentos do setor, ultrapassa os R$ 11,8 milhões de reais. Em março deste ano, foram aplicados R$ 6,4 milhões no Hospital do Juruá, o maior repasse dos últimos anos feitos à instituição.

Mesmo assim, durante programa de rádio ao vivo na última semana, o governador reclamou da tentativa de greve por parte dos médicos, pelo atraso de alguns dias nos repasses atuais. “A saúde é o meu maior problema”, disse o governador.

A visita do diretor do Hospital de Barretos embora não tenha sido amplamente divulgada, faz parte do plano de gestão da nova secretária Mônica Machado, para melhorar o atendimento no segundo maior hospital do Acre. O médico Henrique Prata, fundador do Hospital do Amor e especialista em oncologia, deve ampliar a parceria na região.

Um dos homens de confiança do Palácio Rio Branco, Ricardo França, que atua na representação do Acre em Brasília, atua pessoalmente nessa construção. França fixou estadia em Rio Branco desde que a nova secretaria de saúde foi integrada à equipe de governo.

Outro setor fortalecido ainda durante a administração de Alysson Bestene são as obras diocesanas. Após fecharem a BR 364 em protestos realizado por hansenianos do Hospital Souza Araújo e a aprovação da lei que concede auxílio as entidades civis, mais de R$ 4,9 milhões foram repassados dos cofres públicos para 46 entidades, entre elas, as obras sociais da Diocese Rio Branco – Casa de Acolhida Souza Araújo e a Arco-Iris e Estrela da Manhã. No mês de março foi efeituado o maior repasse, um total de R$ 2,6 milhões.

Com tanto recurso repassado mensalmente, Cameli cobra resultados. Essa semana devem constar no diário oficial as primeiras exonerações da chamada despolitização da saúde. A ordem é implantar a regionalização e melhorar os índices de atendimentos com diminuição das filas, principalmente, as cirúrgicas.

Propaganda

Cotidiano

Criminosos passam atirando contra bar e homem é atingido com um tiro na perna

Publicado

em

Agnel Matos de Almeida, de 40 anos, foi baleado com um tiro na perna na noite deste sábado (15), em um bar na Vila Manoel Marques, na Estrada Transacreana, em Rio Branco.

Segundo informações da polícia, Agnel estava no bar, quando homens não identificados, armados, passaram em uma motocicleta e efetuaram vários disparos em direção do estabelecimento. Matos foi atingindo com um projétil na perna. Na hora da ação dos criminosos havia no bar aproximadamente 30 pessoas.

A ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e após prestar os primeiros atendimentos, conduziu a vítima ao Pronto Socorro de Rio Branco em estado de saúde estável.

A Polícia Militar esteve no local e depois que colheram as características da moto e dos acusados, fizeram várias rondas na região, mas os autores do crime não foram encontrados. Populares informaram a polícia que uma outra pessoa também foi ferida com os disparos e foi socorrido por terceiros.

Agentes da Delegacia de Homicídios e proteção à Pessoa (DHPP) investigarão o caso.

Continuar lendo

Cidades

Mega-Sena, concurso 2.160: ninguém acerta e prêmio acumula em R$ 125 milhões

Publicado

em

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.160 da Mega-Sena, sorteadas neste sábado (15) em São Paulo (SP). O prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 01 – 19 – 46 – 47 – 49 – 53.

A quina teve 116 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 49.024,59. Outros 9.486 apostadores acertaram a quadra; cada um receberá R$ 856,42.

O próximo concurso (2.161) será na quarta-feira (19). O prêmio está acumulado em R$ 125 milhões.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.